Ebola já matou mais de 10 mil pessoas na África Ocidental, diz OMS

A epidemia de Ebola ultrapassou a marca de 10 mil mortos na África Ocidental. Os dados, atualizados na última terça-feira (10), foram divulgados nesta quinta-feira (12) pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Os três países mais afetados pelo vírus do foram Serra Leoa, Guiné-Conacri e Libéria. Eles contabilizaram 10.004 mortes entre os 24.350 casos registados desde que a epidemia surgiu na África Ocidental, segundo a entidade.

Já um estudo publicado na revista especializada norte-americana Science alertou que a epidemia do Ebola poderá potencializar os casos de sarampo e de mortalidade infantil na África Ocidental. Segundo peritos, os hospitais da região foram sobrecarregados com o combate ao Ebola e não conseguiram cumprir calendários e procedimentos de vacinação.

O trabalho alertou para a possibilidade da ocorrência de mais 100 mil casos de sarampo, além dos 127 mil já previstos, entre crianças que não foram vacinadas na Guiné-Conacri, Serra Leoa e na Libéria.

“Os efeitos secundários do Ebola nas taxas de infeção de sarampo e de outras doenças infantis podem também ser devastadores com relação a perdas de vidas humanas”, disse Justin Lessler, professor da Faculdade de Saúde Pública da Universidade Johns Hopkins e principal autor do estudo.

Agência Lusa*

você pode gostar também

Deixe um comentário

error: Conteúdo protegido, entre em contato (contato.portaln10@gmail.com) para solicitar a matéria!