Destaques, Dicas de Saúde

Vitamina D pode prevenir desenvolvimento de miomas, diz estudo

Você já deve ter ouvido falar que a vitamina D é essencial para a sua saúde, principalmente para prevenir a osteoporose. Deve saber também que a melhor maneira de ativar a síntese desse nutriente é tomando sol. Entretanto, a novidade é que estudos têm demonstrado que mulheres com miomas, em geral, apresentam deficiência da vitamina D. Seria então essa vitamina um fator de proteção contra os miomas?

Segundo um estudo publicado no jornal científico Fertility and Sterility, a deficiência de vitamina D desempenha um papel significativo no desenvolvimento de miomas uterinos. Os pesquisadores apontaram que a vitamina D3 (um dos tipos do nutriente) reduz a proliferação de células do leiomioma in vitro e o crescimento dos tumores em modelos animais in vivo.

No estudo, as mulheres com menores níveis da substância apresentaram casos mais graves de miomas. Já as mulheres com níveis suficientes de vitamina D eram menos propensas a desenvolverem os tumores.

Você pode estar se perguntando: como uma vitamina, conhecida por proteger seus ossos, pode proteger seu útero contra os miomas?

útero

A explicação é que a vitamina D exerce ações diretas ou indiretas em mais de 200 genes envolvidos na regulação do ciclo celular. Ela participa de diversos processos no organismo, incluindo a regulação da proliferação e diferenciação celular, a angiogênese (crescimento de novos vasos sanguíneos a partir dos já existentes) e a apoptose (morte celular programada). Ou seja, todos esses processos participam do desenvolvimento de um tumor, que nada mais é do que o crescimento anormal e desordenado das células.

Para corroborar a tese, um estudo publicado em março deste ano, no BMJ, feito com mais de 33 mil pessoas, que foram acompanhadas durante 16 anos, mostrou que níveis adequados da vitamina D reduziram o risco de desenvolver um câncer em 20%.

Como saber se você tem bons níveis da vitamina D?

Segundo estudos internacionais, estima-se que aproximadamente 40% dos adultos apresentam a hipovitaminose D, cujo principal fator é a falta de exposição solar.

“O Brasil está abaixo da linha do Equador, portanto aqui a incidência dos raios solares é maior e temos mais dias ensolarados do que os países localizados no hemisfério norte. Mesmo assim, poucas pessoas têm o costume de tomar sol por conta os riscos do câncer de pele e do fotoenvelhecimento”, explica o ginecologista Dr. Edvaldo Cavalcante.

Mas, o médico alerta: tomar sol é fundamental! “Infelizmente, os hábitos da sociedade moderna, como trabalhos em lugares fechados e menos tempo ao ar livre podem levar à deficiência da vitamina. Portanto, a recomendação é tomar sol, de preferência com braços e pernas expostos, durante 20 minutos”.

Como ou sem protetor?

Este é um assunto controverso no meio médico. Alguns estudos dizem que o protetor atrapalha a absorção dos raios UVB pela pele. Mas, em maio deste ano, a Sociedade Brasileira de Dermatologia apresentou um estudo revelando que o uso do filtro solar não impacta na absorção do nutriente. Segundo a pesquisa, a pessoa pode usar o protetor solar e tomar sol até às 10h ou depois das 16h.

Como saber se tenho deficiência?

“Para ver se os níveis da vitamina D estão bons, é possível fazer exames de sangue. Há suplementos que podem ser indicados, mas é preciso cuidado na administração, pois em altas quantidades, a substância pode ser prejudicial. Por isso, somente o médico pode fazer essa avaliação e prescrever a suplementação”, diz o médico.

Quanto à prevenção dos miomas, os estudos devem continuar para esclarecer melhor os mecanismos da vitamina D na formação dos tumores e para investigar se a substância pode ajudar também no tratamento dos miomas. Enquanto isso, que tal investir na sua alimentação e tomar sol?

Na prática é assim: você coloca alimentos ricos em vitamina D no seu prato, mas para que ela seja absorvida e sintetizada pelo seu organismo, você precisa tomar sol!

Veja uma lista dos alimentos ricos em vitamina D:

  • Ostras
  • Salmão, arenque, atum ou sardinha
  • Ovos
  • Fígado de boi ou de galinha
  • Laranja
  • Cogumelos (shitake)
  • Leite e derivados

Read More...

Destaques, Dicas de Saúde

Pacientes do SUS receberão avisos de consulta médica pelo celular

Com a nova atualização do sistema e-SUS Atenção Básica, pacientes vão receber notificações no celular das consultas agendadas nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) por meio do aplicativo Meu digiSUS, que pode ser baixado em aparelhos com sistema Android e iOS.

Os profissionais de saúde também poderão registrar no prontuário eletrônico as vacinas aplicadas, ou seja: o mesmo sistema vai armazenar todas as ações de saúde do cidadão, acessíveis em todos os locais e serviços informatizados do Sistema Único de Saúde (SUS).

