Com as taxas de desemprego, redução de salários e perda da fonte de renda aumentando a cada dia como reflexos da pandemia, o relacionamento sugar – baseado na transparência de objetivos e benefícios mútuos -, transformou-se em uma alternativa para muitas babies que ainda tinham alguma dúvida sobre as vantagens de optar por ele.

A vida ficou complicada para diversas categorias e envolveu também as universitárias – nível de 76% das babies – que dependem de uma ocupação para custear as despesas com os estudos. Para algumas, a alternativa foi buscar um “patrocínio” e encontraram o site de relacionamentos MeuPatrocínio. A plataforma aproxima jovens, bonitas e ambiciosas, as chamadas “Sugar Babies”, de homens maduros, economicamente poderosos, os “Sugar Daddies”. Elas são, em grande parte, as responsáveis pelo o crescimento no número de cadastros semanais do MeuPatrocínio desde o mês de abril. O aumento de 80% fez com que a empresa atingisse a marca dos três milhões de usuários.

Roberta G., estudante de administração, 25 anos, é uma das recém chegadas à plataforma. Ela conta que perdeu o emprego no mês de abril e, desde então, está encontrado dificuldades para se manter em São Paulo, apesar da ajuda que recebe da família que reside no interior. “Cansei de perder o sono sem saber como pagar o aluguel e outras contas no dia seguinte. Uma amiga me indicou o site e agora estou buscando um daddy que diminua um pouco o peso de tantas responsabilidades que tenho e que me dê um pouco de tranquilidade e estabilidade. Mas, além da desejada segurança financeira, também procuro apoio emocional para este momento difícil que estamos vivendo”.

Aquilo que Roberta deseja Mayara M., 27 anos, encontrou no mesmo site. Cadastrada desde o início do ano no MeuPatrocínio, ela encontrou o seu daddy depois de 30 dias. “Tivemos a sorte de ter um tempo para nos conhecer melhor antes da fase de isolamento social. Ele é um cara maduro, empresário, e sempre demonstrou interesse pelo meu desenvolvimento profissional. Sou designer, mas muito interessada no setor de moda e beleza. Com o fechamento das portas da boutique onde eu trabalhava, ele não perdeu tempo e me ofereceu sociedade em um e-commerce. O negócio já está funcionando e hoje vendo produtos de beleza importados. Ele cuida de toda a parte logística e me dá total apoio. O meu rendimento praticamente dobrou! Com mais tempo em casa, as mulheres não têm se descuidado e procuram opções para tratamentos de beleza e garantem os seus estoques para quando o isolamento terminar. Nem esperava por isso, mas meu daddy viu uma oportunidade de negócio e resolveu investir”.

Para Jennifer Lobo, fundadora e CEO do MeuPatrocínio, “estamos sempre analisando casos e, durante o período de pandemia, observamos, além do crescimento no número de usuários, uma grande procura por oportunidades de negócios. Daddies querendo investir e patrocinar suas babies e elas, ao mesmo tempo, buscando novos horizontes para não correrem o risco de abrir mão dos seus sonhos. São algumas das vantagens da relação sugar, objetivos claros, transparentes, e expectativas alinhadas”.

Sobre o MeuPatrocínio: primeiro e maior site de relacionamento Sugar do Brasil, o MeuPatrocínio é a rede social mais exclusiva e elitizada do país. O estilo de vida Sugar reúne homens poderosos a mulheres jovens e atraentes para relacionamentos verdadeiros, transparentes, com acordos preestabelecidos e expectativas alinhadas. Hoje, em sua base de dados, a plataforma conta com três milhões de usuários. Todos submetem seus perfis e fotos à aprovação individual. Somente são aceitos maiores de 18 anos que devem aderir às condições e termos de segurança do site.

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.