Governo confirma 9 casos suspeitos de coronavírus no Brasil

A farmacêutica norte-americana Moderna anunciou nesta semana a primeira vacina contra o novo coronavírus. O primeiro lote da vacina foi enviado a pesquisadores do governo dos Estados Unidos, que deve começar a fazer os primeiros testes experimentais em humanos a partir de abril.

O desenvolvimento da vacina foi em tempo recorde: 42 dias, segundo a empresa. Duas doses da vacina serão testadas em um grupo de 20 a 25 voluntários saudáveis. O objetivo é observar se a quantidade de dose aplicada será suficiente para combater o vírus.

Apesar da velocidade com que foi produzida, a vacina não deve chegar tão rápido ao mercado. Isso porque são necessários vários testes até a aprovação e disponibilização, o que pode levar de 12 a 18 meses, segundo o Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas (Niaid) dos Estados Unidos.

A China é outro país que divulgou uma possível vacina contra o coronavírus, que surgiu no país asiático e já infectou quase 80 mil chineses. Ao todo, mais de 2,5 mil pessoas morreram no país.

No Brasil, o Ministério da Saúde confirmou nesta quarta-feira (26) o primeiro caso de coronavírus. O infectado é um homem de 61 anos, que veio da Itália, país que mais registrou casos e mortes pela doença na Europa.

Assine nossa Newsletter e receba as principais notícias do Portal N10 em seu Whatsapp totalmente grátis. Clique no ícone do WhatsApp para ser incluído (não se esqueça de salvar nosso número na sua lista de contato!).

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.