Destaques, Mossoró, Plantão Policial

Operação do MPRN apura esquema de venda ilegal de túmulos em Mossoró

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) deflagrou nesta terça-feira (19) a operação Luctus, com o objetivo de apurar um esquema fraudulento de cobranças e recebimentos de valores indevidos relacionados a lotes dos cemitérios públicos Novo Tempo e São Sebastião, localizados em Mossoró. A operação cumpre mandados de prisão preventiva e de busca e apreensão.

A operação é resultado de uma investigação realizada pela 11ª Promotoria de Justiça de Mossoró e pelo Gaeco para apurar os crimes de concussão e corrupção passiva, violação de sepultura e vilipêndio de cadáver, cometidos por uma organização criminosa que atua na cidade, tendo funcionários públicos como integrantes, incluindo diretores dos cemitérios Novo Tempo e São Sebastião como ocupantes de elevada posição no esquema.

A operação Luctus conta com a participação de 11 promotores de Justiça; 14 servidores do MPRN e 12 equipes policiais. O nome da operação refere-se ao termo luto, em latim.

Read More...

Destaques, Mossoró

Projeto de alunos do SESI-RN é destaque no Fantástico

Alunos do SESI Escola viraram pauta no Fantástico, na noite deste domingo (17). Ganhadores da última fase da Olimpíada do Futuro, realizada no último sábado em São Paulo, a matéria falou sobre o projeto Biotinga, um canudo biodegradável feito com cera de carnaúba, mandioca e glicerina.

Liderados pelo professor de Geografia, Aryon Diniz, integraram a equipe os alunos Francisca Hellen, Rhana Helen, Ana Karolina, Ana Beatriz e João Victor, todos alunos da SESI Escola, em Mossoró.

O projeto Biotinga visa ajudar na preservação do meio ambiente e não causa malefícios à saúde humana.

A equipe de reportagem, conduzida pela jornalista Ana Carolina Raimunde, esteve na unidade de Mossoró, na quinta-feira (15), para conhecer o projeto e produzir o material, com destaque para depoimentos de alunos e professores da escola, que integra a Federação da Indústria do Estado do Rio Grande do Norte – FIERN.

Confira a matéria completa:

Read More...

Destaques, Mossoró, Plantão Policial

Ex-chefe do Ibama em Mossoró é condenado por corrupção

Uma denúncia do Ministério Público Federal (MPF) resultou na condenação do ex-chefe do Ibama em Mossoró, Armênio Medeiros da Costa, por corrupção passiva. Ele foi preso em fevereiro de 2018, dentro da chamada Operação Corrupião, e denunciado por receber propina de empresários e até mesmo de um pescador, entre os anos de 2017 e 2018. Em troca, prometia “rasgar” multas por crimes ambientais e livrar empresas de fiscalizações mais severas.

Armênio Medeiros foi sentenciado a oito anos de reclusão e pagamento de multa, além da perda do cargo público, mas ainda poderá recorrer em liberdade. De acordo com o MPF, as condutas do réu geraram não só prejuízos ao meio ambiente, como também perdas financeiras ao Ibama, que deixou de arrecadar multas, sem contar o dano à imagem da instituição junto à sociedade. A ação penal é de autoria do procurador da República Aécio Tarouco e tramita sob o número 0806708-44.2018.4.05.8401.

Propinas – As investigações partiram de declarações do ex-superintendente do Ibama no RN, Clécio Antônio Ferreira dos Santos, afastado do cargo em setembro de 2017 pela Operação Kodama. Ele afirmou que um dirigente da Federação dos Pescadores do estado o informou que Armênio havia solicitado R$ 2 mil em propina a um pescador de Areia Branca para não aplicar uma suposta multa ambiental de R$ 20 mil. A quantia foi repassada em quatro parcelas de R$ 500.

O pescador confirmou o pagamento da propina e relatou a insistência de Armênio Medeiros em cobrar a quitação do acordo. A cobrança foi registrada através de interceptação telefônica, autorizada pela Justiça – na qual os dois falam abertamente dos valores -, e o pagamento foi fotografado pela Polícia Federal.

