Destaques, Economia

Antecipação do 13º de segurados do INSS: o que fazer com o valor?

Nesta quinta-feira (22) estará disponível o extrato com os valores disponíveis da primeira parcela do 13º de aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). O extrato poderá ser acessado através do portal Meu INSS.

A antecipação, feita por meio de medida provisória, corresponderá a 50% do valor do benefício, a ser pago de 26/08 a 06/09, de acordo com o número final da aposentadoria ou pensão.

A estimativa é que essa antecipação libere R$ 21,9 bilhões, beneficiando cerca de 30 milhões de segurados. Para aqueles que têm desconto do Imposto de Renda, o valor será abatido apenas na segunda parcela, que será paga junto com o benefício de novembro.

Mas o que fazer com esse valor? Confira abaixo orientações do presidente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin), Reinaldo Domingos.

“Quem está pensando em usar o valor para pagar dívidas deve analisar a sua situação financeira em primeiro lugar. Se não está conseguindo honrar seus compromissos com sua renda mensal, você está em desequilíbrio financeiro. É preciso traçar um planejamento para tratar o problema na fonte e sair dessa situação de forma definitiva”, orienta Domingos.

Para utilizar o valor da forma mais adequada, é preciso conhecer a situação financeira em que o aposentado ou pensionista se encontra. Veja abaixo:

Endividado ou inadimplente

É preciso conhecer seus ganhos e gastos e elencar todas as dívidas. Assim, saberá quais tem prioridade no pagamento: as de necessidade básica (como energia elétrica, água, gás e moradia) e sobre as quais incidem mais juros (como cheque especial e cartão de crédito).

“Se a primeira parcela do 13º for suficiente para quitar a dívida, faça. Do contrário, poupe o valor e também uma quantia mensal para conseguir quitar ou negociar com o credor. Se for parcelar o pagamento da dívida, tenha certeza de que as parcelas caberão em seu orçamento mensal”, orienta Domingos.

Equilibrado financeiramente

“Quem não tem dívidas, mas também não poupa dinheiro, pode achar que está em situação tranquila, mas na verdade é uma situação preocupante”, alerta. Isso porque havendo um imprevisto financeiro – seja ele positivo ou negativo – pode acabar entrando no endividamento por não ter uma reserva financeira.

“É preciso desenvolver o hábito de poupar, tanto a primeira parcela do 13º quanto uma quantia mensal. Indo na direção oposta ao consumismo exacerbado, você pode conquistar seus sonhos de curto, médio e longo prazos”, orienta o especialista.

Investidor

“Aos que já são investidores, a orientação é usar parte do valor em seus investimentos e direcionar a outra parte para a realização de um novo sonho. Todo dinheiro poupado precisa ter objetivos correspondentes, como uma reserva para emergências, uma viagem dos sonhos ou a reforma da casa, por exemplo”, explica Domingos.

O valor poupado deve ser investido de acordo com o prazo do sonho. Para os de curto prazo, a poupança é bastante indicada. Para os de médio prazo, CDB, LCI e LCA são interessantes, segundo Domingos. Já para os sonhos de longo prazo, é válido considerar títulos do Tesouro e até mesmo a previdência privada.

Fonte: DSOP Educação Financeira

Read More...

Negócios

Natal recebe convenção nacional de panificadores

Panificadores e empresários de todo o país se reúnem em Natal para a 74ª Convenção Nacional da Associação Brasileira da Indústria de Panificação e Confeitaria (ABIP). O evento é um tradicional encontro onde o setor promove discussões sobre o segmento e o futuro da panificação no Brasil. Será de 11 a 15 de setembro e conta com programação que acontece tanto no Hotel Serhs, quanto na Federação das Indústrias do RN (FIERN).

A expectativa é de que cerca de 250 panificadores vindos de diversos estados participem da Convenção, que vai tratar de temas como oportunidades de mercado com o marketing digital para o setor e empreendedorismo. Os participantes também vão trocar experiência com os colegas de outras regiões e se inspirarem com a apresentação de cases de sucesso por todo o Brasil. A ideia é que o evento deixe um legado para os empresários do país e, principalmente, do RN.

