40 anos sem Bob Marley

40 anos sem Bob Marley

Aline Cássia maio 12, 2021 Famosos

Nascido na Jamaica, Marley vendeu mais de 75 milhões de discos para o mundo todo

Vítima de câncer, Robert Nesta Marley, conhecido mundialmente como o eterno, Bob Marley, morreu há exatos 40 anos, em 11 de maio de 1981, em Miami, nos Estados Unidos. Nascido em 6 de fevereiro de 1945, Marley ficou conhecido também como o “Rei do Reggae”. Bob foi um cantor, guitarrista e compositor. Nascido na Jamaica, ele vendeu mais de 75 milhões de discos.

Bob Marley fez muito sucesso. Foi um cantor bastante influente no seu ramo, conhecido internacionalmente. Em 1971 ele assinou com o selo Island Records, bastante inovador para a época.

Acredita-se que, por motivações políticas, Bob, sua esposa e o empresário sofreram um atentado. Eles foram baleados, pois o cantor faria um show gratuito em parceria com o primeiro-ministro jamaicano. Todos se recuperaram após o ocorrido.

Em 1975, Bob gravou, na Inglaterra, dois álbuns “Exodos” e “Kaya”. Em 1979 lançou Africa Unite, no álbum “Survival”. A composição ressaltava a discórdia política africana e propunha a unificação desse continente. Na Europa, ele foi preso por posse de um cigarro de maconha.

A DOENÇA

Em 1977, no mês de julho, Marley descobriu uma ferida no seu dedo do pé. O cantor pensou que se tratava de uma ferida adquirida durante um jogo de futebol. Tempo passou e a ferida não cicatrizou, foi então que veio o diagnóstico: o cantor sofria de câncer de pele. O melanoma maligno se desenvolveu em baixo da sua unha afetada, fazendo com que os médicos aconselhassem Bob a amputar os dedos, porém, devido a sua religião (rastafarianismo), o cantor se recusou a seguir as orientações.

A doença foi se espalhando por alguns órgãos: cérebro, pulmão e estômago. Em 1980, enquanto continuava se preparando para a sua turnê de verão, Marley desmaiou enquanto corria no Central Park, em Nova Iorque, o que o impediu de continuar com os shows. Foi então que procurou ajuda, porém, sem sucesso.

MORTE

Antes da sua morte, Marley foi premiado com com a Ordem ao Mérito Jamaicana. Seu desejo era passar seus últimos dias na Jamaica, mas não deu tempo de chegar na sua terra natal. O rei do reggae passou mal novamente durante o vôo e Marley precisou ser internado nos Estados Unidos, no hospital Cedars of Lebanon, em Miami, na Flórida, vindo a falecer 11 de maio de 1981, com apenas 36 anos.

Marley foi enterrado em uma capela em Nine Mile, perto de sua cidade natal, junto com sua guitarra favorita, uma Fender Stratocaster vermelha.

Em 2001, o cantor ganhou uma estrela na calçada da fama em Hollywood. Conhecido mundialmente, suas músicas ainda continuam presentes, bem como o próprio Bob Marley.

Bob Marley – A lalala long

Outros artigos