Saúde

Vírus do ebola ainda continua se disseminando

A necessidade de mais agentes de saúde estrangeiros é bastante importante para fortalecer a equipe no combate a epidemia do ebola, que está se espalhando muito rápido no oeste de Serra Leoa e nas florestas do interior da Guiné, esclareceu um superior de alto escalão da Organização das Nações Unidas (ONU).

A doença se alastrou no oeste africano e assim a taxa se elevou para 6.331 nos três países mais atingidos, e Serra Leoa excedeu a Libéria que atualmente é considerada a maior nação com o maior índice de casos, conforme a Organização Mundial da Saúde (OMS). “Não vamos sossegar, nós temos que continuar nos esforçando”.

Foi preciso aumentar o número de centros de tratamento em Serra Leoa, mas ainda existe a necessidade de mais pessoas treinadas. David Nabarro, enviado especial das Nações Unidas para o ebola, disse em um informe à imprensa: “Ainda não temos uma grande quantidade de centros de tratamento em funcionamento e de locais onde os enfermos possam ser mantidos longe das outras”, “temos a previsão de oferecer a disponibilização de centenas de leitos disponíveis nas próximas semanas, e isso amenizará a situação”, acrescentou.

O vírus mortal está se espalhando especialmente na capital de Serra Leoa, Freetown, e em Port Loko, que precisa de atenção redobrada, disse Nabarro. “Estou muito confiante, a menos que algo saia radicalmente errado, veremos uma melhoria lá (em Freetown). É um pouco semelhante com a situação da Monróvia entre 4 e 6 semanas atrás, e acho que certamente irá se pacificar “. A elevação da contaminação do ebola no oeste de Serra Leoa é a realidade de várias comunidades que ainda não aceitaram a epidemia nem houve a tomada de decisões para evitar as infecções.

Read More...

Saúde

Não caia nessa, a dieta do “detox” não funciona; saiba o porquê

Nesses últimos anos, aparecem vários produtos de saúde prometendo “desintoxicar” o nosso corpo á venda. Vai de sucos a cremes corporais, existe uma vasta variedade, mas os médicos do Reino Unido decidiram acabar com a grande festa de enganações das propagandas ao anunciar que nada disso funciona.

Segundo uma matéria publicada pelo The Guardian, médicos novamente afirmam que a verdadeira desintoxicação só ocorre quando uma pessoa está sob tratamento ocasionado por algum vício, como por exemplo drogas e álcool. Uma prova? As empresas que fabricam os produtos “detox” não sabem nem nomear as toxinas que seus próprios produtos estão tirando do seu corpo. E esse caso não é novidade. No ano de 2009, uma equipe de cientistas da Sense about Science falou com 15 empresas de produtos “detox” encontrados em farmácias e supermercados e que possuem uma grande variedade, indo de suplementos a shampoos. Quando questionamos sobre comprovações para provar o processo de desintoxicação, nenhuma empresa soube definir o que o processo significa e nem dar nomes das toxinas que tecnicamente estariam sendo eliminadas.

Desse jeito “entrar em uma dieta de sete dias com um suco ‘detox’ diminuirá seu peso, mas isso não está relacionado com as toxinas, e sim pelo fato de você só ingerir líquidos durante todo esse tempo”, esclarece Dara Mohammadi, autora do artigo do The Guardian.

Muito cuidado, nada de entrar na moda do “detox” para perder peso. Deixe a desintoxicação por conta dos rins e do fígado, e se conforme ao se alimentar de comidas saudáveis.

Read More...

Saúde

Segundo estudo, obesidade pode reduzir expectativa de vida em 8 anos

A obesidade pode reduzir em até oito anos a expectativa de vida das pessoas e em 19 os anos de vida sem doenças, segundo conclui um estudo publicado na revista médica “The Lancet”.

Especialistas do Instituto de Pesquisa do Centro de Saúde da Universidade McGill de Montreal (Canadá), calcularam o risco de contrair diabetes e doenças cardiovasculares para adultos de diferentes pesos e, depois, analisaram o efeito do sobrepeso e da obesidade nos anos de vida que perdiam – e nos anos de vida saudável perdidos – de adultos americanos com idades entre 20 e 79 anos, comparado com pessoas de peso normal.

