Ciência

Cientistas descobrem gene que destrói as células doentes prolongando o tempo de vida

Cientistas podem ter descoberto uma nova maneira de estender o tempo de vida de organismos vivos, através da ativação de um gene que destrói as células doentes. Pesquisadores da Universidade de Berna, descobriram que eram capazes de ajudar moscas a viver até 60% mais tempo, aumentando a atividade de um gene que tem como alvo as células danificadas. As informações são do Daily Mail.

Se isso pudesse ser transferido para o homem, poderia estender o tempo de vida médio de pessoas em países desenvolvidos a mais de 120 anos de idade. O gene chamado Ahuízotl, ou ‘azot’, age como uma espécie de controle de qualidade celular, ajudando a eliminar as células doentes ou com defeito. Os pesquisadores já tentam articular alguma maneira para ajudar a proteger os órgãos vitais como o cérebro ou o intestino de uma acumulação de células doentes ​​potencialmente nocivas.

Os cientistas descobriram que um gene chamado Ahuízotl, ou 'azot' age como uma espécie de controle de qualidade celular, ajudando a eliminar as células doentes ou com defeito. As moscas de fruta, receberam uma cópia extra do gene este que tem como alvo as células doentes. Durante os testes as moscas viveram vidas de 60% mais longos.

Os cientistas descobriram que um gene chamado Ahuízotl, ou ‘azot’ age como uma espécie de controle de qualidade celular, ajudando a eliminar as células doentes ou com defeito. As moscas de fruta, receberam uma cópia extra do gene este que tem como alvo as células doentes. Durante os testes as moscas viveram vidas de 60% mais longos.

Quando os cientistas deram uma cópia extra do gene para moscas de fruta, descobriram que os tecidos dos insetos tornaram-se mais saudáveis e com um envelhecimento mais lento. Os seres humanos também têm o gene azot, o que abre a possibilidade de que poderiam ser usados para criar novos tratamentos anti-envelhecimento. Dr Christa Rhiner, professor de biologia celular da Universidade de Berna, que participou do estudo, disse: “Nossas moscas tiveram expectativa média de vida de 50 a 60 por cento mais do que moscas normais.”

No Antigo Testamento, foi dito que Matusalém viveu por 969 anos. Cavaleiros medievais fizeram missões de pesquisa para o Santo Graal, que foi dito para conceder poderes, incluindo a vida prolongada. Alquimistas também se dedicaram a produzir o Elixir da Vida. Alguns cientistas têm especulado que a vida humana pode ser estendida para até 200 anos.

Eduardo Moreno, que liderou o trabalho no Instituto de Biologia Celular da Universidade de Bern, disse: “Nossos corpos são compostos de vários trilhões de células e durante o envelhecimento dessas células acumulam erros aleatórios devido ao estresse ou agentes externos, como a luz ultravioleta.”

Read More...

Mundo

Contra terrorismo, Obama alerta para necessidade de equilibrar segurança e privacidade de empresas como Facebook e WhatsApp

David Cameron, atual primeiro-ministro do Reino Unido e líder do Partido Conservador Cameron, advertiu nesta sexta-feira (16) que as empresas de internet devem trabalhar com as agências de segurança para não se tornarem “refúgio seguro” para os terroristas. O primeiro-ministro usou uma conferência de imprensa na Casa Branca para dizer que o Facebook e WhatsApp e não pode ser usado como um caminho secreto para os extremistas para traçar atrocidades longe do alcance do MI5 e do FBI. As informações são do Daily Mail.

Mas o presidente dos EUA, Barack Obama adotou um tom mais cauteloso, concordando apenas que deve haver um “diálogo” sobre como equilibrar a segurança nacional com as preocupações sobre a privacidade dos usuários da web. Cameron cobra das empresas de segurança americana mais empenho para abrir mensagens criptografadas, na sequência das atrocidades em Paris na semana passada, ele disse que as agências de segurança devem ser capazes de interceptar as comunicações entre os extremistas e os suspeitos de terrorismo que usam serviços de mensagens criptografadas e sites de mídia social para traçar atrocidades.

