RS

Sparkling Night Run está confirmada para 10 de novembro

Corredores profissionais e amadores já têm compromisso com uma das corridas noturnas mais aguardadas do calendário esportivo gaúcho. A edição 2018 da Sparkling Night Run, disputada por algumas das principais ruas de Bento Gonçalves, foi anunciada para o dia 10 de novembro.

A charmosa prova congrega esporte e diversão ao reunir competidores e público num encontro social que celebra, além da saúde, patrimônios culturais da cidade – sua conhecida gastronomia, famosos vinhos, sucos e espumantes e alguns de seus pontos turísticos.

“Essa corrida vai muito além de promover o nome de Bento Gonçalves, aproveitando a vocação turística para valorizar o potencial da cidade e sua identidade. A ação é uma grandiosa celebração à vida em comunidade, à apreciação das belezas e atrativos de nossa terra e, também, oportunidade de degustar e celebrar premiados espumantes e vinhos aqui fabricados. É um evento imperdível, rico em significados, que merece ser apreciado”, comenta Elton Gialdi, presidente do Centro da Indústria, Comércio e Serviços (CICBG), entidade promotora da corrida. Nas próximas semanas, outros detalhes da quinta edição da Sparkling Night Run 2018 serão anunciados, assim como o período de inscrições.

Quem veio e venceu

Cada par de tênis que cruza a linha de chegada da Sparkling Night Run carrega a história de superação e vitória de um competidor – seja ela profissional ou amador – que ultrapassou seus próprios limites e sagrou-se um campeão de força de vontade e determinação.

Exemplo disso é o vencedor das duas últimas edições da prova na principal categoria entre os homens – a geral, com 10km: Adalmir Alexandre de Oliveira tem um carinho especial pela corrida borbulhante. A Sparkling Night Run foi a primeira competição que ele participou e, mesmo sem muito treinamento, chegou em 2º lugar em 2015. “Eu só queria terminar, foi um momento marcante para mim, surpreendente”, conta. O resultado serviu de estímulo para ele, que até então tinha o futebol como única prática esportiva, uma vez por semana.

Oliveira passou a investir nas corridas e voltou em 2016 mais preparado. Saiu vencedor – e ainda mais confiante. “Correr se tornou um vício”, diz ele, que hoje treina com acompanhamento profissional e chega a correr 60 quilômetros por semana em época de prova. No ano passado, repetiu a performance com mais um troféu. E já avisa que, neste ano, mais uma vez estará presente. “Essa corrida é marcante para mim, é a melhor que tem, não perco por nada, reservo até hotel”, garante.

Read More...

RS

Fósseis de dinossauro são encontrados no RS

(ANSA) – Um grupo de pesquisadores apresentou nesta quinta-feira (10) dois novos fósseis considerados precursores dos dinossauros e encontrados entre 2009 e 2010 no sítio de Buriol, em São João do Polêsine, na região central do Rio Grande do Sul.

Batizados como Buriolestes schultzi e Ixalerpeton polesinensis, o animais pré-históricos são do período triássico, ou seja, de mais de 320 milhões de anos, e foram achados pelos pesquisadores da Universidade Luterana do Brasil (Ulbra) em Canoas, Porto Alegre, e da Universidade de São Paulo (USP) em Ribeirão Preto.

A descoberta também foi publicada na revista científica norte-americana Current Biology. “Esses fósseis brasileiros trazem um novo cenário evolucionário para o início da irradiação dos dinossauros e abrem espaço para novas e desafiadoras questões”, afirmou Sérgio Furtado, professor da Ulbra.

Segundo ele, a qualidade do material fóssil é raramente encontrada e pode ser considerada um achado, já que traz informações fundamentais para o entendimento da origem e evolução dos dinossauros.

“Com esse material, é possível dizer que os dinossauros e seus precursores viveram lado a lado , e que a ascensão dos dinossauros foi mais gradual, não uma rápida explosão de diversidade, levando outros animais da época à extinção”, completou Max Langer, paleontólogo da USP.

Os nomes dos fósseis são uma forma de homenagear os locais onde os animais foram descobertos e o paleontólogo gaúcho César Leandro Schultz.

Read More...

RS

Temporal deixa três mortos e milhares sem energia no Rio Grande do Sul

Três pessoas morreram no Rio Grande do Sul após um temporal com chuva forte, rajadas de vento de até 130 quilômetros por hora (Km/h) e queda de granizo atingirem o estado no fim da noite de ontem (14) e madrugada de hoje (15). As chuvas provocaram queda de árvores e postes de energia elétrica em praticamente todas as regiões gaúchas.