As principais alterações são:

  • Registro de vacinação no Prontuário Eletrônico do Cidadão (PEC) e no sistema de Coleta de Dados Simplificada (CDS)
  • Envio ao cidadão de agendamentos de consulta
  • Notificação ao cidadão através do aplicativo do Ministério da Saúde
  • Adequações no módulo de solicitação de exames
  • Alteração no modelo de impressão de solicitação de exames comuns
  • Otimização do processamento dos relatórios

Os dados são coletados de forma individualizada, podendo ser identificados com o número do Cartão Nacional de Saúde (CNS) do cidadão por meio dos sistemas do e-SUS AB, usados desde 2013 e atualizados constantemente. Com isso, os municípios que utilizam o PEC ou coleta de dados simplificada devem usar a versão mais recente disponibilizada pelo sistema, garantindo a qualidade na transmissão dos dados coletados.

Rio Grande do Norte

Atualmente, das 58 unidades de saúde existentes na cidade do Natal, 16 já estão com o Prontuário Eletrônico completamente instalado. Até dezembro deste ano, 100% das unidades deverão estar equipadas.

Read More...

Destaques, Dicas de Saúde

Uso noturno de aparelhos eletrônicos pode prejudicar o sono

Dormir bem é fundamental para a saúde e qualidade de vida, já que o sono é responsável pelo restabelecimento físico e mental. Durante o descanso, são realizadas algumas funções como: manutenção do equilíbrio do organismo, estabilização da memória, regeneração celular, regulação da temperatura corporal, dentre outras. A privação do sono pode ocasionar mudanças no metabolismo e deixar o organismo predisposto a uma série de doenças.

“Pesquisas mostram que as pessoas que tem privação do sono acabam tendo maior incidência de problemas cardiovasculares, envelhecimento precoce e doenças mentais”, alerta Renata Federighi, Consultora do Sono da Duoflex.

Estudos apontam que o uso noturno de equipamentos eletrônicos, como o celular, prejudica o sono, porque as luzes artificiais emitidas pelos aparelhos desregulam o relógio biológico. Isso interfere na produção de melatonina, fazendo com que o corpo entre em estado de alerta e altere a qualidade do descanso.

A curto prazo, a falta de descanso necessário pode interferir no rendimento cognitivo e na consolidação de informações recém processadas, dificultando a memória e o aprendizado, devido a superficialidade do sono. Já os prejuízos causados a longo prazo podem ser mais sérios. Os distúrbios do sono podem desencadear um desequilíbrio hormonal e reduzir a imunidade, deixando o organismo mais propenso a doenças graves.

A especialista recomenda moderação no uso de eletrônicos, principalmente na hora de ir para a cama. “O indicado é utilizar por um período de, no mínimo, 30 minutos antes, reduzir a intensidade da luz e se possível evitar levar o aparelho para próximo da cama”, finaliza.

Read More...

Destaques, Dicas de Saúde

Pilates é importante aliado no combate às dores crônicas

Quase todo mundo já experimentou a sensação de dor em algum momento da vida. E se você já passou dos 60 anos, a probabilidade de apresentar quadros dolorosos é ainda maior, principalmente a dor em sua forma crônica. A dor aguda é aquela que dura menos de 30 dias e a dor crônica é aquela que dura mais de 30 dias.

Segundo a fisioterapeuta e especialista em Pilates, Walkiria Brunetti, a dor crônica afeta de forma significativa a qualidade de vida, pois pode reduzir a mobilidade, levar a quadros de ansiedade e depressão, à incapacidade, entre outros prejuízos. “Nas pessoas que já passaram dos 60 anos, as dores na coluna e nas pernas são as mais comuns. Mas, na população em geral, a coluna ainda é a principal causa das dores crônicas”.

“A dor pode surgir sem uma causa aparente. Quando esta relacionada à coluna, entretanto, pode ter origem em lesões anteriores, problemas de postura, osteoartrite ou fibromialgia. Em todos esses casos, além de medicamentos para combater a dor, o Pilates pode ser um aliado no combate ao problema”, explica a fisioterapeuta.

Imagem: omurtlak.bloguez.com

Segundo um estudo publicado no jornal Clinical Rehabilitation, um programa de intervenção com Pilates é eficaz para controlar a dor, melhorar a incapacidade de diminuir a cinesiofobia, o medo de sentir dor.

Movimentos adaptados

O Pilates é um exercício de baixo impacto, que trabalha vários grupos musculares, concentrando-se no fortalecimento dos músculos que sustentam e dão estabilidade para a coluna, assim como melhora a flexibilidade e a amplitude de movimento. “O Pilates é um método que ajuda bastante no controle da dor crônica, pois pode ser adaptado para cada paciente, de forma individual, respeitando as limitações impostas pela dor”, diz Walkiria.