O primeiro-ministro britânico e o presidente dos EUA tentam apresentar uma frente unida em Washington com planos em cyber-segurança. Foto: Reprodução/Getty Images

O primeiro-ministro britânico e o presidente dos EUA tentam apresentar uma frente unida em Washington com planos em cyber-segurança. Foto: Reprodução/Getty Images

Mas a Casa Branca tem sido rígida na ideia de que um “equilíbrio” deve ser atingido entre privacidade e segurança nacional. Obama disse: “Eu não acho que há uma situação em que, com as coisas muito mais perigosas, o pêndulo precisa balançar. O que nós temos que encontrar é um quadro coerente em que os nossos públicos tenham confiança de que seu governo pode tanto protegê-los, mas não abusar da nossa capacidade de operar no espaço cibernético”.

Ainda de acordo com o jornal britânico Daily Mail, um relatório do ano passado sobre o assassinato do Fuzileiro Lee Rigby em Londres concluiu que o Facebook não conseguiu passar informações que poderiam ter evitado sua morte, e que o site é um “refúgio seguro para os terroristas”. Um dos seus assassinos, Michael Adebowale, usou o site para expressar sua intenção de assassinar um soldado “da forma mais gráfica e emotiva” cinco meses antes do ataque.

Antes da reunião, Cameron disse: “Assim como temos trabalhado com o nosso aliado mais próximo, os EUA, para proteger nosso povo e nossos países de ameaças tradicionais, por isso devemos trabalhar juntos para nos defender das novas ameaças como ciberataques”. 

Após o ataque da Coreia do Norte na Sony Pictures, os serviços de segurança do Reino Unido e dos Estados Unidos irão criar uma equipe conjunta de agentes para enfrentar a questão e responder aos ataques. Agentes do GCHQ e MI5 irão trabalhar com os seus homólogos norte-americanos para promover a informação sobre ameaças para ser compartilhado em um ritmo maior. Eles também irão realizar uma série de “jogos de guerra” para testar a capacidade de resistência do Reino Unido e dos EUA em face de ataques cibernéticos. O primeiro exercício irá simular um ataque contra o setor financeiro, por exemplo, em bancos na cidade e na Wall Street, que ocorrerá no final deste ano. Isto será seguido por outros “jogos de guerra” para testar a infra-estrutura nacional crítica, provavelmente irão incluir controle de tráfego aéreo, estações de energia e sistemas de saúde.

Read More...

Brasil

Diploma do ensino médio pelo Enem pode ser pedido na próxima semana

Os 67.254 participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) que fizeram o exame para solicitar a certificação do ensino médio e atingiram os requisitos mínimos poderão solicitar o certificado a partir da próxima semana. As secretarias estaduais de educação e os institutos federais de todo o país terão acesso aos dados de quem obteve a pontuação exigida para a certificação ainda no começo da semana. A visualização é feita pelo técnico cadastrado para entrar no “Enem Solicitação”, sistema de dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) que disponibiliza as notas individuais dos alunos.

O participante do Enem deve procurar a instituição certificadora escolhida durante o preenchimento da inscrição do exame. Para solicitar a certificação do ensino médio, é preciso ter completado 18 anos de idade e alcançado 450 pontos em cada uma das quatro áreas de conhecimento avaliadas, além de 500 pontos na redação.

Cada instituição certificadora define a forma de encaminhamento do pedido e os documentos a serem apresentados pelo participante do Enem para a entrega do certificado.

As universidades têm autonomia para definir o critério de utilização da nota individual no Enem para seleção de candidatos a seus cursos. As instituições podem utilizar o exame como único critério de ingresso ou parte do processo. No sistema do Inep, elas podem conferir os dados dos candidatos por meio de CPF.

Resultados individuais 

O balanço do desempenho dos participantes no Enem 2014 foi apresentado pelo Ministério da Educação na última terça-feira, 13. Para acessar as notas, os participantes precisam informar o CPF e a senha cadastrada no ato da inscrição. Saiba como calcular a sua média final do Enem.

A senha do Enem é a mesma que será utilizada para acesso ao Sistema de Seleção Unificada (Sisu), cujas inscrições começam na próxima segunda-feira, 19, e se estendem até 22 de janeiro.

Ao todo, 6.193.565 participantes tiveram nota em pelo menos uma das áreas avaliadas. As médias dos participantes nas provas objetivas foram de 546,5 em ciências humanas; 482,2 em ciências da natureza; 507,9 em linguagens e códigos; e 473,5 em matemática.

