Mundo

Japão pode ser destruído dentro de cem anos com uma gigante erupção vulcânica, dizem cientistas

De acordo com um novo estudo, o Japão poderá ser varrido da face da terra por uma erupção vulcânica dentro de cem anos, matando quase todos os seus 127 milhões de habitantes. As informações são do Daily Mail.

Para chegar a essa conclusão os especialistas analisaram os padrões de erupção de vulcões na ilha, e disseram que “não é um exagero” prever que um desastre natural poderá extinguir o país.

Cientistas da Universidade de Kobe analisaram uma cratera vulcânica na Ilha de Kyushu, que entrou em erupção sete vezes nos últimos 120 mil anos. Eles previram que uma erupção no sul da ilha iria enterrar 7 milhões sob fluxos de lava, enquanto ventos do oeste levaria uma enorme nuvem de cinzas e poeira de Honshu. Os professores Yoshiyuki Tatsumi e Keiko Suzuki calcularam que o risco de tal erupção ocorrer nos próximos 100 anos é de cerca de 1 por cento.

No entanto, eles disseram que o fato não poderia ser ignorado, tendo em vista que há cerca de 30 anos especialista estimaram também em um por cento a chance de um grande terremoto em Kobe, no dia seguinte, um terremoto de magnitude 7,2 destruiu a cidade japonesa, em 1995, matando 6.400 pessoas. “Portanto, não seria nenhuma surpresa se ​​uma erupção colossal ocorra a qualquer momento”, acrescentou o estudo.

Read More...

Mundo

Vacina canadense contra o Ebola, que foi esquecida por dez anos, será testada em humanos

A vacina encontrada mostrou ser 100% eficaz na proteção de macacos contra o Ebola e, agora, está sendo levada às pressas para testes em humanos – após ficar sem uso em uma prateleira de um laboratório por dez anos. As informações são do Daily Mail.

Conhecida como VSV-EBOV, a vacina ainda teve seus resultados publicados em um respeitado jornal. No entanto, em seguida, definhou em uma prateleira de um laboratório depois de ter sido licenciada para uma empresa de droga – até agora.

Estudos já realizados em primatas descobriu que a vacina previne a infecção quando administradas antes da exposição, e aumenta as chances de sobrevivência quando aplicada após a exposição.

Os direitos de propriedade intelectual para a vacina pertencem ao Governo do Canadá, e NewLink, uma empresa privada que detém os direitos de licenciamento para a vacina, e tem a responsabilidade de produzir quantidades em massa e levar a vacina para ensaios clínicos. “Em 13 de outubro de 2014, o governo do Canadá anunciou o início dos ensaios clínicos da vacina no Instituto Walter Reed de Pesquisas do Exército dos Estados Unidos”, disse a Agência de Saúde do Canadá, que ainda completou: “Esses estudos vão fornecer informações importantes sobre a segurança da vacina e dosagem apropriada. Os resultados do ensaio clínico são esperados para dezembro de 2014 “

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

A NewLink Genetics diz que pelo menos cinco ensaios clínicos envolvendo a vacina, conhecida como VSV-EBOV, em breve estará em curso nos Estados Unidos, Alemanha, Suíça e em um país Africano que não está lutando contra Ebola. O trabalho estava parado devido a uma falta de interesse em Ebola, e porque ainda não havia casos. “Nunca houve um grande mercado para as vacinas de Ebola”, disse Thomas W. Geisbert, especialista Ebola na Universidade do Texas e um dos desenvolvedores da vacina, ao Boston GlobeGeisbert ainda disse que é preciso uma crise, por vezes, para as pessoas falarem: “Está bem. Temos que fazer alguma coisa aqui. “

A vacina foi produzida em Winnipeg pela Agência de Saúde Pública do Canadá, e é produto de mais de 10 anos de investigação científica pela Agência Canadense de Saúde Pública e por cientistas do Laboratório Nacional de Microbiologia. O governo canadense patenteou, e entre 800 a 1.000 frascos da vacina foram produzidos. Em 2010, a NewLink Genetics, licenciou a vacina, conhecida como VSV-EBOV, em Ames, Iowa.

A OMS, em consulta com os parceiros, incluindo as autoridades de saúde dos países afetados, vai orientar e facilitar a forma como a vacina deve ser distribuída e utilizada. 

Read More...

Saúde

Estudo sugere que vitamina D pode inibir o crescimento do tumor da próstata

A solução para o temido câncer de próstata pode ser mais simples do que se imaginava. A luz do sol pode ser responsável por parar o crescimento do tumor, revelou um estudo. Os cientistas descobriram que a vitamina D, que é produzida quando a pele é exposta à luz solar, impulsionou um gene que pode bloquear uma substância química conhecida por incentivar o crescimento do tumor. As informações são do Daily Mail.