Em outro caso, uma empresária confirmou que Armênio Medeiros compareceu à sede da sua empresa de ferragens na cidade de Tibau para uma fiscalização e, 15 dias depois, retornou sozinho, sem fardamento e em veículo próprio. Nesse segundo momento, solicitou R$ 1 mil (valor depois reduzidos a R$ 400) para “orientar” a suposta defesa que a empresária teria de fazer diante de uma nova vistoria do Ibama. Ele a intimidou afirmando que, embora a documentação da empresa estivesse regular, os fiscais poderiam inventar fatos para aplicar multas.

Férias – Já em janeiro de 2018, através de interceptação telefônica, constatou-se que Armênio Medeiros pediu uma propina de R$ 500 a um empresário do Município de Acari, afirmando que a sua madeireira havia sido denunciada e estaria para receber a fiscalização de um órgão ambiental. Ele se ofereceu para fazer a vistoria sozinho, em veículo próprio, e recebeu o dinheiro a título de “gastos com combustíveis”. Depois fez uma visita à empresa e foi embora.

O detalhe é que Armênio Medeiros se encontrava de férias e a entrega da propina foi registrada pela Polícia Federal. Assim como nos demais casos, não apresentou nenhum documento relativo à suposta vistoria. “Além disso, não poderia o réu, como servidor público do Ibama, por conflitar com suas atribuições legais, informar ao suposto infrator ambiental que ele estava na iminência de sofrer uma fiscalização”, acrescentou o juiz federal Lauro Henrique Lobo, autor da sentença.

Read More...

Destaques, Educação, Mossoró, Natal

Senai abre 330 vagas de cursos gratuitos em Natal e Mossoró

O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI-RN) está com 330 vagas disponíveis para novas turmas em cursos gratuitos. Oportunidades são para os municípios de Natal e Mossoró.

Em Natal, são 140 vagas para o SENAI – Centro de Educação e Tecnologias Clóvis Motta. As inscrições seguem abertas para quatros turmas em cursos gratuitos: duas de Operador de Telemarketing, uma no período matutino e outra noturno, e duas de Assistente Administrativo, uma no matutino e outra no vespertino.

As inscrições podem ser realizadas no SENAI Clóvis Motta, que fica na Avenida Prudente de Morais, aberto das 07h30 às 12h e das 13h30 às 19h. Os candidatos interessados precisam ter o ensino fundamental completo e levar um documento com foto (identidade ou CNH). Quem tiver idade inferior a dezoito anos e for se inscrever, precisa estar acompanhado de um responsável.

No curso de Operador de Telemarketing, as aulas começam dia 21. Já a turma de Assistente Administrativo, começa no dia 16 à tarde. A segunda turma, pela manhã, tem início também no dia 21. Cada curso terá 160 horas.

Inscrições seguem abertas enquanto durar o limite de vagas ofertadas. Mais informações, entrar em contato pelo telefone (84) 3211-4586.


Em Mossoró, o Centro de Educação e Tecnologias Ítalo Bologna está com inscrições abertas para 190 vagas em cursos gratuitos, nos turnos matutino e vespertino.

São seis novas turmas para os cursos de Assistente Administrativo Industrial (35 vagas), Técnico em Logística (80 vagas), Pintor de Obras (25 vagas), Serralheiro de Materiais Ferrosos (25 vagas) e Serralheiro de Materiais Ferrosos (25 vagas)

Para realizar a matricula é necessário apresentar os seguintes documentos e suas respectivas cópias: RG, CPF, comprovantes de escolaridade e residência. Os candidatos à vaga também precisam atender requisitos específicos, que variam de acordo com o curso desejado.

As inscrições podem ser realizadas na sede do SENAI Ítalo Bologna, que fica localizado à Rua José Leite, nº 100, no bairro Abolição I, em Mossoró/RN. Para mais informações sobre os cursos, entrar em contato através do telefone (84) 3316-3053.

Read More...

Destaques, Mossoró, Natal

Operação ‘Dia das Crianças’: IPEM fiscaliza brinquedos em Natal e Mossoró

Com a aproximação do Dia das Crianças, o Instituto de Pesos e Medidas do Rio Grande do Norte (IPEM/RN) realizou uma Operação Especial de 30 de setembro a 02 de outubro, para fiscalizar brinquedos e itens infantis no comércio de Natal, Região Metropolitana e Mossoró.

Os fiscais verificaram se os itens apresentavam as informações obrigatórias, de acordo com as normas do Inmetro como: Selo de Identificação da Conformidade, dados do fabricante ou do importador, CNPJ da empresa fabricante, país de origem, faixa etária e se todas as informações estão escritas em português.

No total, 27 estabelecimentos foram visitados e 2.594 produtos foram fiscalizados entre brinquedos em geral, bicicletas de uso infantil, cadeirinhas de veículos, carrinhos para crianças e berços infantis. Foi encontrado apenas um berço irregular, por não conter o Selo de Conformidade do Inmetro.

“A presença do Selo do Inmetro é uma indicação de que o brinquedo foi testado e analisado em laboratório com capacidade técnica reconhecida (acreditada) pelo Inmetro. A garantia de que todos os riscos foram avaliados como: presença de partes cortantes; tinta que se solta facilmente; perigo de peças pequenas que possam se desprender, entre outros. Verificar a presença do selo é importante para evitar acidentes, pois de acordo com os registros do Sistema Inmetro de Monitoramento de Acidentes de Consumo (Sinmac), 70% dos 131 relatos de acidentes com produtos infantis recebidos de janeiro a julho deste ano estavam relacionados a brinquedos”, afirma o diretor-geral do IPEM, Theodorico Bezerra Netto.

Caso encontre alguma irregularidade, o consumidor pode fazer uma denúncia ao IPEM/RN através do e-mail: ouvidoria-ipem@rn.gov.br ou pelo (84) 981479433.

Dicas importantes

1) Não compre artigos infantis em comércio informal, pois não há garantia de procedência. Produtos falsificados ou fabricados em indústrias clandestinas podem não atender às condições mínimas de segurança, especialmente em relação à toxicidade do material usado na fabricação, conter partes pequenas e bordas cortantes. A fiscalização do comércio informal é de competência da Polícia Federal, não do Inmetro.

2) Compre somente brinquedos que contenham o Selo do Inmetro, sejam nacionais ou importados. O selo deve estar sempre visível, impresso na embalagem, gravado ou numa etiqueta afixada no produto, e deve conter a marca do Inmetro e o logotipo do organismo acreditado pelo Inmetro que o certificou. O selo deve estar presente, ainda, no manual de instruções.

3) Selecione o brinquedo considerando a idade, o interesse e o nível de habilidade da criança. A faixa etária a que ele se destina – avaliada de acordo com o desenvolvimento motor, cognitivo e comportamental da criança – deve constar na embalagem, assim como informações sobre o conteúdo, instruções de uso, de montagem e eventuais riscos associados à criança, além do CNPJ e do endereço do fabricante. As informações obrigatórias na embalagem demonstram a responsabilidade do fabricante ou importador.

4) Se você tem filhos em idades diferentes, redobre a atenção para que os menores, em especial aqueles até 3 anos, não tenham acesso aos brinquedos dos mais velhos. Alguns produtos podem conter partes cortantes ou muito pequenas, que podem se desprender e ser ingeridas ou inaladas, causando sufocamento.

5) Retire a embalagem do brinquedo e sacos plásticos que podem acompanhar o produto antes de entregá-lo à criança, a fim de prevenir acidentes com grampos e similares, e até mesmo o risco de sufocamento.

6) Leia com atenção as instruções de uso presentes na embalagem ou em seu interior e repasse estas instruções para a criança. Procure, ainda, supervisionar o uso do brinquedo pelos pequenos.

7) Se o brinquedo estiver sem o selo do Inmetro, entre em contato com a Ouvidoria do Instituto pelo telefone 0800 285 1818 ou formulário www.inmetro.gov.br/ouvidoria/ouvidoria.asp.

Read More...