Aplicativos, Tecnologia

Não sabe o que pedir no restaurante? O Google Maps mostra os pratos mais populares

A partir de agora, o Google Maps destacará os pratos mais populares de um restaurante, para que você possa fazer seu pedido com confiança. O recurso de “pratos populares” funciona por meio de um algoritmo de aprendizado de máquina que combina os nomes dos pratos, fornecidos pelos usuários do Google Maps, e também com fotos e resenhas relevantes. Isso cria uma combinação das refeições mais comentadas de um restaurante na ferramenta.

Imagine também estar em um país onde você não consegue ler o idioma. O Maps traduzirá as avaliações de pratos para você. Basta acessar um restaurante no Google Maps para encontrar seus pratos populares na guia “Visão Geral“. Navegue pela guia do menu para conferir as refeições mais comentadas. Depois, toque em um prato popular para explorar comentários e fotos publicadas por outros frequentadores de restaurantes.

Tudo isso faz parte do Google Maps, tornando-se ainda mais útil à medida que você viaja, se alimenta e faz as suas atividades. “O Maps ajuda você a sair e aproveitar o mundo com funcionalidades como encontrar atividades na recém-desenhada guia Explorar, recursos de planejamento de grupo e agora a funcionalidade de listar pratos populares”.

A partir de hoje, o recurso está disponível em todo o mundo no Google Maps para dispositivos Android e estará disponível para os usuários do iOS nos próximos meses.

Read More...

Aplicativos, Destaques

Após detectar ataque de hackers, WhatsApp pede que usuários atualizem aplicativo

O WhatsApp, ferramenta de conversas instantâneas utilizada por mais de 1,5 bilhão de pessoas no mundo, pediu que seus usuários atualizem o app para sua versão mais recente. O alerta foi dado depois de o WhatsApp detectar uma vulnerabilidade no software que permitia ataques de hackers aos celulares que utilizam os sistemas operacionais da Apple (iOS) e do Google (Android).

A equipe de programação do aplicativo descobriu no início deste mês a falha que permitia que invasores inserissem o vírus e executassem códigos em dispositivos móveis. Informou ainda que fez alterações em sua infraestrutura no fim da semana passada para impedir que os ataques ocorram, acrescentando que apenas um número seleto de usuários parece ter sido alvo do vírus.

“O WhatsApp incentiva as pessoas a atualizarem para a versão mais recente de nosso aplicativo, bem como manter seu sistema operacional atualizado, para proteger contra possíveis ataques direcionados a comprometer informações armazenadas em dispositivos móveis”, disse um porta-voz da empresa nesta terça-feira, dia 14 de maio.

A declaração foi feita após o jornal Financial Times ter informado que hackers conseguiram instalar um software de vigilância, desenvolvido pela empresa israelense de vigilância cibernética NSO Group, em iPhones e dispositivos móveis do sistema Android. O WhatsApp confirmou que o ataque tem as marcas de uma empresa privada que trabalha com os governos para entregar spyware, que assume o controle dos sistemas operacionais de telefonia móvel.

Esse vazamento é o mais recente de uma série de problemas do Facebook, proprietário do WhatsApp, que tem enfrentado fortes críticas por permitir que os dados pessoais de seus usuários sejam usados por empresas de pesquisa de mercado. O Facebook também foi questionado por sua resposta lenta ao uso da plataforma pela Rússia para divulgar informações falsas durante a campanha presidencial americana em 2016.

Questionado sobre o caso, o NSO Group disse que sua tecnologia “é licenciada para agências governamentais autorizadas com o único propósito de combater o crime e o terror”, acrescentando que não opera o sistema em si.

Read More...

Aplicativos, Destaques

WhatsApp desenvolve recurso que pede permissão a usuário para ser adicionado em grupo

O WhatsApp vai permitir aos usuários o gerenciamento de convites antes de serem adicionados a grupos. O recurso, no entanto, ainda está em desenvolvimento e só vai aparecer inicialmente na nova versão beta em aparelhos da Apple. Posteriormente, a funcionalidade deve ser liberada para aparelhos com sistema Android.

