Programação da TV Bernardo Vieira

The Noite – 13/08/2019: Thiago Carmona e Stevan Gaipo

The Noite – 13/08/2019: Thiago Carmona e Stevan Gaipo

No The Noite desta terça-feira, 13 de agosto de 2019, Danilo Gentilli recebe Thiago Carmona e Stevan Gaipo.

Em cartaz com o espetáculo “Quase Classe Média”, eles trazem piadas sobre o próprio cotidiano e justificam o porquê do nome ‘quase’. “Todo pobre acha que, no fundo, vai chegar lá (à riqueza)”, diz Stevan em tom de brincadeira. Eles contam que se conheceram em um bar aonde Thiago fazia shows e Stevan conta: “a dona era minha amiga. Ela colocou ele para fazer show comigo e teve que me aturar”.

Sobre a interação da dupla durante a peça, Thiago afirma: “a gente atrapalha a piada um do outro, porque queríamos fazer um show como pobres”. A respeito de projetos em paralelo que cada um tem, Stevan fala sobre o show solo ‘Literalmente Falando’ e a boa repercussão de suas redes sociais. “Meu Facebook está bombando. Faço vídeos do dia a dia, estou me soltando”, diz Gaipo. Já Carmona comenta sobre o projeto ‘Desculpa Qualquer Coisa’, do qual faz parte, além de contar que pretende gravar seu especial de comédia em setembro.

Na mesma noite o apresentador conversa com Bahiaco, famoso especialmente por ter sido o dublê de Renato Aragão na maioria de seus filmes. “Mais de 40 (ações como dublê de Didi). Desde Aladim, sempre fui eu”, conta. Nascido e criado no circo, conta qual o principal requisito para ser um bom profissional: “a ideia do dublê é saber esconder o rosto. É o principal. E cair em uma posição que o artista possa levantar depois”.

Bahiaco recorda a carreira, o trabalho ao lado do famoso palhaço ‘Carequinha’ e revela que já se acidentou em um trabalho. “Me machuquei fazendo eu mesmo, interpretando um bandido que virava monstro. Me jogavam pela janela e caí de cabeça na calçada. Fraturei a terceira vértebra”, diz.

Você pode conferir a entrevista logo após o Cine Espetacular.

Sobre o autor | Website

Catarinense e estudante de direito. Escrevo sobre entretenimento desde 2010, mas comecei com política internacional depois da campanha americana de 2016. Adoro uma premiação e um debate político, mas sempre estou lendo ou assistindo algo interessante. Quer saber mais? Me pague um café e vamos conversar.

Deixe um comentário

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.