Donald-trump
Donald Trump (Foto: Gage Skidmore / Wikimedia Commons)

(ANSA) – O candidato republicano à Casa Branca, Donald Trump, teria feito investimentos secretos em Cuba, violando o embargo norte-americano ao governo castrista, no final dos anos 1990, denunciou a revista local “Newsweek”.

Documentos obtidos por jornalistas apontam que uma empresa do magnata chamada “Trump Hotels & Casino Resorts” teria investido quase US$ 70 mil em 1998 com a ajuda de uma consultoria. Ele teria sido orientado a esconder o investimento fazendo-o passar por uma doação a instituições católicas.

A denúncia foi feita de acordo com entrevistas de ex-executivos e arquivos internos obtidos da empresa. Desde que as denúncias vieram à tona, na noite da última quarta-feira, dia 28, a equipe de Trump ainda não fez nenhum comentário sobre o assunto. Caso a história seja confirmada, isso pode custar ao magnata os votos da comunidade de cubanos que deixou a ilha para fugir do regime de Fidel Castro e hoje são muito influentes, especialmente na Flórida.

Embargo

Desde dezembro de 2014, após mais de meio século de tensões, o governo de Barack Obama tem “afrouxado” várias questões econômicas. O presidente norte-americano, no entanto, não pode levantar o embargo sozinho. É preciso a aprovação do Congresso e, atualmente, o mandatário não conta com a maioria dos parlamentares a seu favor.

Assine nossa Newsletter e receba as principais notícias do Portal N10 em seu Whatsapp totalmente grátis. Clique no ícone do WhatsApp para ser incluído (não se esqueça de salvar nosso número na sua lista de contato!).

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.