O usuário que decidir restringir quem pode o convidar receberá um pedido para entrar no grupo e será criado um chat onde terá a opção de rejeitar ou aceitar. A solicitação será válida durante 72h dentro do aplicativo. Caso não aceite, não será possível receber mais de dois convites de um mesmo grupo.

Como configurar?

É muito simples. Primeiro você precisa ir na opção de Configurações -> Conta -> Privacidade e por fim, em Grupos. Ali você vai ver que dá para escolher quem você permite que já coloque automaticamente em grupos, podendo ser “Todos”, “Meus Contatos” ou “Nenhum”. Nunca é demais lembrar que o recurso, inicialmente, está liberado apenas para a nova versão beta em aparelhos da Apple.

Se você escolher “Nenhum”, qualquer pessoa que queira te adicionar em um grupo vai ter que te mandar primeiro um convite e você poderá recusar ou aceitar. Se escolher “Meus contatos” isso só acontece se a pessoa não estiver na sua lista de contatos, mas quem está pode te adicionar automaticamente, ok?

Curtiu a novidade? Ao menos agora dá para se livrar de grupos que só enchem o WhatsApp de mensagens ou que ficam ali tomando espaço!

Read More...

Aplicativos, Destaques

WhatsApp limita reenvio de mensagens para combater fake news

O WhatsApp anunciou nesta segunda-feira (21) que seus usuários poderão encaminhar mensagens para apenas cinco contatos, de pessoas ou grupos. A medida reforça a política anunciada em 2018 pela empresa, de limitar os encaminhamentos a 20 destinatários. As ações são voltadas para combater a difusão de notícias falsas, as famosas fake news.

A previsão da companhia é lançar ainda hoje a atualização – que reduz o número de pessoas que podem receber a mesma mensagem ao mesmo tempo. A nova versão será lançada primeiro para aparelhos com sistema Android e depois para iOS.

O limite a cinco contatos já havia sido imposto a usuários na Índia em julho do ano passado, após uma série de linchamentos e homicídios provocados pela difusão de boatos pelo aplicativo.

O WhatsApp, que tem 1,5 bilhão de usuários, está tentando encontrar formas de impedir o uso indevido do aplicativo, em meio a preocupações globais de que a plataforma está sendo usada para disseminar notícias falsas, fotos manipuladas, vídeos fora de contexto e boatos transmitidos por mensagens de áudio.

A encriptação de ponta a ponta do aplicativo permite que grupos de centenas de usuários troquem textos, fotos e vídeo fora do alcance de checadores de fatos ou mesmo da própria plataforma.

Read More...

Aplicativos, Destaques

Banco do Brasil libera saque pelo WhatsApp; entenda

O Banco do Brasil lançou uma funcionalidade que permite aos clientes usar o WhatsApp para sacar dinheiro, sem a necessidade do uso de cartões ou senhas. O limite diário será R$ 300 e o valor deverá ser múltiplo de dez.

Para realizar o saque, a pessoa deve enviar uma mensagem pelo aplicativo no número (61) 40040001 e escrever “Saque Sem” ou “Saque Sem Cartão” . Em seguida, deverá digitar o valor que deseja retirar. O robô, com quem o cliente conversa, vai enviar um código que deverá ser digitado no caixa eletrônico.

Atenção: para ser entendido pelo robô no WhatsApp, o cliente precisa escrever o valor dessa maneira: “R$ xx,xx” (sem as aspas)

É preciso ficar atento, uma vez que o prazo para o saque no terminal de autoatendimento é até às 23h59 do dia da solicitação. Depois desse prazo, o saque expira.

O Banco do Brasil é a primeira instituição do país a lançar esse tipo de solução. De acordo com o banco, o novo serviço é o décimo quinto que utiliza aplicativos de mensagens.

Read More...