Eles comprovaram que as pessoas com sobrepeso (o índice de massa corporal, ou IMC, de 25) perdiam até três anos de expectativa de vida, dependendo de sua idade e gênero. As pessoas obesas (IMC de 30) perdiam de um a seis anos, enquanto as muito obesas (IMC de 35) viam sua vida diminuída de um a oito anos, comparado com pessoas com um IMC ajustado a sua altura e dimensões. Considera-se que um IMC abaixo de 18,5 indica desnutrição ou algum problema de saúde, enquanto um superior a 25 indica sobrepeso. Acima de 30 há obesidade leve, e acima de 40 há obesidade elevada.

Segundo seu estudo, o efeito do peso excessivo na perda de anos de vida é maior entre os jovens com idade entre 20 e 29 anos, ascendendo a 19 anos de vida a menos nos casos de obesidade extrema, e diminuindo com a idade.

OBESIDADE

O número de pessoas obesas no mundo e com excesso de peso aumentou de 857 milhões em 1980 para 2,1 bilhões em 2013, revelou um estudo publicado em maio deste ano (2014) pela revista Lancet, segundo o qual o problema continua aumentando. Nos últimos 33 anos, segundo os pesquisadores, a taxa de adultos obesos e com excesso de peso aumentou 28%, enquanto a das crianças e adolescentes (até os 19 anos) subiu 47%.

O excesso de peso não apenas reduz a expectativa de vida, mas também os anos de vida saudável, definidos neste estudo como os anos sem doenças associadas ao peso, como o diabetes de tipo 2 e doenças cardiovasculares, apontam os especialistas.

Read More...

RS

Escola no RS proíbe meninas de usar ‘roupas curtas’

As novas “regras” estão em cartazes colados desde o início de dezembro nos corredores da Escola Estadual Borges de Medeiros, em Cachoeira do Sul, região central do Rio Grande do Sul. Como não poderia deixar de ter, a polêmica foi instalada entre alunos e parte da comunidade do município, que conta com pouco mais de 80 mil habitantes.

Cartazes proibindo uso de roupas curtas e decotes foram colados nos corredores da escola Foto: Reprodução / Facebook

Cartazes proibindo uso de roupas curtas e decotes foram colados nos corredores da escola
Foto: Reprodução / Facebook

Não demorou muito para que a polêmica ultrapassasse os limites da escola e até da própria cidade, ganhando destaque na web. Circula nas redes sociais – principalmente no Facebook – a imagem de um desses cartazes, acompanhada de críticas à direção da escola. Ela foi publicada inicialmente na página do Coletivo Feminista de Cachoeira do Sul e, até a tarde desta quinta-feira (11), obteve mais de 50 compartilhamentos e vários comentários, contra e a favor das novas regras impostas.

A 24ª Coordenadoria Estadual de Educação, que atende a Cachoeira do Sul, garantiu que não foi formalmente comunicada da decisão, e que tampouco recebeu reclamações por parte de pais ou alunos. Já a Secretaria Estadual de Educação emitiu nota informando que “a Secretaria de Estado da Educação (Seduc) informa não exige o uso de uniforme escolar, mas que os estudantes têm que usar vestimentas adequadas ao ambiente escolar. Cada escola tem autonomia para definir suas regras, que de modo geral, são acordadas com a comunidade e Conselho Escolar.”

Com informações do Jornal Zero Hora*

Read More...

Games

Game para se divertir com amigos no mundo real através do smartphone

Se você é daqueles que não desgruda do seu smartphone, mas acha muito chato quando está em uma reunião de amigos, tenha em mente que a vida é bela e te dá uma ótima solução: o “Game of Phones”.

O game é nada mais nada menos que um card game simples que só pode ser jogado se você estiver com um celular na mão, e de preferência se ele possuir varias musicas , fotos e aplicativos de redes sociais. Cada deck do game, vendido a US$ 20, possui 100 cartas com comandos e ações bem básicos, como “o melhor wallpaper ganha essa carta”, e outras que podem acabar em situações constrangedoras, como por exemplo, “abra seu álbum de fotos, feche os olhos, deslize os dedos e escolha uma”. Uma bela saída para poder usar seu smartphone e usufruir da companhia dos amigos sem nenhuma culpa. Para baixar o game basta clicar aqui e visitar a página oficial da empresa.

Read More...