Destaques, São Gonçalo do Amarante

Carajás inaugura loja em São Gonçalo do Amarante na próxima semana

Para expandir ainda mais a sua atuação no Nordeste brasileiro, a Carajás Home Center investe em pontos estratégicos. Por isso, vai inaugurar na próxima sexta-feira, dia 10 de agosto, uma nova loja na cidade de São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal. Esta será a primeira unidade do grupo alagoano no Rio Grande do Norte e que deve gerar centenas de empregos diretos e indiretos.

Para a construção da nova Carajás, o grupo, que detém a 10ª maior marca do setor no Brasil, fez um alto investimento para a nova unidade, que possui uma área total construída de 22 mil metros quadrados. A Home Center fica na área da antiga fábrica da Coteminas – na Av. Tomaz Landin.

A partir deste mês, os clientes da região potiguar poderão usufruir da oferta dos mais de 60 mil itens, divididos entre materiais de construção, pisos, revestimentos, acabamentos, artigos de decoração, eletroeletrônicos e itens para o lar.

Novos empreendimentos

Ainda no segundo semestre deste ano, a Carajás chegará à capital Fortaleza. A previsão é que a segunda loja no Ceará seja inaugurada até o final do mês de outubro. Somadas, as novas lojas vão totalizar 1.500 empregos diretos. Genuinamente nordestino, o Grupo Carajás celebra 44 anos de história e já conta com lojas em Maceió (AL), Arapiraca (AL), João Pessoa (PB), Campina Grande (PB), Cabedelo (PB) e Juazeiro do Norte (CE).

Obra sustentável

Relembrando às origens da Carajás, de quando era uma pequena empresa que vendia madeira, e firmando o compromisso com a sustentabilidade e o reflorestamento, a nova loja do grupo traz um conceito arrojado e pioneiro em comunicação visual, sendo a única no país a fazer uso das placas Oriented Strand Board (OSB).

Read More...

São Gonçalo do Amarante

Acordo de R$ 248 mil encerra processos contra Zezo Potiguar

Um acordo firmado pelo juiz Michael Knabben, do Centro Judiciário de Solução de Conflitos (CEJUSC) de Natal, encerrou a execução de cinco processos que tramitavam desde 2016, nas Varas do Trabalho de Natal, contra a produtora do cantor Zezo Potiguar.

A dívida total, no valor de R$ 248.552.98, será paga em onze parcelas mensais e compreende verbas rescisórias, honorários advocatícios e recolhimento da Previdência Social. As dívidas da produtora com os trabalhadores variava de R$ 12 a 102 mil.

As ações foram impetradas por um grupo de operários que trabalhou na construção da sede da J.M.T. do Nascimento Produções – ME (Art Music), às margens da BR-406, em Guajiru, distrito de São Gonçalo do Amarante.

Em todas as reclamações, os trabalhadores buscavam o reconhecimento do vínculo empregatício, que foi reconhecido pela Justiça. Em alguns desses processos, a produtora do cantor recorreu, sem sucesso, ao TRT-RN da sentença da primeira instância.

Recentemente, o juiz de uma das Varas em que tramitavam processos contra a produtora determinou o impedimento de circulação do ônibus do cantor, como forma de garantir o pagamento das dívidas da empresa de Zezo com os operários.

Read More...

Destaques, São Gonçalo do Amarante

Corpo de garoto que desapareceu durante banho no Rio Potengi é encontrado

Uma equipe dos Bombeiros encontrou na manhã desta quinta-feira (19) o corpo do menino desaparecido durante banho num trecho do Rio Potengi, em São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal. Roberto Jefferson Araújo, de 12 anos, tomava banho com um colega da mesma idade quando desapareceu.

Segundo os bombeiros, o corpo do garoto foi encontrado por volta da 7h30 às margens do rio, próximo do lugar onde ele se afogou.

O caso

Roberto Jefferson havia desaparecido na tarde desta quarta-feira (18) enquanto tomava banho no Rio Potengi, na zona rural de São Gonçalo do Amarante.

De acordo com a mãe do garoto, ele chegou da escola por volta de 12h e sem que os pais percebessem foi tomar banho com um amigo da mesma idade. O trecho do rio corta o distrito de Igreja Nova.

Segundo relatos da outra criança, Roberto teria se afogado e afundado, mesmo com as tentativas frustradas do colega de salvá-lo. Desesperado, o garoto avisou aos pais, que logo chamaram os bombeiros.

Os militares atenderam a ocorrência e iniciaram as buscas por volta das 15h, seguindo no trabalho até o anoitecer, quando o serviço foi encerrado pelos profissionais por não possuírem equipamentos para exercer as buscas durante a noite. A equipe retornou ao local na manhã desta quinta-feira, 19, onde encontrou o corpo de Roberto.