A Convenção, que conta com o apoio da marca Souza Cruz, ainda tem em sua programação reuniões da diretoria da ABIP, onde os gestores avaliam o crescimento panaderil e estabelecem diretrizes e metas para os associados. Além disso, na oportunidade, será lançado também um pão especial criado exclusivamente para representar o evento na capital potiguar, o chamado ‘Pão da Convenção’.

O setor da panificação cresceu 2,81% no ano passado no país e segue buscando novas formas de se destacar em meio a um mercado instável, que tem mudado com muita rapidez. As tendências para os próximos anos, perfil de compra do cliente e a importância da modernização dos estabelecimentos também são temas debatidos nas reuniões com os dirigentes da ABIP.

Para José Batista de Oliveira, presidente da Associação Brasileira da Indústria de Panificação e Confeitaria, o cenário competitivo das padarias indica, cada vez mais, a necessidade de se adaptar às mudanças. “A Convenção é o momento para debater as necessidades mercadológicas. Por isso, o evento busca trazer aos empresários conteúdos que impactem na construção de um setor moderno, sustentável e relevante. Além disso, serve também para encontrar os amigos da panificação, reunir a família e celebrar, no mais amplo sentido do compartilhar o pão”, afirma.

Programação

11/09

  • 9h30 – Reunião com Diretoria Executiva
  • 13h30 – Reunião ABIP
  • 15h30 – Apresentação do ‘Pão da Convenção’
  • 19h – Fim da reunião
  • 21h – Noite de confraternização

12/09

  • 8h30 – Reunião ABIP
  • 13h30 – Almoço para a diretoria

13/09

  • 9h – Credenciamento
  • 9h30 – Abertura
  • 10h – Palestra: Oportunidades com marketing digital (Glebe Duarte)
  • 11h20 – Palestra: Desperte seu gigante empreendedor (Rodrigo Peixoto)
  • 12h30 – Almoço
  • 14h – Talk Show: Cases de sucesso
  • Cote Logo (Rafael Macêdo Monteiro Pepino)
  • Panaderia (Alfredo Macias Dacal)
  • Padaria Costa Mendes (José Iranleide Alves de Lima)
  • Mediador: Ideal Consultoria (Emerson Amaral)
  • 16h30 – Palestra: Gestão de alta Performance (Marcio Rodrigues)
  • 17h30 – Quadro de humor com Mafaldo Pinto

14 e 15/09

  • Atividades de lazer

Read More...

Destaques, Economia

Dólar volta a subir e fecha em R$ 4,068

Num dia de tensões no mercado financeiro, a moeda norte-americana voltou a subir e fechou no maior nível dos últimos três meses. O dólar comercial encerrou esta segunda-feira (19) vendido a R$ 4,068, com alta de R$ 0,064 (1,6%). A divisa está no maior nível desde 20 de maio (R$ 4,10).

Na bolsa de valores, o dia foi marcado por perdas. O índice Ibovespa, da B3 (antiga Bolsa de Valores de São Paulo), fechou o dia aos 99.469 pontos, com queda de 0,34%. Pela terceira sessão seguida, o indicador está abaixo dos 100 mil pontos.

Desde a última semana, temores de que uma nova recessão global se aproxima têm provocado instabilidade em mercados financeiros de todo o planeta. A Alemanha e a China divulgaram dados econômicos piores que o esperado, indicando desaceleração na maior economia da Europa e na segunda maior economia do mundo.

Também na semana passada, a curva de juros futuros dos títulos do Tesouro norte-americano inverteu-se. Os papéis de dez anos foram negociados com taxas inferiores às dos papéis de dois anos. Essa inversão tradicionalmente ocorre meses antes do início de recessões nos Estados Unidos.

A ameaça de recessão em economias avançadas pressiona o câmbio e a bolsa em mercados emergentes, como o Brasil. Em momentos de turbulência, os investidores estrangeiros tendem a retirar capital de países em desenvolvimento para cobrirem prejuízos nos mercados de países desenvolvidos, elevando para cima a cotação do dólar.

Com informações da Agência Brasil

Read More...

Destaques, Economia

BB e Caixa iniciam pagamento de cotas do PIS/Pasep

Quem trabalhou com carteira assinada entre 1971 e 4 de outubro de 1988 começa a receber a partir desta segunda-feira (19) as cotas do Programa de Integração Social (PIS) e do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep). A Caixa Econômica Federal, que administra o PIS, e o Banco do Brasil, que administra o Pasep, começam a depositar o dinheiro nas contas dos correntistas das duas instituições.