O objetivo do tratamento com o Pilates é reduzir a intensidade da dor, melhorar a mobilidade e devolver a independência, principalmente quando a dor leva à incapacidade temporária. Outro benefício do Pilates para as dores crônicas é que a técnica enfatiza a importância da respiração.

“A respiração profunda aumenta a circulação para todas as regiões do corpo, ajudando os músculos a relaxar. Isso diminui a tensão desnecessária na estrutura muscular e pode ajudar no controle da dor”, explica a especialista.

Benefícios adicionais

Outro benefício, mesmo que indireto do Pilates, é que o método trabalha o corpo e a mente. “Além deste conceito de integração, a respiração ajuda a combater o estresse e aliviar a ansiedade. As aulas também ajudam a combater a depressão, pois ajudam na liberação de neurotransmissores que dão prazer e bem-estar. Por fim, o próprio convívio social nas aulas também pode ajudar o paciente a se recuperar”, reflete Walkiria.

Dicas para gerenciamento da dor crônica

Além de praticar Pilates ou fazer fisioterapia, quem sofre com dores crônicas pode adotar alguns hábitos que irão ajudar a controle a dor.

Gerencie o estresse: o estresse pode piorar a dor já instalada, pois causa tensão nos músculos. Assim, procure maneiras de gerenciar o estresse. Uma delas é fazer respirações profundas e demoradas, aquele famoso ditado “conte até 10” e respire é muito útil para se acalmar.

Durma bem: O sono é essencial para a recuperação do organismo. Procure dormir de 6 a 8 horas. Se você dorme e acorda cansado, procure um médico para avaliar se há presença de algum distúrbio do sono.

Sempre em frente: Não deixa a dor impedir você de viver. Procure, na medida do possível, continuar a sua rotina normal, sem se isolar.

Procure apoio: A dor está insuportável? Busque ajuda, seja de grupos de apoio ou de psicólogos. O impacto da dor crônica nas emoções pode ser grande, então o apoio psicoterápico pode ser de grande valia.

Read More...

Destaques, Dicas de Saúde

Saiba quais alimentos auxiliam no combate à enxaqueca

Segundo dados da Organização Mundial de Saúde, 15% da população do planeta sofre de enxaqueca, o que inclui, aproximadamente, 25 milhões de brasileiros afetados pela doença. São muitas as causas desse mal: estresse, insônia e outras complicações. O que muitos não sabem é que a má alimentação está diretamente ligada às dores de cabeça.

De acordo com Cyntia Maureen, nutricionista e consultora da Superbom – empresa alimentícia especializada na fabricação de produtos saudáveis, do mesmo jeito que é preciso evitar alimentos que pioram a enxaqueca, como café, chocolate e laticínios, é recomendado priorizar o consumo de outros para combater o mal-estar, já que alguns possuem características que podem auxiliar na melhora das crises.

Vale ressaltar que o consumo dos alimentos citados deve estar acompanhado da prática de exercícios físicos e de acompanhamento médico. Confira:

Cereais integrais

A especialista aponta que cereais integrais como trigo, cevada e aveia, podem ser úteis na prevenção da enxaqueca e das dores de cabeça. “Eles possuem boas concentrações de triptofano, um aminoácido necessário para a síntese do neurotransmissor serotonina (importante para o sono e o bom humor). Além disso, são ricos em magnésio, que atua na modulação da serotonina e outros neurotransmissores que influenciam no surgimento da dor”, sugere.

Batata

Tradicionalmente a batata costuma ser usada em rodelas na testa para melhorar as dores de cabeça, mas ingeri-la pode, na verdade, auxiliar ainda mais no combate às dores. “Ela é rica em potássio e magnésio, nutrientes importantes para controlar as contrações musculares que podem causar enxaqueca, além de ser fonte de vitamina C”, aponta Cyntia.

Ervilha

A ervilha é uma leguminosa riquíssima em vitaminas do complexo B, principalmente B2, B5 e B9. “Essas vitaminas quebram moléculas de gorduras e contribuem para o aumento de energia das células cerebrais, se tornando uma boa pedida para aqueles que desejam prevenir as dores. Além disso, o vegetal ainda é rico em cálcio, proteína e ferro.”

Antioxidantes

“As substâncias antioxidantes têm o poder de se livrar do excesso de radicais livres e outras substâncias tóxicas em nosso organismo”, afirma a nutricionista e consultora da Superbom. “Essa ação contribui para o equilíbrio do metabolismo e o melhor funcionamento da circulação, além de ser anti-inflamatória”, comenta. “Essas propriedades funcionais podem amenizar os sintomas da dor, interferindo na incidência de enxaquecas”.

Melancia

A melancia é uma fruta rica em líquidos. “A água é sempre uma aliada no combate à dores de cabeça, pois o estado de hidratação adequado ajuda a prevenir as crises, quando causadas pela desidratação”. Além disso, a melancia contém magnésio que, como já visto, é um nutriente importantíssimo para pessoas que sofrem com dores de cabeça.

Read More...