PUB
Início Destaques Netflix vai adicionar recurso de ‘reprodução aleatória’ para quem não sabe o...

Netflix vai adicionar recurso de ‘reprodução aleatória’ para quem não sabe o que assistir

0
10500
Netflix vai adicionar recurso de reprodução aleatória para quem não sabe o que assistir
PUB

A Netflix estará trazendo oficialmente a função “shuffle play” (reprodução aleatória) ainda este ano para todos os seus clientes – permitindo que os assinantes repassem a decisão do que ‘assistir a seguir’ para os algoritmos do streamer.

A empresa anunciou que pretende lançar o recurso – que está sendo testado em plataformas de TV conectadas desde o verão passado, no primeiro semestre de 2021. A notícia foi incluída nos resultados do quarto trimestre da maior empresa de streaming do mundo. A Netflix ultrapassou 200 milhões de assinantes pagantes.

Ao explicar o motivo da Netflix lançar a reprodução aleatória como um recurso permanente, o diretor de produtos Greg Peters disse que às vezes os usuários procuram o serviço “e não têm certeza do que desejam assistir”.

“Está realmente funcionando para nós, pois nossos membros podem basicamente indicar que desejam pular a navegação completamente, clicar em um botão e escolheremos um título para eles assistirem instantaneamente”, disse Peters na sabatina com investidores da empresa. “E esse é um ótimo mecanismo que funcionou muito bem para membros nessa situação.”

O recurso “reprodução aleatória” é uma das várias maneiras pelas quais a Netflix tem adicionado novos pontos de entrada para deixar os espectadores viciados em novas séries e filmes – com o objetivo de fazer com que você assista a ainda mais conteúdo, o que aumenta a probabilidade de você manter a assinatura.

No ano passado, a Netflix apresentou diariamente as listas dos 10 títulos mais vistos em cada país. Em outubro de 2020, a Netflix introduziu a guia “Novos e populares” em sua interface de usuário de TV, que inclui uma nova seção “Vale a pena esperar” listando os títulos programados para entrar no serviço no próximo ano e permitindo que os assinantes definam lembretes para quando se tornarem acessíveis.

PUB

Deixe um comentário