Os demais cotistas poderão fazer os resgates conforme calendário divulgado pela Caixa e o Banco do Brasil. Segundo a Medida Provisória (MP) 889/2019, os recursos do fundo ficarão disponíveis para todos os cotistas, sem limite de idade. Diferentemente dos saques anteriores, agora não há prazo final para a retirada do dinheiro.

A MP facilita o saque por herdeiros, que passarão a ter acesso simplificado aos recursos. Eles terão apenas de apresentar declaração de consenso entre as partes e a declaração de que não existem outros herdeiros conhecidos.

PIS

Segundo a Caixa, 10,4 milhões de trabalhadores terão direito ao saque das cotas do PIS. O pagamento deve injetar até R$ 18,3 bilhões na economia brasileira. Hoje, o crédito automático será feito apenas para quem tem conta corrente ou poupança no banco. Em 26 de agosto, será a vez de os cotistas a partir de 60 anos poderem sacar. O pagamento aos trabalhadores com até 59 anos começará em 2 de setembro.

O saque de até R$ 3 mil poderá ser feito nas lotéricas, correspondentes Caixa Aqui e nos terminais de autoatendimento, utilizando o cartão Cidadão, com senha. Outra opção é nas agências da Caixa. Acima de R$ 3 mil, somente nas agências da Caixa.

O PIS atende aos trabalhadores da iniciativa privada. Para saber se tem direito às cotas do fundo, o correntista deve consultar o endereço www.caixa.gov.br/cotaspis.

PASEP

No caso do Pasep, administrado pelo Banco do Brasil, estão disponíveis para saque R$ 4,5 bilhões pertencentes a 1,522 milhão de cotistas. Cerca de 30 mil participantes receberão automaticamente o dinheiro hoje. O Pasep atende a servidores públicos, militares e trabalhadores de empresas estatais.

Os cotistas clientes de outras instituições financeiras, com saldo de até R$ 5 mil, poderão transferir o saldo da cota por meio de Transferência Eletrônica de Documento (TED), sem nenhum custo, a partir de 20 de agosto. Os demais cotistas, assim como herdeiros e portadores de procuração legal, poderão realizar os saques diretamente nas agências do BB, a partir de 22 de agosto.

A opção de transferência oferecida pelo BB pode ser feita tanto pela internet, no endereço eletrônico www.bb.com.br/pasep, quanto pelos terminais de autoatendimento. O cotista ainda pode obter informações por meio da Central de Atendimento BB, pelos telefones 4004-0001 (capitais e regiões metropolitanas) ou 0800-729-0001 (demais localidades).

Read More...

Negócios

Mattos Investimentos faz esclarecimento acerca de reportagem veiculada no Fantástico

A MATTOS INVESTIMENTOS, empresa do setor imobiliário estabelecida na cidade de Bombinhas, Santa Catarina, vem a público comunicar que não tem nenhum envolvimento – operacional ou financeiro –, com Marcel Mafra Bicalho, citado em reportagem veiculada no programa Fantástico, da Rede Globo, em sua edição de 18 de agosto de 2019.

Preso e acusado de aplicar golpes financeiros milionários, Bicalho usava o nome falso Marcelo Mattos, atuando com empresa de fachada denominada Mattos Investing. Este conflito entre nomes empresariais e a divulgação da reportagem em rede nacional trouxe prejuízos à imagem da MATTOS INVESTIMENTOS instantaneamente após a veiculação da mesma.

Desde a repercussão, a MATTOS INVESTIMENTOS vem recebendo mensagens negativas em suas Redes Sociais (Instagram, Facebook e YouTube) e viu o índice de rejeição da empresa crescer em 112% em seu site, “razão pela qual vem a público para assegurar que é uma empresa honrada, honesta e idônea”.

“Estabelecida na cidade de Bombinhas, Santa Catarina, sob CNPJ 18.866.775/0001-00, a MATTOS INVESTIMENTOS atua no ramo imobiliário com venda e locações de imóveis há seis anos. A empresa coloca sua equipe para prestar quaisquer esclarecimentos e reforça, mais uma vez, que não tem relação com o golpe que afetou a vida de inúmeras pessoas”, diz a empresa em nota.

Read More...