Read More...

São Gonçalo do Amarante

Prefeitura de São Gonçalo quita 13º dos efetivos e anuncia o dos comissionados

A prefeitura de São Gonçalo do Amarante – município que fica a 17 km da capital potiguar, informa que antecipou e quitou o 13º salário de todos os servidores efetivos.

Além disso, o prefeito Paulo Emídio (Paulinho) já anunciou que os cargos comissionados também terão seu salário extra antecipado, para o dia 10 de dezembro. “Já estávamos pagando o 13º dos servidores efetivos dentro do mês do aniversário, e, hoje, concluímos todos que faltavam. Já no dia 10 de dezembro, se Deus quiser, conseguiremos pagar o 13º dos comissionados”, disse.

De acordo com o prefeito, tudo isso é resultado de um planejamento financeiro feito no início da administração e que vem sendo cumprido. Ele ressalta os diversos cortes que teve que realizar para conseguir manter o cronograma e ainda enfatiza que o 13ª salário é um direito do trabalhador.

“Não é fácil ser gestor nesse período. As dificuldades estão em todos os lados. Diminuímos os salários do prefeito, vice e secretários; cortamos em 20% as despesas das secretarias e priorizamos apenas o que é necessário. Como disse, não é fácil, mas estamos conseguindo manter funcionários e fornecedores em dia, e entregar uma obra por semana, das dezenas que estão em andamento”, ressalta.

O gestor conclui afirmando que o pagamento do mês de novembro está programado para dia 30 deste mês, e o de dezembro será quitado no dia 29 de dezembro.

Para mais notícias do Rio Grande do Norte, clique aqui!

Read More...

Notícias, São Gonçalo do Amarante

Plenário aprova proposta que altera Lei de Registros Públicos

Foi aprovada nesta terça-feira (05), pelo Plenário da Câmara dos Deputados, a proposta que altera a Lei de Registros Públicos (6.015/73). Atualmente, a lei prevê apenas o registro de onde ocorreu o parto como naturalidade da criança. Se a mudança realmente acontecer, a certidão de nascimento passará a indicar como naturalidade do filho o município de residência da mãe na data do nascimento, se localizado no país.

Com informações da Agência Câmara Notícias, o texto que foi aprovado é um projeto de lei de conversão da senadora Regina Souza (PT-PI), para a Medida Provisória 776/17, com duas emendas aprovadas pelos senadores e segue para a sanção presidencial.

Os cartórios poderão prestar outros serviços remunerados à população em credenciamento ou em matrícula com órgãos públicos e entidades interessadas, mediante convênio. Essa foi uma das emendas aprovadas pelos senadores e mantida pelos deputados mesmo após alguns partidos terem se manifestado contra.

Ságuas Moraes (PT-MT) foi um dos deputados a criticar a emenda. “Quando a gente passa a emissão de documentos para os cartórios, teremos uma dupla cobrança para o cidadão, além de tirar a responsabilidade do Estado”, disse. “Alguns documentos, como o passaporte, já são pagos para o órgão público emissor e, com essa emenda, a pessoa terá que pagar também pelo serviço realizado pelo cartório”, completou.

Já o deputado Júlio Lopes (PP-RJ), que foi favorável e autor da reforma, disse que quer facilitar os serviços para o cidadão. “Queremos maior capilaridade aos serviços prestados ao cidadão, desburocratizar. Ninguém está querendo avançar nas competências dos cartórios, nem dar a eles qualquer atribuição estranha às suas atribuições originárias”, falou.

Outra correção mantém no atual texto da Lei de Registros Públicos dispositivo que torna obrigatório o registro de nascimento de criança de menos de um ano mesmo diante de óbito. Na mesma emenda, prevalece o interesse público para cremação  além de atestado de óbito firmado por dois médicos ou por médico legista e, no caso de morte violenta, manifestação favorável da autoridade judiciária.

Agora, o Ministério Público não precisará mais ser ouvido antes da averbação de documentos em cartórios e seu parecer será solicitado pelo oficial do cartório apenas se ele suspeitar de fraude, falsidade ou má-fé nas declarações ou na documentação apresentada.

O Ministério Público também não precisará mais ser consultado pelo oficial do cartório de registro no caso de correção de erros que não precisem de questionamentos para a constatação imediata dessa necessidade.

E em caso de falecimento, o texto aprovado permite o registro na cidade de residência da pessoa, mesmo o óbito ocorrendo em cidade diferente.

Read More...