Portal N10

Entenda as diferenças entre o iPhone 7 e 8

Design é praticamente igual, mas há diferenças no processamento e na câmera

No dia 12 de setembro, a Apple lançou novos modelos de iPhone. O mais potente deles e que ganhou os noticiários foi o iPhone X, com um design todo remodelado e diversas novidades e funcionalidades. Mas quem também apareceu nessa leva de lançamentos foi o iPhone 8 e o iPhone 8 Plus, que possuem semelhanças e diferenças com a versão de 2016 (iPhone 7).

No design, continua praticamente tudo igual, com exceção da parte traseira, que agora é em vidro e não alumínio. Com isso, o celular ganhou uma nova funcionalidade, que é a do carregamento sem fio, já presente em outras marcas concorrentes. A tela vem com a tecnologia TrueTone, capaz de ajustar o display do dispositivo de acordo com a luminosidade do ambiente. De resto, tudo igual: tamanho, a frente com as bordas arredondadas e a presença do botão home com sensor de digitais, abandonado no iPhone X.

Em questão de processamento, o iPhone 8 está mais poderoso. Ele é equipado com o novo chip A11 Bionic da Apple com seis núcleos, sendo dois de alto desempenho e quatro de economia de energia. Os núcleos são, respectivamente, 25% e 70% mais rápidos do que os presentes no A10. A GPU, por sua vez, agora é fabricada pela Apple e consome 30% a menos de bateria para produzir um efeito 30% maior do que os antecessores. Essa foi uma das grandes mudanças, já que o novo processador da Apple economiza mais energia e pode rodar até aplicações com realidade aumentada e 3D — tudo depende da criatividade dos desenvolvedores.

A câmera traseira também veio com novidades. Com os mesmos 12 megapixels e abertura de f/1.8, a novidade fica com a estabilização ótica das imagens e o recurso Image Signal Processor (ISP), que diminui o ruído em imagens com pouca iluminação e melhora o foco, além de filmar em 4K a 60 quadros por segundo. No iPhone 7, também havia a gravação em 4K, mas apenas a 30 quadros por segundo.

Apesar das melhorias de processamento e câmera, nem todas as novidades foram positivas. A autonomia da bateria foi reduzida em 7% no iPhone 8 e em 8% no iPhone 8 Plus em relação ao iPhone 7 e ao iPhone 7 Plus. Embora a Apple tenha afirmado que isso não fará diferença pelo fato dos novos modelos economizarem mais energia e serem mais otimizados, a duração da bateria dos dispositivos da maçã sempre são pontos negativos destacados até pelos próprios usuários.

O armazenamento também é outro ponto que sofreu modificações. Antes disponível em 32, 128 e 256 GB, agora, com o iPhone 8, é possível escolher somente entre 64 e 256 GB.

Mas vale a pena comprar? Tudo depende de diversos fatores, como seu bolso, o aparelho que você possui e suas necessidades. O iPhone 8 e 8 Plus foram upgrades interessantes da geração anterior, mas não trouxeram tantas novidades em relação aos recursos presentes no iPhone 7. Se você tem um celular mais antigo, com certeza sentirá muita diferença no desempenho. Se, por outro lado, você tiver algumas economias e gosta de ficar à frente de todas as novidades tecnológicas, talvez o iPhone X seja o mais recomendado.

You might also like

Leave A Reply

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.