Para Medina, ele ganhou bateria da semifinal nas Olimpíadas de Tóquio: “é difícil falar”

Para Medina, ele ganhou bateria da semifinal nas Olimpíadas de Tóquio: “é difícil falar”

Para Medina, ele ganhou bateria da semifinal nas Olimpíadas de Tóquio: “é difícil falar”

Aline Cássia julho 30, 2021 Notícia

Fora dos Jogos Olímpicos 2020, na modalidade do surf pelo japonês Kanoa Igarashi, o surfista Gabriel Medina voltou ao Brasil, na última quinta-feira (29), e falou um pouco sobre a performance do último dia 26, dia em que foi derrotado.  

Ele disse que a decisão do juiz foi ter dado a vitória ao japonês, mas para ele, ele venceu. “Assisti à bateria. Até por isso segurei minhas palavras, não falaria sem ter assistido. Comparando minhas melhores ondas e as duas melhores dele, eu venci a bateria. Mas, é difícil falar, disse ele.

A forma como perdeu a disputa foi bem polêmica, e disse que está muito triste pela situação. E relembrou que 2021 é ano de mundial e precisa focar. Estou triste mesmo e quero continuar trabalhando porque esse ano tem o mundial, não quero deixar isso me abalar. Recebi um apoio gigante do Brasil, e isso só me fortalece. Esses dias tristes vão passar e vou trazer ainda mais orgulho para nós”, contou Medina ainda do aeroporto, quando desembarcou em São Paulo.

O surfista também falou sobre a postura do surfista adversário daquele dia. Ele disse que depois que ganha é fácil provocar e que não gosta disso, prefere agir e focar no que é importante.  Tem que ter paciência, enfim. Fazer palhaçada depois que ganha é fácil. Todo mundo se respeita no circuito. Ganhei inúmeras vezes dele e nunca brinquei. Prefiro trabalhar em silêncio, fazer o meu e focar”, falou.

Em entrevista à Globo ele disse “Surfei bem, mas infelizmente não deu. Agora é voltar para casa e descansar. É triste quando isso acontece. Muita gente mandou mensagem. É difícil passar o ano treinando e se esforçando, chegando nisso. A minha parte eu fiz. Agora é continuar trabalhando. Tem coisas que não dá para entender, mas é assim”, destacou.

Medina também usou suas Redes Sociais para pedi desculpa pela derrota na disputa de terceiro lugar para o australiano Owen Wright. Dei meu melhor, é fod* quando isso acontece, da uma tristeza. Desculpa, galera… valeu pela torcida! Seguimos! Fé em Deus“, finalizou.

Outros artigos