Cinema, Destaques

Marvel relançará “Vingadores: Ultimato” para bater recorde de bilheteria

A notícia de que esta semana será relançado Vingadores: Ultimato, com cenas inéditas e de pós-crédito, deixou os fãs da Marvel polvorosos. Isso é porque ainda nem se sabe quantas inserções serão, muito menos se virá para o Brasil. O fato é que haverão novas sessões e o motivo dessa novidade são os US$ 43,5 milhões para alcançar a bilheteria de Avatar, até então o filme de maior bilheteria de todos os tempos.

A expectativa é de que o lançamento seja antes da estreia de Homem-Aranha: Longe de Casa, agendada para 4 de julho. Vingadores: Ultimato bateu o recorde de maior estreia da história, ao atingir US$ 1,22 bilhão logo no lançamento (incluindo final de semana, pré-estreias e dias seguintes) e é, hoje, o segundo filme de maior sucesso dos cinemas.

Ao site Screen Rant, o presidente da Marvel Studios, Kevin Feige, deu pistas sobre as novas cenas. “Depois dos créditos, haverá uma cena eliminada, um pequeno tributo e algumas surpresas”, disse, além de esclarecer que essa não é uma versão estendida do filme.

Read More...

Destaques, Dicas

Contribuintes estão com dificuldades para ajustar situação com a Receita

Os contribuintes que entregaram a DIRPF – Declaração de Ajuste Anual do Imposto de Renda 2019, ano base 2018 – já podem saber se caíram na malha fina, contudo, quando isso ocorre eles estão enfrentando uma dificuldade extra.

Se o contribuinte busca a Receita Federal para fazer o agendamento buscando regularizar a situação de malha fina, isso se mostra praticamente impossível. A área societária da Confirp, responsável pelo agendamento desses atendimentos, vem enfrentando diariamente esse problema.

Segundo Luana Maria Camargo, gestora da área societária, a dificuldade é muito grande. “Todos os dias, desde as sete da manhã tentamos fazer esse agendamento, contudo, enfrentamos uma verdadeira maratona e na maioria das vezes não obtemos existo. A justificativa que recebemos é que foram enviadas muitas intimações e faltam auditores”, explica.

Com isso o contribuinte fica com sua declaração travada, sem regularizar a situação e, caso tenha direito, sem receber os valores da Restituição de Imposto de Renda. “Infelizmente isso prejudica muito o contribuinte e nosso trabalho”, complementa Luana Camargo.

Essa situação vai na contramão de novidades que facilitam o contribuinte, como é o caso do programa Meu Imposto de Renda, no qual as pessoas já podem saber com velocidade se suas declarações foram processadas, se estão já na Malha Fina e os erros que levaram a essa situação. Porém, isso não significa que estão livre dessa situação, pois existe um prazo de cinco anos para que a Receita Federal possa questionar as informações.

Entenda melhor a Malha Fina

Mas, o que é esse termo e por que causa tanto medo?

“O contribuinte realmente deve se preocupar em não cair na malha fina, pois essa se refere ao processo de verificação de inconsistências da declaração do imposto IRPF, assim, caso o sistema da Receita Federal perceba que alguma informação está errada, separa a declaração para uma análise mais apurada. E, caso perceba erros, chama o contribuinte para ajustes ou até mesmo inicia investigações e cobra de atrasados e multas”, explica o diretor executivo da Confirp Contabilidade Richard Domingos.

Assim, a malha fina é praticamente uma “peneira” para os processos de declarações que estão com pendências, impossibilitando a restituição.

“Para evitar a malha fina, é interessante que o contribuinte inicie o quanto antes o processo de elaboração da declaração, pois poderá fazer com mais calma, buscando documentos que faltam e ajustando possíveis inconsistências”, recomenda o diretor da Confirp.

A preocupação deve ser grande, pois apenas em 2018 foram 628.747 contribuintes que ficaram nessa situação, das 31.435.539 declarações entregues.

