Aplicativos, Destaques

WhatsApp desenvolve recurso que pede permissão a usuário para ser adicionado em grupo

O WhatsApp vai permitir aos usuários o gerenciamento de convites antes de serem adicionados a grupos. O recurso, no entanto, ainda está em desenvolvimento e só vai aparecer inicialmente na nova versão beta em aparelhos da Apple. Posteriormente, a funcionalidade deve ser liberada para aparelhos com sistema Android.

O usuário que decidir restringir quem pode o convidar receberá um pedido para entrar no grupo e será criado um chat onde terá a opção de rejeitar ou aceitar. A solicitação será válida durante 72h dentro do aplicativo. Caso não aceite, não será possível receber mais de dois convites de um mesmo grupo.

Como configurar?

É muito simples. Primeiro você precisa ir na opção de Configurações -> Conta -> Privacidade e por fim, em Grupos. Ali você vai ver que dá para escolher quem você permite que já coloque automaticamente em grupos, podendo ser “Todos”, “Meus Contatos” ou “Nenhum”. Nunca é demais lembrar que o recurso, inicialmente, está liberado apenas para a nova versão beta em aparelhos da Apple.

Se você escolher “Nenhum”, qualquer pessoa que queira te adicionar em um grupo vai ter que te mandar primeiro um convite e você poderá recusar ou aceitar. Se escolher “Meus contatos” isso só acontece se a pessoa não estiver na sua lista de contatos, mas quem está pode te adicionar automaticamente, ok?

Curtiu a novidade? Ao menos agora dá para se livrar de grupos que só enchem o WhatsApp de mensagens ou que ficam ali tomando espaço!

Read More...

Destaques, Tecnologia

Conheças as principais características do JavaScript

Se você tem interesse em investir na carreira de programador, então certamente vai adotar no seu vocabulário diário a palavra JavaScript. Essa linguagem de programação é muito famosa quando o assunto é a criação de sites.

A linguagem JavaScript, criada pelo desenvolvedor Brian Eich em 1995, atualmente está no mesmo nível de importância da linguagem CSS e do HTML. Graças ao JavaScript os sites adquirem mais funcionalidades, facilitando a interação com o usuário.

Por ser uma linguagem voltada para a web, grande parte dos navegadores que utilizamos para acessar a internet já contam com estruturas e motores voltados para funcionamento do JavaScript.

No entanto, é sempre bom esclarecer: ainda que os nomes sejam semelhantes, JavaScript é diferente da linguagem Java.

JavaScript no seu dia a dia

Quem atua no ramo da programação é requisito básico saber como funciona e para que serve essa linguagem de programação.

Por outro lado, mesmo quem não trabalha como programador, mas usa diariamente a internet (ou seja, boa parte da população mundial), se depara com o JavaScript no seu dia a dia.

Por ser uma linguagem voltada para a web e ser muito importante para os navegadores, ele é praticamente onipresente na internet. Sendo assim, não se surpreenda ao perceber que a maioria dos sites conta com JavaScript em seus sistemas.

Por isso, se você pretende criar um blog para a sua empresa, ou quem sabe até investir na administração de uma loja virtual, lá vai estar o JavaScript para ajudar você, ainda que você não saiba.

Até mesmo os imbatíveis WordPress e Joomla!, duas das mais importantes plataformas para a criação de projetos web utilizam recursos do JavaScript em sua estrutura.

Nos sites e páginas da web, o JavaScript entra em cena realizando uma série de tarefas importantes, tais como adquirir e enviar informações importantes do navegador do usuário, bem como validar formulários antes de enviar para o servidor.

E você sabe aqueles detalhes interativos que aparecem em alguns sites, tais como jogos, recursos multimídia e elementos animados? Pois então, tudo isso é mérito do JavaScript.  

JavaScript no mundo dos games

Se você pretende investir em um projeto web voltado para games, além de ter que utilizar uma hospedagem VPS, que traz uma série de benefícios para esse tipo de empreitada, certamente você vai se deparar com a linguagem JavaScript.

No caso o VPS (Servidor Virtual Privado) é vantajoso para projetos que envolvem games online, pois ele conta com recursos importantes para o bom funcionamento de sites com elevado volume de tráfego.

Já a linguagem JavaScript, diante da sua versatilidade em relação a elementos interativos e animados em sites, é bastante recomendado para o desenvolvimento de games.

Nesse caso, é possível contar com frameworks de JavaScript destinados especialmente para a elaboração de jogos. O Phaser, por exemplo, é um desses frameworks.

As características básicas da linguagem JavaScript

Os motivos que tornam essa linguagem uma das mais utilizadas e conhecidas no ramo da programação são vários. Veja mais a seguir!  

Baseada em objetos

Devido a essa característica, não se torna complicado para o usuário se adaptar a essa linguagem.

A grande parte das propriedades de um objeto na linguagem JavaScript pode ser enumerada por meio de uma estrutura baseada em repetição “for… in…”.

Funcionalidade

A linguagem JavaScript apresenta funções de primeira classe, funções aninhadas e fechamentos. Cada uma delas conta com as suas características específicas.

Versatilidade

Pode ser aplicada em projetos em Desktop e também para dispositivos móveis. Atualmente, em que a tecnologia mobile é importante para o êxito de muitos projetos web, o JavaScript ganha ainda mais relevância.

Como aprender e dominar os conceitos da JavaScript

Se você é um profissional da área da programação ou apenas um entusiasta do assunto, vale lembrar que se a sua intenção é aprender como utilizar essa linguagem, existem várias possibilidades.

Além disso, antes de se aventurar no maravilhoso mundo do JavaScript, é importante já possuir uma noção básica de programação, especialmente conhecendo alguns outros programas, tais como o HTML e o CSS.

Por se tratar de uma linguagem muito famosa e tão influente nos mais variados projetos web, existe um vasto material a respeito dela, tais como blogs, e-books, vídeos e artigos.

Há também apostilas e outros tipos de conteúdo fora da web que podem ser de grande auxílio em seus estudos. Além disso, existem cursos online de programação que certamente irão abordar o tema JavaScript.

Conclusão

Seja na criação de um site, um blog ou até mesmo para o bom funcionamento de uma loja virtual, a linguagem JavaScript marca presença.

Por essa razão, profissional ou não de programação, vale a pena saber como é o funcionamento e como essa linguagem poderá trazer vários benefícios para o seu projeto web.

Read More...

Aplicativos, Destaques

WhatsApp limita reenvio de mensagens para combater fake news

O WhatsApp anunciou nesta segunda-feira (21) que seus usuários poderão encaminhar mensagens para apenas cinco contatos, de pessoas ou grupos. A medida reforça a política anunciada em 2018 pela empresa, de limitar os encaminhamentos a 20 destinatários. As ações são voltadas para combater a difusão de notícias falsas, as famosas fake news.

A previsão da companhia é lançar ainda hoje a atualização – que reduz o número de pessoas que podem receber a mesma mensagem ao mesmo tempo. A nova versão será lançada primeiro para aparelhos com sistema Android e depois para iOS.

O limite a cinco contatos já havia sido imposto a usuários na Índia em julho do ano passado, após uma série de linchamentos e homicídios provocados pela difusão de boatos pelo aplicativo.

O WhatsApp, que tem 1,5 bilhão de usuários, está tentando encontrar formas de impedir o uso indevido do aplicativo, em meio a preocupações globais de que a plataforma está sendo usada para disseminar notícias falsas, fotos manipuladas, vídeos fora de contexto e boatos transmitidos por mensagens de áudio.

A encriptação de ponta a ponta do aplicativo permite que grupos de centenas de usuários troquem textos, fotos e vídeo fora do alcance de checadores de fatos ou mesmo da própria plataforma.

Read More...

Destaques, Tecnologia

Ataque hacker expõe mais de 770 milhões de e-mails

Um pesquisador de segurança digital revelou a maior invasão de dados da história, o que se sobrepõe a qualquer outra ação similar cometida até agora. Esse roubo de dados expôs mais de 770 milhões de emails e 21 milhões de senhas exclusivas .

A interceptação, apelidada de “Collection #1”, contém 2.692.828.238 linhas de dados brutos de milhares de fontes diversas em potencial, de acordo com o especialista Troy Hunt.

No total, existem 1.160.253.228 combinações exclusivas de e-mails e senhas contidos em mais de 12.000 arquivos separados, que constituem 87 GB de dados de texto bruto.

Hackers-2

O ‘hack’ é considerado o maior roubo de dados na história, e o número de pessoas afetadas é superado apenas por dois incidentes do Yahoo em 2013 e 2014. “Ele se parece com um conjunto de locais totalmente aleatórias para maximizar a quantidade de credenciais para alcance de ‘hackers’ ”, disse Hunt à Wired. “Não há padrões óbvios, apenas uma exposição ao máximo”.

Os dados incluem senhas criptografadas anteriormente que foram forçadas e convertidas em texto bruto, e os arquivos mais antigos datam de 2008. As informações não foram liberadas para venda, mas foram simplesmente enviadas para a nuvem MEGA e depois para um fórum popular. de ‘hacking’.

Como resultado desse vazamento, há um alto risco de casos do chamado ‘preenchimento de credenciais’ , um ataque cibernético que consiste em usar um programa malicioso para inserir automaticamente várias combinações de e-mail/senha em uma tentativa de inserir a conta pessoal de uma ou outra pessoa.

A boa notícia é que a coleção não parece conter dados de cartões bancários ou números de seguridade social. Hunt recomenda checar o serviço “Have I Been Pwned” para saber se seu e-mail foi vítima de “hacking”.

Se encontrarmos nosso e-mail na lista, o que é muito provável, o especialista recomenda usar um gerenciador de senhas ou mesmo recorrer ao método rudimentar, mas eficaz, de escrever nossas senhas no papel. “Pode ser contrário ao pensamento tradicional, mas escrever senhas únicas em um livro e mantê-las dentro de uma casa fisicamente fechada é melhor do que reutilizar a mesma senha em toda a Internet”, escreveu Hunt em seu blog.

Read More...

Destaques, Tecnologia

Mais de 52 milhões de brasileiros compraram pela internet em 2018

Previsão é que, em 2022, 40% das compras sejam feitas por dispositivos móveis no país

Mais de 52 milhões de brasileiros fizeram compras on line em 2018. Publicado pela Ecommerce Foundation, o relatório de Comércio Eletrônico da estima que, em três anos, este número ultrapasse a casa dos 60 milhões. “O mercado e-commerce está em expansão, crescendo em grande escala. É uma área que quase todas as empresas precisam usar para vendas e até mesmo vitrine dos seus produtos de forma on-line”, explica o professor e Analista de Sistemas da Unifacs, Alex Coelho.

Empresas que atuavam somente com compras físicas, estão apostando em um novo ambiente para incrementar as vendas: o e-commerce. Empresários vem investindo nas vendas virtuais que trazem resultados reais. Além de otimizar processos, conquistar novos públicos e, consequentemente, clientes, é possível melhorar significativamente os resultados da organização.

Foi assim que o empresário Maurício Lassmann, juntamente com sua equipe, decidiu entrar para o mercado do mundo virtual. Inicialmente, eles decidiram colocar na prateleira da Internet apenas um produto de suas tantas criações: o VaralMix. “Primeiramente, patenteamos e, logo após, criamos o site apenas com esse produto. Quero começar com o mercado local, fiz parceria com uma empresa de entrega”, detalha Lassmann.  

Foi atuando no ramo da construção civil que o empresário vislumbrou uma oportunidade de negócio. A ideia criativa surgiu para otimizar o espaço restrito das áreas de serviços dos imóveis atuais. “Criamos um varal de parede que, depois de estender as roupas, pode ser recolhido junto à parede, liberando espaço na área de serviço. O produto agrega ainda espaço para organizar os produtos de limpeza”, explica orgulhoso o idealizador do invento.

A expectativa do empresário é que este produto diferenciado gere grandes movimentações do mercado e-commerce. “Ter uma ideia não é muito simples e colocá-la em prática é outra tarefa bem trabalhosa. Vender é um outro ciclo. São muitas etapas que precisamos vencer”, avalia.

Quanto mais o mercado do e-commerce aquece, maior a necessidade de profissionais capacitados nesta área. Alguns dos cursos que têm registrado aumento da procura são Gestão em E-commerce, Gestão em Comércio Eletrônico e Análise de Desenvolvimento de Sistemas. Os graduandos tornam-se especialistas no gerenciamento de lojas virtuais. “Tem muito mais vagas, do que profissionais capacitados para trabalhar na área de e-commerce”. A dica para as pessoas que estão buscando investir nesta profissão é investir em formação adequada, atualizar-se constantemente e estar sempre preparado para as novas oportunidades.

Bolsas de estudo para se capacitar

Ficou interessado pela área? Você pode estudar Gestão em E-commerce e Gestão em Comércio Eletrônico com bolsas de estudo com até 70% de desconto com apoio do Educa Mais Brasil. Acesse o site www.educamaisbrasil.com.br.

Read More...