Agora com Lacombe dia 10/06/2021: Queiroga diz que toda população brasileira estará vacinada até o fim de 2021

Agora com Lacombe dia 10/06/2021: Queiroga diz que toda população brasileira estará vacinada até o fim de 2021

Agora com Lacombe dia 10/06/2021: Queiroga diz que toda população brasileira estará vacinada até o fim de 2021

Thiago Matheus junho 11, 2021 Programação da TV

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, participou na noite dessa quinta-feira (10) do ‘Agora com Lacombe’, apresentado pelo jornalista Luís Ernesto Lacombe em edição especial ao vivo. Durante o programa, o representante da pasta afirmou que toda a população brasileira estará vacinada até o final de 2021.

A entrevista foi realizada no formato ‘Arena’ e contou com a presença dos jornalistas Silvio Navarro, Adrilles Jorge e Paula Leal.

Queiroga comentou, também, que não adianta criar lei para proibir o não uso de máscara. “Por exemplo, tem lei que proíbe a corrupção, resolveu?”, comparou. Queiroga também respondeu aos questionamentos dos jornalistas a respeito da supernotificação de casos de mortes relacionados à covid-19. “Primeiro, o presidente não fez polêmica, ele falou com base em acórdão do TCU que alerta acerca a questão de supernotificação de óbitos por covid”, explicou.

Além disso, o ministro da Saúde avaliou a eficácia da vacina CoronaVac, que atualmente é produzida pelo Instituto Butantan, em parceria com o laboratório chinês Sinovac. “Não temos ainda indícios muitos sólidos de que esta vacina não tenha efetividade, mas como em todas as vacinas, é possível que se precise fazer algum tipo de reforço, usando a mesma vacina, uma terceira dose. Por exemplo, a gripe nós vacinamos todos os anos”, afirmou.

Ao final do programa, Queiroga assegurou que a população brasileira será imunizada até o final de 2021. “Até o final do ano nós temos certeza que a população brasileira estará toda vacinada. Esse é o prazo que estabeleço para que consigamos conter o caráter pandêmico dessa doença, apesar de ainda ser um cenário complicado”, disse.

Para assistir a entrevista na íntegra, acesse:

Outros artigos