Read More...

Universo

NASA declarou 2014 como o ano mais quente desde 1880

O ano de 2014 foi o mais quente desde o início dos registros de temperaturas, em 1880, de acordo com um estudo publicado nesta sexta-feira (16) pela NASA e pela Agência Oceânica e Atmosférica dos Estados Unidos (NOAA), no site da agência espacial. Relatório da agência aponta que, no ano, a temperatura média no solo e nos oceanos foi 0,69ºC acima da registrada no século 20.

O mês de dezembro do ano passado registrou a maior temperatura média para o período nos últimos 134 anos, quando a temperatura foi 0,77 ºC maior que a média do século passado. A agência informou que as medições feitas pela Agência Espacial dos Estados Unidos, de forma independente, chegaram às mesmas conclusões.

Os dez anos mais quentes, exceto 1998, foram registrados no século XXI. Os cientistas alertam que a tendência de aquecimento continua a superfície do planeta (Imagem: Divulgação/NASA)

Os dez anos mais quentes, exceto 1998, foram registrados no século XXI. Os cientistas alertam que a tendência de aquecimento continua na superfície do planeta (Imagem: Divulgação/NASA)

A instituição acrescentou que o aumento da temperatura se espalhou por todo o mundo. As regiões onde foram registrados recordes de calor estão no extremo Leste da Rússia, a Oeste do Alasca, no interior da América do Sul, na maior parte do continente europeu, no Norte de África e também nas regiões costeiras do Leste e do Oeste da Austrália.

A temperatura nos oceanos também foi recorde. Segundo a agência, a temperatura média da superfície do mar foi a maior da história, ficando 0,57°C acima da média do século 20.

Read More...

RN

UFRN oferece mais de 6 mil vagas de graduação pelo sistema SISU

O prazo para inscrição dos candidatos às vagas do ensino superior oferecidas pelo Sistema Nacional de Seleção Unificada (SISU) começa na segunda-feira, 19, em todo o país. Na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) são mais de 6 mil vagas disponíveis na primeira edição anual do SISU, conforme resolução aprovada em novembro de 2014 pelo Conselho de Ensino Pesquisa e Extensão (CONSEPE). A UFRN também adotou a unificação da nota mínima de ingresso, fixada em 450 pontos, independente do curso ou da área.

No total, a Universidade oferece em 2015, nos seus mais de 50 cursos de graduação, 6.878 vagas pelo SiSU: 4.434 para o primeiro semestre e 2.444 para o segundo, distribuídas no Campus Central, em Natal, e nos campi do interior, nas cidades de Caicó, Currais Novos, Macaíba e Santa Cruz.

Em Natal, para os cursos de Biomédica, serão oferecidas 1.200 vagas. Medicina e Enfermagem, que em geral são os mais concorridos da área, disponibilizam 100 vagas cada, sendo 50 para cada semestre.

Na área de Humanas 1, são 474 vagas e o curso de Administração é o que oferece o maior número, 200. Na área de Humanas 2, são 1.559 vagas e os cursos de Direito e Pedagogia também possuem 200 vagas, cada um.

Nas áreas Tecnológicas 1 e 2, o total de vagas é de 2.490. O curso de Arquitetura, um dos mais tradicionais do setor, oferece 40. Já Ciência e Tecnologia, da área Tecnológica 2, tem sozinho 1.120 vagas, e o curso de Tecnologia da Informação, 240.

Vagas para cursos no interior

Nos campi do interior, a UFRN disponibiliza 950 vagas distribuídas em 4 cidades. No Campus de Caicó são 435 para Humanas I e II e Tecnológica II. Em Currais Novos são 195, todas para os cursos das áreas Humanas I e II. Já em Santa Cruz são 120 vagas para Biomédica.

O curso de Medicina Multicampi da UFRN oferece 40 vagas apenas para o segundo semestre. Essa graduação tem sede em Caicó, mas desenvolve atividades acadêmicas nos campi de Currais Novos e da Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi (FACISA), em Santa Cruz.

Na cidade de Macaíba há vagas para cursos da área Biomédica. Lá funciona o curso de Zootecnia, que oferece 40 vagas. Na área Tecnológica, há o curso de Agronomia, com 160 vagas. As informações são da Agência de Comunicação (Agecom/UFRN).

Read More...