Destaques, Natal

Em Natal, pontos de ônibus terão identificação com placas em Braille

Foto: Ricardo Giusti / PMPA

Num encontro entre a Prefeitura do Natal, a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU), o Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros (Seturn) e da Sociedade dos Cegos do Rio Grande do Norte, foi divulgada, nesta terça-feira (10), que a capital potiguar terá 185 abrigos de passageiros de ônibus com placas de identificação das linhas em Braille.

De acordo com a secretária da STTU, Elequicina Maria dos Santos, as placas de identificação estarão em pontos estratégicos, ou seja, em locais que sejam mais acessíveis ao passageiro com deficiência visual, para que eles possam identificar quais são os ônibus que passam naquele ponto e o transporte certo que vai precisar embarcar.

O presidente da Sociedade do Cegos do RN, Ronaldo Tavares, disse que essa é uma conquista, principalmente pelo fato de trabalhar a autoestima daqueles que mais dependem desse sistema. “A implantação desta sinalização contempla uma luta histórica para pessoas com deficiência visual na cidade de Natal e promove a autoestima destes usuários no sistema de transporte do município. Todos estamos de parabéns por essa conquista”, disse.

O Braile

É um sistema de escrita tátil utilizado por pessoas com deficiência visual ou com baixa visão. É tradicionalmente escrito em papel em relevo. Os usuários desse sistema podem ler em telas de computadores e em outros suportes eletrônicos graças a displays em braille atualizáveis. Eles podem escrever em braille com reglete e punção, máquina de escrever em braille, notetaker em braille ou computadores que imprimem braille em relevo.

O Braille recebeu o nome devido ao seu inventor Louis Braille. Quando criança, ele perdeu a visão em um acidente e, em 1884, quando tinha 15 anos, desenvolveu um código para o alfabeto francês em uma melhoria para a escrita noturna. Em 1829, ele publicou o sistema, que incluía a notação musical. Em 1837, ele publicou uma segunda revisão, que foi a primeira forma binária de escrita desenvolvida na era moderna.

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.