Engenheiros que atestaram segurança de barragem em Brumadinho são presos

Engenheiros que atestaram segurança de barragem em Brumadinho são presos

Engenheiros que atestaram segurança de barragem em Brumadinho são presos

Rafael Nicácio janeiro 29, 2019 Destaques

(ANSA) – O Ministério Público e a Polícia Civil de São Paulo cumpriram na manhã desta terça-feira (29) dois mandados de prisão expedidos pela Justiça Estadual de Minas Gerais contra engenheiros que atestaram a segurança da barragem 1 da Mina Córrego do Feijão, em Brumadinho. Em Minas Gerais, a polícia cumpriu mais três mandados de prisão.

A barragem se rompeu na última sexta-feira (25), levando um mar de lama de rejeitos minerais para a cidade de Brumadinho. Até agora, foram confirmados 65 mortos, mas ainda há 279 pessoas desaparecidas, o que pode elevar [e muito] o balanço de vítimas. Nesta terça-feira, começa o quinto dia de buscas no local.

A prisão dos engenheiros em São Paulo ocorreu nos bairros de Moema e Vila Mariana. Os mandados são de prisão temporária, com validade de 30 dias, e foram expedidos pela Justiça no domingo.

Os investigadores do Ministério Público e da polícia apuram se documentos técnicos, feitos por empresas contratadas pela Vale e que atestavam a segurança da barragem que se rompeu, teriam sido fraudados de alguma maneira. Toda a operação é coordenada por policiais, promotores e procuradores de Minas Gerais.

Outros artigos