Foto: Divulgação

No “Câmera Record” deste domingo, dia 11/06, serial killer de Goiânia revela que sofreu bullying e abuso sexual na infância.

Na segunda parte da entrevista com Tiago Henrique Gomes da Rocha, conhecido como o matador de Goiânia, detalhes inéditos da infância e da adolescência. Segundo a polícia, Tiago foi vítima de abuso sexual quando ainda era um menino. Tiago conta também que sofria bullying, por isso sempre foi um adolescente tímido e de poucos amigos.

O serial killer assumiu para polícia ter matado 39 pessoas, entre 2011 e 2014. Suas vítimas eram mulheres, moradores de rua e homossexuais. Ele já foi condenado a 661 anos de prisão. Na entrevista, o matador de Goiânia tenta descrever a raiva intensa que sentia ao executar suas vítimas.

Os jornalistas Daniel Motta e Gustavo Costa encontraram a mãe do assassino em série, que preferiu não mostrar o rosto. Depois da prisão do filho, ela mudou-se de casa e pela primeira vez fala da sua relação com Tiago.

A reportagem exclusiva mostra os segredos que os policiais descobriram na casa do matador, a operação de guerra montada para prender o assassino, e ainda um mergulho na mente do serial Killer.

O programa vai ao ar a partir das 23h15, logo após o “Domingo Espetacular”, na Record.

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.