Pesquisadores da Universidade do Colorado, em Denver, descobriram que a vitamina D aumenta a eficácia do gene GDF-15, encontrado suprimido na inflamação no tecido prostático canceroso. A inflamação é um forte fator para o crescimento de tumores em vários cancros, inclusive o da próstata, gástrico e do cólon.

Para realizar o estudo, foi utilizado um sofisticado algoritmo de computador para analisar amostras de células da próstata e comparar a prevalência da proteína GDF-15 e células inflamatórias. A pesquisa foi publicada no Jornal da próstata e descobriu o gene de GDF-15 bloqueando o NFkB – um complexo de proteína que provoca a inflamação e promove a formação e crescimento de tumores.

Embora os cientistas já sabiam que o NFkB pode piorar o câncer, eles não haviam chegado a uma solução para pará-lo. Esta última pesquisa sugere que o uso de vitamina D pode estimular o gene GDF-15, o que poderia ser uma possível técnica futura para o controle do câncer de próstata.

James Lambert, investigador da Universidade do Colorado Cancer Center, disse: “Quando você tomar vitamina D e colocá-lo em células de câncer de próstata, inibe o seu crescimento. Mas não foi provado como um agente anti-cancro. A inflamação é pensada para conduzir muitos tipos de câncer. Portanto, GDF-15 pode ser uma coisa boa para manter o tecido saudável da próstata – que suprime a inflamação, que é um fator ruim e potencialmente conduz o câncer de próstata. Tem havido uma grande quantidade de trabalho em inibir o NFkB. Agora, a partir deste ponto de partida da vitamina D no câncer de próstata, que já percorreu um longo caminho para a compreensão de como podemos usar GDF-15 para atingir NFkB, que pode ter implicações em tipos de câncer muito além da próstata. “

Read More...

Ciência

WhatsDog: App que descobre quando contatos do WhatsApp ficam online

O ‘cão de guarda’ é um aplicativo que monitora quando um contato da agenda telefônica do celular fica online no WhatsApp. Disponível apenas para Android, o programa permite ‘vigiar’ apenas um contato por vez e funciona mesmo que o recurso “visto por último” esteja desabilitado.

Para utilizar o app basta instalar e escolher um contato da agenda por vez. Após um tempo, o Whatsdog começa a exibir informações sobre o contato através de três opções de visualização:

1) Mostra um registro diário com as horas em que o contato ficou online

2) Exibe os dados em ordem cronológica

3) Permite visualizar um tempo determinado (últimas horas, últimos 2 dias etc.)

É possível, ainda, selecionar uma opção que notifica o usuário toda vez que o contato monitorado fica online. Se interessou pelo Whatsdog? Para baixar o app, clique aqui.

Read More...

Mundo

Adolescente de 14 anos morre após ser atacada por quatro cães

De acordo com o inquérito, a adolescente foi morta por quatro cães que a atacaram por que ela carregava um torta. Os cães que mataram Jade Lomas-Anderson, 14 anos, de Atherton, Greater Manchester, foram tratados como “hiper-agressivos”. As informações são do Daily Mail.

O fato aconteceu em 26 de março do ano passado. Beverley Concannon, 45 anos, dona dos cães, não compareceu ao inquérito na última quinta-feira (23). Jade era amiga da filha de Concannon, Kimberley, e foi mordida da cabeça aos pés pelos cães, ela foi levada ao hospital mas morreu devido aos graves ferimentos durante o ataque. Os cães foram mortos a tiros pela polícia.

Concannon foi condenada a 16 semanas de prisão, a pena foi suspensa posteriormente após o Crown Prosecution Service decidir não acusá-la de homicídio por negligência e por falta de provas. No inquérito sobre a morte de Jade, membros de sua família foram informados de que Concannon, que deveria ter sido uma testemunha, havia sido levada para o hospital.

Jade, 14 anos, morreu após ser atacada por quatro cães. Foto: Reprodução/Facebook

Jade, 14 anos, morreu após ser atacada por quatro cães. Foto: Reprodução/Facebook

O padrasto de Jade, Michael Anderson, de 35 anos, disse que Jade era muito comportada e com boas maneiras, sendo considerada ‘a filha ideal’. Antes do acidente, Anderson e sua esposa, mãe de Jade, Shirley, 37 anos, teria impedido que ela ficasse na casa de sua amiga, Kimberley Concannon, mas acabaram permitindo pois a filha teve um bom desempenho na escola.

No dia seguinte, Jade voltou para casa, mas retornou para casa da amiga em Chaucer Grove, em Atherton, Greater Manchester. Por volta de 02:30, horário de Manchester, no dia do ataque fatal, um vizinho bateu à sua porta para dizer aos pais que Jade tinha sofrido um acidente.

Dr. Naomi Carter, o patologista do Ministério do Interior, que realizou o exame, concluiu que Jade morreu de “ferimentos múltiplos” de mordidas de cães, especialmente em seu pescoço, por pelo menos dois cães.

Read More...