A Confirp detalhou melhor os pontos que podem levar à essa situação:

  1. Não lançar na ficha de rendimento tributáveis, os rendimentos provenientes de previdências privadas, quando não optantes pelo plano regressivo de tributação;
  2. Não lançar a pensão alimentícia recebida como rendimentos na ficha de rendimento tributáveis recebidos de pessoa física;
  3. Não lançar rendimentos tributáveis, isentos ou tributados exclusivamente na fonte dos dependentes relacionados na declaração de imposto de renda;
  4. Lançar valores na ficha de rendimentos tributáveis diferentes daqueles relacionados nos informes de rendimento [Rendimento tributável, Imposto Retido, etc];
  5. Lançar como na ficha de pagamentos efetuados na linha previdência complementar valores pagos a previdência privada do tipo VGBL, apenas PGBL é dedutível do imposto de renda;
  6. Não informar o valor excedente aos R$ 751,74 recebidos referente parcela isenta da aposentadoria do contribuinte ou dependente que tenha mais de 65 anos na Ficha de rendimentos tributados;
  7. Lançar valores de rendimentos tributados exclusivamente na fonte na ficha de rendimentos tributados;
  8. Não preencher a ficha de ganhos de capital no caso de alienação de bens e direitos;
  9. Não preencher a ficha de ganhos de renda variável se o contribuinte operou em bolsa de valores;
  10. Deixar de relacionar na ficha de pagamentos efetuados os valores reembolsados pela assistência médica, seguro saúde ou outros, referente a despesa médica ou com saúde do contribuinte ou dependentes;
  11. Relacionar na ficha de pagamentos efetuados pagamentos feitos como pensão alimentícia sem o amparo de uma decisão judicial, acordo judicial ou acordo lavrado por meio de escritura pública;
  12. Não relacionar nas fichas de bens e direitos, dívidas e ônus, ganhos de capital e renda variável, valores referentes a dependentes de sua declaração;
  13. Não relacionar valores de aluguéis recebidos de pessoa física na ficha de rendimento de pessoa física;
  14. Não abater comissões e despesas relacionadas a aluguéis recebidos na ficha de rendimentos recebidos de pessoas físicas ou na ficha de rendimentos recebidos de pessoa jurídica;
  15. Lançar os mesmos dependentes quando a declaração é feita em separado pelos cônjuges ou ex-cônjuges;
  16. Lançar como plano de saúde valores pagos por empresas a qual o CONTRIBUINTE ou DEPENDENTE é funcionário ou sócio sem que o mesmo tenha feito o reembolso financeiro à referida empresa.

Read More...

Destaques, Futebol Potiguar

América-RN bate xará pernambucano e avança no Campeonato Brasileiro

A Arena das Dunas foi palco de mais um triunfo do América-RN. Com gols de Richard (contra) e Adriano Pardal, o time rubro venceu o América-PE por 2 a 0 e garantiu classificação à terceira fase do Campeonato Brasileiro. O placar, no agregado, ficou em 2 a 1 já que no primeiro confronto, os pernambucanos haviam vencido por 1 a 0.

O adversário do time rubro nas oitavas de final do Brasileirão será a Jacuipense-BA, com o primeiro jogo sendo disputado no próximo final de semana, em Natal.

Primeiro tempo

O América-RN teve o início que queria: marcou um gol no primeiro minuto e, dessa forma, tiraria a vantagem do rival no primeiro jogo. Mas o árbitro anulou o lance alegando saída de bola de Roger Gaúcho. Com a necessidade da vitória, a tônica do jogo seguiu a mesma: o time de Natal apertava e o de Recife se defendia. Foi assim durante todo o primeiro tempo. Adriano Pardal perdeu, aos 8, uma grande chance de cabeça e Jean Patric colocou uma bola na trave, além de exigir uma grande defesa de Renan. No entanto, o que mais chamou a atenção foi que o América-RN, que precisava do resultado, se afobou durante a primeira etapa e teve muita pressa. Assim, passou a cruzar desesperadamente dentro da área e teve facilmente as bolas cortadas – forma bem diferente de jogo que apresentou durante a primeira fase.

Segundo tempo

A conversa no vestiário funcionou e o América-RN voltou jogando com a bola no pé. E essa paciência deu resultado logo cedo. Aos 5 min, Roger Gaúcho cruzou forte para o meio da área, o goleiro Renan rebateu para o centro e o zagueiro Richard jogou contra o próprio gol. O resultado colocava o jogo nos pênaltis, mas o América-RN seguiu pressionando. Pardal perdeu um lance na cara do goleiro Renan. Na segunda chance, ele não desperdiçou. Jean Patric cruzou e Pardal acertou cabeçada forte para fazer o segundo, que representava o gol da classificação. O América-PE, que se segurava e fazia grande cera, precisou sair e deu espaços para alguns contra-ataques do time da casa, que não conseguia aproveitar. Paulo Renê teve uma chance incrível no fim do jogo, tentou driblar o goleiro Renan, que fez a defesa. Paulo Renê ainda marcou de cabeça, mas o árbitro marcou falta nele antes da bola entrar.

Público e renda

Público total: 9.618 torcedores (pagantes: 9.517 / não pagantes: 101)

Renda: R$ 154.856

Read More...

Destaques, Futebol

Brasil perde para França na prorrogação e dá adeus à Copa do Mundo

(ANSA) – Em um jogo dramático na cidade de Le Havre, a anfitriã França venceu o Brasil na prorrogação neste domingo (23), por 2 a 1, e avançou de fase na Copa do Mundo feminina.

Brasil e França realizaram um primeiro tempo equilibrado em Le Havre. Aos oito minutos, Marta até tentou com um chute de fora da área, mas a bola passou perto do gol defendido pela goleira Sarah Bouhaddi.

As donas casa chegaram perto da meta brasileira também com um arremate de longe, mas o chute de Amandine Henry saiu por cima do gol.

O grande momento da etapa inicial aconteceu aos 22 minutos. Kadidiatou Diani cruzou dentro da área, Valerie Gauvin dividiu com a goleiro Barbara e a bola entrou na meta do Brasil. No entanto, o tento foi anulado pelo árbitro assistente de vídeo (VAR), já que a francesa usou o braço para marcar o gol.

Já no finalzinho do primeiro tempo, Cristiane teve uma chance clara de gol para o Brasil, mas o chute foi defendido com o pé por Bouhaddi.

Na etapa final, a França conseguiu marcar o primeiro aos seis minutos. Em uma bobeada da defesa brasileira, Diani passou de Tamires e cruzou rasteiro, Barbara não conseguiu segurar e Gauvin tocou para o fundo da rede.

O Brasil não se abateu e logo na sequência, a atacante Cristiane acertou o travessão em um arremate de cabeça. Já aos 18 minutos, após um cruzamento dentro da área, Thaísa aproveitou a sobra de bola e chutou firme no cantinho da goleira francesa.

As duas seleções criaram algumas oportunidades, mas ninguém conseguiu aproveitar para tirar a igualdade do placar e evitar que o jogo fosse para prorrogação.

O clima tenso em Le Havre continuou e a França pressionou o Brasil. No entanto, a melhor chance da primeira etapa da prorrogação foi das visitantes. Debinha recebeu um lançamento e saiu na frente do gol, mas o gol da brasileira foi evitado em cima da linha pela defensora francesa.

O gol perdido pelo Brasil fez falta na segunda etapa da prorrogação. Logo no início, Majri cobrou uma falta dentro da área brasileira e encontrou Henry livre para recolocar a França na frente do placar.

A seleção brasileira lutou até o final, mas não conseguiu evitar a classificação da França para as quartas de final da competição.

Na próxima fase, as anfitriãs pegarão a vencedora da partida entre Estados Unidos e Espanha.

Read More...

Copa América 2019, Destaques

Colômbia vence Paraguai e garante 100% de aproveitamento na Copa América

A Colômbia derrotou neste domingo (23) o Paraguai por 1 a 0 em jogo disputado na Fonte Nova. Com a vitória, válida pela 3ª rodada do grupo B, os colombianos garantiram 100% de aproveitamento na primeira fase da Copa América.

Mesmo já classificada, e com muitas caras novas, a Colômbia jogou melhor desde o início, apostando na velocidade de seus jogadores e nas jogadas pelas pontas.

Em uma destas jogadas, aos 27 minutos, Falcão tenta uma linda bicicleta após a bolar sobrar na área do Paraguai, mas ele finaliza para fora.

Mas, aos 30 minutos, a Colômbia consegue abrir o placar. O lateral Arias toca para Cuellar, que chuta cruzado, entre as pernas de Gatito.

No segundo tempo, a dinâmica não muda muito, uma Colômbia superior ao Paraguai dominando as ações. E esse domínio ficou mais acentuado após a entrada do meia James Rodríguez no lugar de Cuadrado.

Aos 23 minutos, o camisa 10 da seleção colombiana brilha ao dar um passe de 3 dedos para Luis Díaz, que chutou para o fundo das redes adversárias. Porém, o VAR (árbitro de vídeo) chama o juiz de campo para informar que houve um toque de mão do atacante. E com isso o gol é anulado.

Aos 45 minutos do segundo tempo, Díaz cai na área após carrinho de Gustavo Gómez. O juiz marca inicialmente pênalti. Mas, após análise do VAR, o pênalti é anulado.

Com isso, a Colômbia vence por 1 a 0, garantindo 100% de aproveitamento na primeira fase. Já o Paraguai ainda não sabe se estará presenta nas quartas de final da Copa América como um dos melhores terceiros colocados. Terá que aguardar até o final da terceira rodada do grupo C.

Read More...