Ciência

O cérebro humano apaga memórias inúteis para manter-se ordenado, revela estudo

Cientistas dos Estados Unidos descobriram um mecanismo que impede que o cérebro humano fique “sujo” com memórias obsoletas e inúteis. De acordo com os resultados de um experimento realizado por pesquisadores da Universidade de Princeton (EUA) publicado em seu site oficial, o cérebro utiliza memórias humanas para fazer previsões sobre o que você espera encontrar em situações cotidianas. E quando essas previsões subconscientes são equivocadas, as memórias associadas a elas são fracas e mais propensas a serem esquecidas. As informações são do Actualidad RT.

“Nossa hipótese específica no contexto da experiência que quanto maior for a previsão maior será o erro e é provável que se esqueça o que estávamos prevendo”, diz Nicholas Turk-Browne, professor associado de psicologia em Princeton e um dos autores estudo. “Nós acreditamos que é um erro que causa o esquecimento”, concluiu o cientista. Os pesquisadores admitem que é muito difícil medir o erro que causa o esquecimento. “Nós sabemos que o erro é proporcional à força de previsão. Por isso, usamos a força de previsão como uma medida de erro de previsão”, disseram.

Read More...

BA

Canto da Rua 2015: Saulo faz show gratuito em homenagem a Raul Seixas na orla de Salvador

Neste domingo, 11 de janeiro, às 17h, o cantor Saulo irá homenagear Raul Seixas em uma apresentação gratuita na Praça Jardim dos Namorados, no bairro da Pituba, em Salvador. A homenagem faz parte do projeto ‘”Canto da Rua 2015″, que acontecerá também no dia 1º de fevereiro, no mesmo local. A direção do show é de Carlos Eládio, guitarrista da banda Raulzito e seus Panteras. As informações são do G1.

Para a apresentação, Saulo também convidou outros músicos para formar uma banda especialmente para o evento. Fábio Cascadura, da banda Cascadura, vai cantar “Al Capone”, o grupo Casa Verde vai apresentar as canções “Maluco Beleza” e “O Trem das Sete” e Mariella Santiago interpretará a clássica “Mosca na Sopa”. Além do show musical, um grupo de grafiteiros vai espalhar painéis pela área em homenagem a Raul, além de apresentações de dj’s, grupos de hip-hop e show do rapper Álvaro Réu. “É uma grande homenagem para um dos mais importantes nomes da música brasileira, então preciso me cercar de gente boa, que conhece bastante a obra dele, para que possamos representá-lo à altura”, explica.

O projeto Canto da Rua está sendo realizado pelo segundo ano consecutivo, e tem o objetivo de proporcionar música de qualidade para a população de forma acessível, além de reverenciar os artistas e a cultura da Bahia. A próxima edição de 2015 será realizada no mês de fevereiro, homenageando Os Tincoãs.

Read More...

Ciência

Empresa lança primeiro smartphone que garante a navegação anônima usando o Tor

O novo smartphone poderia se tornar o dispositivo disponível comercialmente mais seguro do mundo, de acordo com seus criadores. O BOSS Phone foi desenvolvido especificamente para a segurança e privacidade, integrando o sistema operacional do Android Lollipop com o software que garante o anonimato online. As informações são do Daily Mail.

O telefone irá custar US$355, e tem uma tela de sete polegadas, além de rotas de todo o seu tráfego através de The Onion Router, a rede on-line que permite o anonimato. Isso significa que os usuários podem fazer upload de fotos e vídeos, aplicações de uso e enviar e-mails, sem medo de poder ser interceptado por terceiros.

BOSS2

David Briggs, o empresário de San Diego por trás do projeto para o desenvolvimento do telefone, primeiro veio com a ideia depois que ele tentou, mas não conseguiu fazer upload de um vídeo do YouTube enquanto participava do casamento de seu irmão na Turquia. O acesso ao YouTube foi bloqueado por dois meses após gravações que pareciam ser de conversas de funcionários turcos discutindo na Síria vazaram lá. Briggs disse que queria dar às pessoas a liberdade de usar seus smartphones sem restrições.

The Onion Router, ou Tor, como também é conhecido, usa camadas de criptografia que podem ajudar a defender contra análise de tráfego. Briggs, que havia desenvolvido um protótipo de seu dispositivo está agora em busca de apoio no site crowdfunding Indiegogo. Ele disse: “BOSS Phone está sendo fabricado com a privacidade do usuário em foco. Os dispositivos serão testados pelo Tor/Guardian para determinar que o software incluído está configurado corretamente. Esta rede especial e navegador é usado por pessoas comuns, militares, jornalistas, policiais, ativistas e quem quer comunicações absolutamente seguras e navegação na Internet. Como os nossos dispositivos móveis se tornam mais poderosos e essencial à nossa vida diária, eles estão cada vez mais utilizado para tarefas mais importantes, como bancário e comercial, e estão, portanto, crescendo exponencialmente a mais vulneráveis ​​e a uma grande variedade de predadores online”.