Em Rio Pardo, a 151 quilômetros da capital, Porto Alegre, uma jovem e o filho morreram atingidos por uma árvore. Na capital, um jovem morreu afogado ao tentar atravessar um córrego.

Segundo as concessionárias responsáveis pelo fornecimento de energia elétrica no estado, mais de 500 mil pessoas ficaram sem luz por conta da chuva.

Levantamento da Defesa Civil do Rio Grande do Sul indica que 55 municípios foram atingidos pelos temporais. De acordo com o boletim, 8.481 casas foram atingidas, 855 famílias estão desalojadas e 201 desabrigadas.

O temporal causou diversos danos a Porto Alegre. Desde a madrugada, vias registram pontos de acúmulo de água, árvores caídas bloqueiam o trânsito, semáforos estão sem energia elétrica e linhas de transporte coletivo têm atrasos em suas tabelas horárias.

De manhã, contavam=se mais de 150 quedas de galhos ou de árvores. Dessas ocorrências, 22 são de árvores de grande porte, com bloqueio total de vias, e 38, de porte médio, com obstrução parcial de vias. A cidade tem ainda 22 pontos de acúmulo de água na pista e 61 semáforos fora de operação por falta de energia elétrica.

A prefeitura de Porto Alegre informou que muitas unidades de saúde estão sem energia elétrica, telefone e internet. Nesta quinta-feira, o Ministério da Integração Nacional reconheceu o estado de emergência em 26 municípios gaúchos. Técnicos do ministério estão no estado para auxiliar no levantamento de danos.

Aproximadamente 5 mil kits de ajuda humanitária foram entregues às famílias atingidas e mais 20 mil solicitados à pasta deverão chegar ao estado até sábado (17).

Da Agência Brasil

Read More...

Brasil, CE, PE, RN, RS, SC

Oi é obrigada a permitir ligações gratuitas em seus orelhões

A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) determinou que as ligações de orelhões da Oi – para realizar chamadas locais para telefones fixos – serão gratuitas em 15 Estados a partir desta quarta-feira (15), após a operadora de telecomunicações não atingir patamares mínimos de disponibilidade nessas localidades.

“A medida é resultado do trabalho da Anatel no monitoramento dos patamares mínimos de disponibilidade dos telefones públicos da concessionária em sua área de atuação”, disse o órgão regulador em comunicado à imprensa nesta quarta-feira.

Era necessário ter ao menos 90% de orelhões disponíveis em todas as Unidades da Federação e 95% nas localidades atendidas somente por orelhões (acesso coletivo). Onde essa exigência não foi atendida a operadora será punida: Alagoas, Amazonas, Amapá, Bahia, Ceará, Maranhão, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Paraná, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Sergipe.

A Oi foi avisada da possibilidade de punição em 2 de fevereiro, mas até 31 de março, quando a Anatel realizou a medição mais recente, a situação não tinha se resolvido. Agora os orelhões serão liberados até que a operadora atinja as metas.

Segundo a Anatel, novas medições estão previstas para 30 de agosto de 2015, 29 de fevereiro de 2016 e 30 de agosto de 2016 e a cada seis meses.

Read More...

RS

Anúncio de empresa à procura de garçonete “dá o que falar” em rede social

Na rede social a semana já começou pesada, pois uma empresa de Pelotas, no Rio Grande do Sul, postou um anúncio procurando uma garçonete, e isso foi motivo para gerar polêmica na internet. Os usuários do facebook acusaram a produtora de machismo pelo fato de estar mostrando uma modelo que estava com pouca roupa e em pose sensual. E ainda mais, a empresa exigia que as candidatas ao emprego enviassem um currículo com foto.

A produtora especializada em web estava à procura de uma garçonete para servir aos funcionários na festa de fim de ano. A imagem do anúncio era de uma modelo vestida de garçonete fazendo pose sensual ao servir uma caneca de cerveja. A produtora também exigia que as candidatas mandassem um currículo com foto. Para trabalhar, a contratada receberia o valor de R$ 200 e gorjetas, das 18h a 0h.

Alguns internautas ficaram indignados com o anúncio e promoveram um debate na página da empresa no Facebook. Mensagens informando que a produtora estava colocando as mulheres em posição de objeto sexual, pois estavam usando a aparência física das candidatas como critério de escolha. Outros usuários deram exemplos de que esse tipo de atitude reforça ainda mais o machismo que as mulheres enfrentam no dia a dia.

As pessoas em determinado momento, que tinham opiniões distintas sobre o machismo chegaram a ofender uns aos outros. Após a confusão o anúncio foi retirado do ar. Quando procurada, a produtora não retornou as mensagens da reportagem do R7.

Read More...