Saúde

65 Planos de Saúde são suspendidos pela Agência Nacional de Saúde

A assistência aos clientes com planos de saúde no Brasil tem sido motivo de várias reclamações. Conforme a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) serão ameaçados de suspensão mais 65 planos de saúde pertencente a 16 operadoras.

O problema do não cumprimento de prazos de marcação de consultas e de cirurgias, tem sido a principal reclamação dos pacientes. Além de vários processos na justiça, a ANS determina multas para o descumprimento desses prazos, o valor pode chegar até R$ 100 mil por procedimento não exercido.

A ANS desenvolve todos os prazos para a realização dos procedimentos. Informa que para uma cirurgia são 21 dias úteis: já consultas básicas o prazo é de 7 dias: para consultas com terapeutas são 10 dias e para demais especialidades o prazo determinado é de 14 dias.

Read More...

Brasil

Enem 2014: PF investiga suspeita de vazamento

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) esclareceu nesta quinta- feira(13), que a Polícia Federal está investigando o caso do jovem do Piauí, onde ele faz uma denúncia de vazamento de informações sobre a prova de redação do Exame Nacional do Ensino médio (ENEM) do ano de 2014.

O jovem procurou imediatamente ajuda na Polícia Federal, e informou ter recebido aproximadamente uma hora antes de começar o exame, uma foto mostrando parte da prova, que foi compartilhada para um grupo de amigos através de um aplicativo no celular.

No caso da denúncia feita ontem, o Inep informa que já colocou o caso sob responsabilidade da Polícia Federal, que já está investigando, os celulares foram apreendidos para serem analisados pelos peritos. Antes dessa ultima denúncia, já existiam outras feitas por estudantes, mas quando investigadas foram desconsideradas por serem infundadas, esclarece nota emitida pelo Inep. Na nota, o Inep ainda informa que trabalha juntamente com a Polícia Federal para dar mais rigor e segurança à aplicação do exame, garantindo isonomia entre os que prestam a prova.

A prova do Enem foi feita por mais de 6,2 milhões de estudantes em 1,7 mil cidades em todo o país. No primeiro dia (8) foram feitas as questões de ciências e de ciências da natureza, no segundo dia (9) foram questões de linguagens, códigos e matemática e redação.

Read More...

Mundo

Mudanças climáticas aumentam o risco de um conflito golbal, alerta militares dos EUA

A mudança climática pode aumentar o número e a gravidade dos conflitos globais, de acordo com um relatório apresentado por ex-generais militares norte-americanos. Isso é porque pode tornar inabitáveis ​​certas regiões, e também irá abrir mais o comércio e as rotas militares entre os países. As informações são do Daily Mail.

Em um relatório publicado este ano, os ex-militares explicam como um clima de aquecimento pode ter implicações para a segurança nacional, e eles acreditam que uma ação precisa ser tomada. O relatório, intitulado Segurança Nacional e os riscos da aceleração da mudança climática, o Conselho Consultivo CNA – um grupo de oficiais reformados do Exército, Marinha, Força Aérea e dos Fuzileiros Navais – indica que poderia haver futuras ameaças associadas às alterações climáticas, relata a revista Forbes .

O relatório foi divulgado por ex-militares norte-americanos. Foto: Reprodução/ Daily Mail

O relatório foi divulgado por ex-militares norte-americanos. Foto: Reprodução/ Daily Mail

Eles expressaram surpresa pelo fato da mudança climática continuar a ser uma questão tão polarizadora, apesar de ser amplamente aceita como um problema que deve ser tratado o mais cedo possível.

“Estamos consternados pelo fato das discussões sobre as mudanças climáticas tenham se tornado tão polarizadas e recuarem da arena do discurso público informado e debate”, diz o relatório.

Eles continuam: “As ramificações das mudanças climáticas globais de segurança devem estar servindo como catalisadores para a cooperação e mudança. Em vez disso, impactos das mudanças climáticas já estão acelerando a instabilidade em áreas vulneráveis ​​do mundo e estão servindo como catalisadores para o conflito.”

Eles dizem que as ações tomadas pelos EUA e pela comunidade internacional têm sido insuficientes para lidar com os efeitos projetados por mudanças climáticas. Estes, dizem eles, poderiam aumentar as coisas, como a pobreza, a degradação ambiental, a instabilidade política e as tensões sociais – “Condições que podem permitir a atividade terrorista e outras formas de violência”.

Eles explicam como em áreas como a África, Ásia e Oriente Médio, os impactos da mudança climática já estão sendo vistos. O tempo extremo está causando secas prolongadas e inundações, resultando em escassez de alimentos e migração populacional.

E, em particular, eles dizem que os impactos previstos da mudança climática “poderia ser prejudicial para a prontidão militar, a resiliência base de tensão, tanto em casa e no exterior, e pode limitar a nossa capacidade de responder às demandas futuras.”

O relatório recomenda que os EUA deveriam assumir um papel de liderança global na preparação para as mudanças climáticas. E eles também devem se preparar para a possibilidade de realizar o aumento das operações militares no Ártico quando o gelo começa a derreter. Isto pode abrir novas rotas entre países – como o Alasca e Norte da Europa – que pode mudar a forma como o serviço militar pode ser implantado.

Read More...

Mundo

Oposição protesta contra o governo argentino

Que o governo argentino não agrada aos próprios residentes daquele país, isso é algo que já sabemos a muito tempo, mas nesta última quinta-feira (13), isto se tornou mais evidente, principalmente em virtude de um protesto feito contra a presidente Cristina Kirchner.

A passeata foi feitas pelo oposicionistas do governo de Cristina, em Buenos Aires, e os participantes gritavam a todo momento palavras de ordem contra a corrupção, a insegurança e a inflação. O ato teve seu iníci na esquina das avenidas Santa Fé e Callao, também passou pela tradicional zona do Obelisco, e o fim da passeata foi na histórica Praça de Maio, na frente da Casa Rosada.

Read More...

Ciência

Cientistas desenvolvem método para produzir proteínas com a mente

Foto: © AFP MIGUEL MEDINA imagem / ilustrativa

De acordo com o jornal The Independent,  pesquisadores da Universidade de Basel, na Suíça, conseguiram pela primeira vez transmitir, sem a ajuda de fios, ondas cerebrais para uma rede de genes e controlá-las com uma espécie de chave especial de acordo com o tipo de pensamento. O método permite controlar os genes com a mente pra produzir proteínas.

“Controlar a expressão gênica por meio do pensamento é um sonho que tentamos alcançar há mais de uma década”, diz o pesquisador Martin Fussenegger.  Segundo os cientistas, inicialmente, o ‘switch’ foi visto em células humanas cultivadas em camundongos, nos quais as corrente sanguínea espalham uma proteína humana, secretado fosfatase alcalina (SEAP).

Os pesquisadores explicam que o princípio de funcionamento do dispositivo combina duas de ponta métodos científicos: um fone de ouvido que pode diferenciar atividades das ondas cerebrais como a concentração e relaxamento, e um implante nos genes de engenharia genética para que reajam à luz.

“Nós projetamos isso para que possa ser aplicado em pessoas que não podem se comunicar com o mundo exterior, se não pela atividade do cérebro e das ondas mentais. Isso soa como ficção científica, mas é apenas uma interligação entre diferentes tecnologias”, disse Fussenegger.

No entanto, os cientistas admitem que a experiência é única no ensaio inicial, mas algum dia poderia fornecer um mecanismo de tratamento para pacientes com dor crônica ou epilepsia.

Read More...