É obrigatório atualizar o Caixa Tem para receber auxílio emergencial?
Foto: Divulgação / Caixa

É obrigatório atualizar o Caixa Tem para receber auxílio emergencial?

Essa é uma pergunta que muitos estão se fazendo: é obrigatório ou não é? E a resposta é NÃO: não obrigatório atualizar dados pessoais no aplicativo Caixa Tem para receber o auxílio emergencial 2021 ou qualquer outro benefício social do governo federal. De acordo com a estatal, o procedimento é opcional e “possibilita que a Caixa oferte mais vantagens e segurança aos clientes”. A Caixa Econômica Federal garante que ninguém ficará sem seu benefício se não tiver atualizado o aplicativo.

A atualização cadastral está em andamento desde 14 de março, conforme o mês de nascimento dos clientes. O calendário vai até o dia 31 deste mês, quando poderá atualizar os dados quem nasceu em dezembro (veja o cronograma completo no decorrer da matéria). Tudo é feito pelo celular.

Atualização pede renda, patrimônio e fotos

É obrigatório atualizar o Caixa Tem para receber auxílio emergencial

Na prática, a atualização faz o usuário aderir a uma poupança digital diferente, que recebeu o nome de “Cliente Top“. O usuário é obrigado a concordar com um termo de contrato antes de iniciar a atualização.

A Caixa ainda não divulgou quais serão os serviços oferecidos ao “Cliente Top” – o site do banco sequer menciona essa modalidade. Informações preliminares dão conta de que o foco será em microcrédito e seguros voltados ao público de baixa renda.

Na atualização, após declarar que concorda com os termos de adesão e assinalar a opção “Quero ser um Cliente Top“, o usuário precisa informar dados geralmente solicitados por bancos para oferecer linhas de crédito, como:

  • Nacionalidade
  • Endereço
  • Se trabalha e se tem carteira assinada
  • Renda mensal
  • Profissão
  • Patrimônio

Depois de confirmar os dados, o cliente precisa ainda enviar duas fotos. A primeira é de um documento de identificação (RG ou CNH). A segunda, uma “selfie” (foto do próprio rosto) em que a pessoa esteja ao lado do documento da foto anterior.

O que tenho que fazer para receber o Auxílio de 2021?

Nada. Não existe um novo cadastro para novos beneficiários do Auxílio Emergencial para 2021. O Ministério da Cidadania afirmou que a análise será feita pela Dataprev (Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência), considerando apenas o público que recebeu a última parcela em dezembro de 2020 e as novas regras.

Essa relação de quem tem direito ao Auxílio Emergencial de 2021 será finalizada até o fim de março de 2021. A partir de 1º de abril, os cidadãos poderão ver se foram ou não contemplados com as novas parcelas no site consultaauxilio.dataprev.gov.br/consulta.

Confira o calendário de atualização do Caixa Tem

Mês de nascimento / Data de atualização

  • Janeiro – 14/3 (domingo)
  • Fevereiro – 16/3 (terça)
  • Março – 18/3 (quinta)
  • Abril – 20/3 (sábado)
  • Maio – 22/3 (segunda)
  • Junho – 23/3 (terça)
  • Julho – 24/3 (quarta)
  • Agosto – 25/3 (quinta)
  • Setembro – 26/3 (sexta)
  • Outubro – 29/3 (segunda)
  • Novembro – 30/3 (terça)
  • Dezembro – 31/3 (quarta)

No ano passado, a Caixa abriu mais de 105 milhões de contas poupança digitais, das quais 35 milhões para brasileiros que nunca tiveram contas em banco. Além do auxílio emergencial, o Caixa Tem foi usado para o pagamento do saque emergencial do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e do Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda (BEm).

Uma lei sancionada no fim de outubro autorizou a ampliação do uso das contas poupança digitais para o pagamento de outros benefícios sociais e previdenciários. Desde dezembro, os beneficiários do Bolsa Família e do abono salarial passaram a receber por essa modalidade.

Esta notícia foi interessante para você? Compartilhe com seus amigos!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: