Brasil

Enem 2014: PF investiga suspeita de vazamento

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) esclareceu nesta quinta- feira(13), que a Polícia Federal está investigando o caso do jovem do Piauí, onde ele faz uma denúncia de vazamento de informações sobre a prova de redação do Exame Nacional do Ensino médio (ENEM) do ano de 2014.

O jovem procurou imediatamente ajuda na Polícia Federal, e informou ter recebido aproximadamente uma hora antes de começar o exame, uma foto mostrando parte da prova, que foi compartilhada para um grupo de amigos através de um aplicativo no celular.

No caso da denúncia feita ontem, o Inep informa que já colocou o caso sob responsabilidade da Polícia Federal, que já está investigando, os celulares foram apreendidos para serem analisados pelos peritos. Antes dessa ultima denúncia, já existiam outras feitas por estudantes, mas quando investigadas foram desconsideradas por serem infundadas, esclarece nota emitida pelo Inep. Na nota, o Inep ainda informa que trabalha juntamente com a Polícia Federal para dar mais rigor e segurança à aplicação do exame, garantindo isonomia entre os que prestam a prova.

A prova do Enem foi feita por mais de 6,2 milhões de estudantes em 1,7 mil cidades em todo o país. No primeiro dia (8) foram feitas as questões de ciências e de ciências da natureza, no segundo dia (9) foram questões de linguagens, códigos e matemática e redação.

Quer receber as principais notícias do Portal N10 no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo oficial. Para receber no Telegram, clique aqui

Siga o Portal N10 no Google News para acompanhar nossas notícias. Clique na imagem abaixo!

Romário Nicácio

Administrador de Redes. Co-fundador do Portal N10 e do N10 Entretenimento. Redator de sites desde 2009, passando pelo Notícias da TV Brasileira (NTB), Blog Psafe e vários outros de temas variados. E-mail: romario@oportaln10.com.br

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Olá pessoal! O acesso ao nosso site é gratuito, porém precisamos da publicidade aqui presente para mantermos o projeto online. Por gentileza, considere desativar o adblock ou adicionar nosso site em sua white-list e recarregue a página.