O smartphone irá utilizar o The Onion Router, ou Tor, como também é conhecido, que usa camadas de criptografia para ajudar a defender contra análise de tráfego. Foto: Divulgação

O smartphone irá utilizar o The Onion Router, ou Tor, como também é conhecido, que usa camadas de criptografia para ajudar a defender contra análise de tráfego. Foto: Divulgação

No entanto, o uso do TOR pode ser controverso, pois ele também é explorado por criminosos e pedófilos para ajudar a mascarar atividades online ilegais. O navegador abriga o que é conhecido como o líquido escuro, ou deep web, uma subseção oculta da internet que não aparece em pesquisas e é usado para compartilhar informações hackeadas, tráfico de drogas e de mercadorias ilegais.

Biggs afirma que o telefone terá uma autonomia de mais de 20 horas e sua grande tela – em sete polegadas que será um dos maiores telefones no mercado – deve ser atraente para os usuários. Ele espera começar a vender modelos comerciais do BOSS Phone em outubro deste ano. Sobre os modelos atuais de smartphones com telas consideradas pequenas, Briggs disse: “Eles são inúteis para quase tudo, exceto mensagens de texto e chamadas. E mesmo assim, se você tem dedos grandes você está em apuros. Com o BOSS você não está limitado pelo tamanho”.

Read More...

Mundo

Anonymous declaram guerra contra os jihadistas após massacre no Charlie Hebdo

O grupo Anonymous declararam guerra aos jihadistas após o massacre ao jornal satírico Charlie Hebdo, em Paris. Autoridades de segmentação extremistas podem ter encontrado um aliado improvável no grupo na batalha contra o terrorismo após os ativistas divulgarem um vídeo condenando o ataque armado contra o jornal satírico que deixou 12 pessoas mortas. As informações são do Daily Mail.

Veja mais: Sessenta jornalistas morreram exercendo a profissão em 2014

No clipe, que foi carregado para o YouTube na conta belga do grupo, uma figura vestindo a máscara do grupo Guy Fawkes e um capuz diz em francês com uma voz eletronicamente distorcida: “Estamos declarando guerra contra vocês, os terroristas”.  Sentado em uma mesa e lendo um pedaço de papel, a figura diz que o grupo irá rastrear e fechar todas as contas em redes sociais relacionados aos terroristas para vingar os mortos.

A semana foi marcada por manifestações contrárias aos atos terroristas em todo o mundo. Sensibilizado com o atentado, o Google doou US$ 296 mil para o jornal francês e os funcionários sobreviventes prometeram reverter as doações em uma edição histórica, com mais de um milhão de cópias. A Apple francesa também mostrou solidariedade ao exibir uma faixa preta com a frase que resume as manifestações “Je Suis Charlie” (Eu sou Charlie).

Read More...

Brasil

Ministro pretende discutir proposta que muda forma de fazer o Enem

Segundo informações da Agência Brasil, o ministro da Educação, Cid Gomes, pretende discutir a possibilidade de tornar pública as questões do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), liberando ao público um banco de dados com mais de 70 mil questões de todas as áreas. Com isso, a prova poderia ser feita por computador, aplicada em terminais em todo o país.

Na sexta-feira (9), em Recife, ele comentou a proposta, que nada mais é que uma alternativa para simplificar e manter a confiabilidade do exame. De acordo com o ministro, tornar público não faria o exame mais fácil. Seria necessário ser “um gênio para memorizar todas as questões”, afirmou o ministro. A prática, segundo o Ministério da Educação (MEC), já ocorre em outros países.

“Existe um esforço violento para fazer com que 7 milhões de pessoas sentem para fazer uma prova e isso, naturalmente, gera uma série de complicações”, disse. A intenção é que o exame não ocorra apenas uma vez por ano, mas que o candidato possa se inscrever e tenha um tempo para ir ao local de prova e fazê-la.

Em 2014, mais de 6,2 milhões de candidatos fizeram o Enem em mais de 1,7 mil cidades

Em 2014, mais de 6,2 milhões de candidatos fizeram o Enem em mais de 1,7 mil cidades

Não há prazo para colocar em prática o novo modelo. Cid Gomes ainda vai debater a proposta com técnicos e acadêmicos e com a sociedade, antes de apresentá-la para análise da presidenta Dilma Rousseff.

O Enem é usado como forma de ingresso em instituições públicas e de obter bolsas de estudo em instituições particulares e financiamento estudantil, além de ser critério para o programa de intercâmbio Ciência sem Fronteiras e ser usado para certificar o ensino médio.

Read More...