Destaques, Política

Em vídeo, Bolsonaro ataca PT e aponta risco de ‘fraude’

Em vídeo Bolsonaro ataca PT e aponta risco de 'fraude'

O candidato à Presidência pelo PSL, Jair Bolsonaro, falou ao vivo pela primeira vez desde que foi vítima de uma facada em Juiz de Fora (MG). O vídeo foi ao ar neste domingo (16) através de uma transmissão pelo Facebook.

O candidato está internado desde 7 de setembro no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, após ter levado uma facada no abdômen um dia antes, durante um ato de campanha em Juiz de Fora. Desde então, Bolsonaro só havia postado fotos e mensagens em suas redes sociais.

Nos 20 minutos de gravação, realizada no quarto do hospital, Bolsonaro se emocionou, recordou o atentado e atacou o PT, ao apontar um possível risco de o partido fraudar as eleições para libertar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

“Essa possibilidade de fraude é concreta. Se coloquem no lugar do presidiário que está lá em Curitiba. Você aceitaria, bovinamente, ir para a cadeia? Você não tentaria uma fuga? Bem, se você não tentou fugir, é porque tem um plano B. Não consigo pensar outra coisa a não ser o plano B se materializar numa fraude”, afirmou Bolsonaro.

Pela segunda vez desde que foi esfaqueado, o presidenciável recebeu alta da unidade de terapia intensiva (UTI). Segundo o boletim médico, Bolsonaro foi colocado em uma unidade de cuidados semi-intensivos. O hospital informou que o candidato se recupera bem, e sua alimentação segue por via endovenosa.

O postulante do PSL lidera as pesquisas para as eleições de outubro e corre risco de não participar mais da campanha de rua, mesmo no segundo turno. Enquanto isso, Bolsonaro busca movimentar suas redes sociais para manter ativa sua militância.

Com informações da Agência ANSA*

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.