Entenda a polêmica com Neymar e a acusação de estupro
Foto: Goal.com

Entenda a polêmica com Neymar e a acusação de estupro

junho 3, 2019 0 Por Rafael Nicácio

(ANSA) – A quase 10 dias da estreia do Brasil na Copa América, toda a atenção dos torcedores da seleção e da imprensa internacional está voltada para o astro Neymar. O motivo, no entanto, não é a atuação do jogador em campo, mas sim, a recente denúncia de estupro pela qual responde. Uma brasileira acusou Neymar, de 27 anos, de estupro, episódio que teria ocorrido em 15 de maio, em um hotel de Paris. A mulher, cuja identidade está sendo mantida em sigilo, registrou um boletim de ocorrência na sexta-feira (31), na 6ª Delegacia de Defesa da Mulher, em Santo Amaro, bairro de São Paulo.

Segundo o boletim, a mulher, de 26 anos, diz ter conhecido Neymar pelo Instagram e encontrado o jogador no hotel Sofitel Paris Arc du Triomphe. Segundo ela, o jogador estava embriagado, teve comportamento agressivo e forçou uma relação sexual sem seu consenso. Ela alega que viajou a Paris a convite de Neymar, ficou dois dias na cidade e teve as despesas e a logística da viagem pagas e organizadas por um assessor do atleta. De acordo com o portal “UOL”, a mulher entregou um “dossiê” à polícia com imagens e documentos da suposta agressão.

Reagindo à denúncia, Neymar negou as acusações e fez um vídeo em sua conta no Instagram, no sábado (1), exibindo a conversa que manteve com a brasileira, assim como fotos que a mulher teria enviado nua ou seminua para ele via WhatsApp. Algumas das mensagens seriam posteriores à data do encontro, 15 de maio, e mostram a mulher conversando normalmente com o jogador.

Apesar da tentativa de autodefesa, o gesto colocou Neymar na mira de outro crime: o de vazamento de fotos íntimas, previsto no artigo 218-C do Código Penal Brasileiro. Criticado e também elogiado pelo vídeo, que gerou discussões na internet, Neymar teve a publicação excluída pelo próprio Instagram, que alegou violações de normas da comunidade e de conteúdo.

Na manhã de domingo (2), um carro da Polícia Civil do Rio de Janeiro foi até a Granja Comary, centro de treinamento da seleção brasileira em Teresópolis, no Rio de Janeiro, para buscar informações sobre Neymar. O jogador, porém, não estava na concentração no momento da visita da polícia. Ele aproveitava um período de folga concedido a todos os atletas da seleção. O pai do jogador, Neymar Santos, afirmou à emissora Bandeirantes que seu filho foi vítima de extorsão e que um advogado da mulher já teria se reunido com o staff do jogador para pedir dinheiro em troca de “silêncio”. Neymar deve entrar em campo no dia 5 de junho, em um amistoso contra o Qatar, em Brasília. A seleção estreia em 14 de junho na Copa América, contra a Bolívia, no Morumbi, em São Paulo.