Entidades estudantis fazem ato contra aumento da tarifa de ônibus em Natal
Foto cedida pelo Revolta do Busão ao Portal N10

Entidades estudantis fazem ato contra aumento da tarifa de ônibus em Natal

Na tarde da última quinta-feira (11) entidades estudantis, como a UJP, UMES Natal, UESP, MPL dentre outras, realizaram um ato para protestar contra o aumento da passagem de ônibus em Natal. De acordo com os organizadores do evento, cerca de 650 estudantes participaram do protesto, que contou com o monitoramento da polícia e da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU).

A ‘Revolta do Busão’ começou com uma concentração na Praça Cívica e terminou, de forma pacífica, em frente à prefeitura do Natal. O movimento pede a revogação da passagem, que aumentou 15,52%. “Nosso transporte público é ruim e ineficiente, com passagem cara e ônibus frequentemente lotados, veículos em condições ruins, pontos de ônibus sem abrigo, além do grande tempo de espera. Isso é um absurdo”, destacou Igor Souza, presidente da UJP (União da Juventude Potiguar).

Desde abril deste ano, a tarifa de ônibus em Natal foi reajustada de R$ 2,90 para R$ 3,35. O último reajuste ocorreu em janeiro do ano passado, quando passou de R$ 2,65 para R$ 2,90. Para aprovar o aumento no preço a prefeitura exigiu algumas contrapartidas. Dentre elas, a implantação de 100 novos abrigos para paradas de ônibus e a disponibilização online dos dados dos GPS de todos os veículos.

A intenção da STTU era falar sobre reajuste apenas depois do processo de licitação do transporte público da cidade, o que não ocorreu, pois não houve propostas apresentadas para assumir o sistema de transporte de Natal.

Os seguintes valores estão em vigor:

Inteira – R$ 3,35
Estudante com Cartão – R$ 1,675
Estudante dinheiro – R$ 1,70
Social – R$ 1,70
Linha Norte Bairros/Inteira – R$ 2,50
Linha Norte Bairros/Estudante – R$ 1,25

Esta notícia foi interessante para você? Compartilhe com seus amigos!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: