Destaques, Negócios, Publipost

Venda de milhas rende novas oportunidades de negócios

Milhas aéreas obtidas por meio de programas de fidelização das companhias aéreas ou dos cartões de crédito se perdem quando não são resgatadas. Segundo dados da Associação Brasileira das Empresas do Mercado de Fidelização (Abemf), somente no primeiro trimestre de 2018, 69,5 bilhões de milhas foram emitidas pelos programas de fidelização.

Nesse período, foram resgatados 59,8 bilhões de pontos, o que dá um saldo de 9,7 bilhões de milhas que se perderam sem utilização. A Abemf não divulgou o total de milhas expiradas no primeiro trimestre de 2018, mas no quarto trimestre de 2017, dado mais recente, a taxa  foi de 18,8%.

Milhas valem dinheiro e perdê-las não é um bom negócio. Por isso, a melhor forma de aproveitar os pontos que não serão utilizados é rentabilizando-os em dinheiro.

Por que vender milhas?

Rentabilizar milhas é uma ótima oportunidade de obter recurso financeiro extra e aproveitar melhor os programas de fidelidade. Deixar de resgatar milhas é necessariamente desperdiçar um recurso investido em compras no cartão de crédito ou mesmo em voos.

Mesmo quem não tem milhas acumuladas para voar, pode fazer dinheiro vendendo  o  montante que não pretende usar. Na MaxMilhas, por exemplo, é possível começar a vender milhas Avianca a partir do montante de 6 mil pontos acumulados. Atendendo ao valor médio sugerido pelo site de vender cada mil milhas a R$ 22,50, o faturamento de partida é de R$ 135, caso todas as milhas sejam negociadas.

Quem consegue acumular o dobro, pode vender 12 mil milhas a R$ 22,80 cada mil milhas, faturando R$ 273 na venda de todo o montante. Vale lembrar que os preços são sugeridos pela plataforma para tornar a venda mais competitiva para o vendedor, levando em consideração os valores que já estão sendo anunciados por outros ofertantes.

Grandes vendedores podem fazer um bom dinheiro negociando milhas acumuladas. Quem tem, por exemplo, 60 mil milhas no programa Smiles pode ofertar cada mil milhas por R$ 21,50 e receber no total R$ 1.290. Na TudoAzul, da Azul, 50 mil milhas podem virar R$ 965, se cada mil milhas foram anunciadas a R$ 19,30.

Já quem costuma acumular ainda mais milhas e estiver em um período de menos viagens, resgatar os pontos em dinheiro na MaxMilhas pode ser uma ótima oportunidade de negócio. Vendendo 120 mil milhas pelo programa Multiplus, é possível obter, rapidamente, R$ 3.576, a R$ 29,80 cada mil milhas. Conforme o montante total de milhas sobe, os preços também tendem a aumentar, o que pode garantir um bom retorno financeiro.

Como rentabilizar milhas aéreas

A transação na MaxMilhas é facilitada pela plataforma amigável e intuitiva. Basta clicar em “Vender milhas”, escolher a companhia na qual as milhas estão disponíveis, fixar o preço e prosseguir com o cadastro. A transação é segura e o vendedor pode acompanhar cada passo da oferta, da aprovação até a venda. Também é possível alterar a quantidade de milhas a serem vendidas, como também mudar o valor da oferta, conforme necessário. O vendedor tem total controle de todo o processo.

É importante ressaltar que, após a oferta do vendedor ser selecionada, a própria empresa emite as passagens aéreas no nome do comprador. Quem vende não precisa se preocupar com essa etapa. Fechada a venda, o valor é debitado na conta do vendedor em até 20 dias. Clique aqui para saber mais sobre a venda de milhas.

Read More...