Série Avante revela os bastidores de Falcão e o Soldado Invernal

Série Avante revela os bastidores de Falcão e o Soldado Invernal
Marvel Studios Avante

Falcão e o Soldado Invernal acabou, mas os fãs que acompanharam a saga de Sam Wilson (Anthony Mackie) e Bucky Barnes (Sebastian Stan) poderão ver mais dos heróis na série Marvel Studios Avante. O novo episódio divulgado nesta sexta-feira (30), revela bastidores da trama onde podemos ver os voos rasantes do Falcão, antes de se tornar o Capitão América.

O making of mostra mais sobre como foram montadas as ideias por trás da trama e até mesmo detalhes interessantes como os ângulos das câmeras escolhidos pela equipe de direção, e como eles captam melhor as emoções dos atores. O que entregou uma série de ação com muito mais emoções e dramas do que geralmente vemos neste gênero de heróis.

Confira o pôster de divulgação:

Outros pontos importantes e que foram ressaltados, foram como não faria sentido para o Falcão, simplesmente aceitar o escudo dado pelo Capitão América (Steve Rogers). Havia a necessidade de algo mais, uma causa maior que levasse Sam, até a decisão, e esse ponto é destacado pelo ator Anthony Mackie.

“Para o Sam carregar esse escudo, que é uma representação do país em que vivemos, gera muita ansiedade, em como ‘um homem negro vai representar um país, que não o representa'”, esclareceu interprete do novo Capitão América.

Confira o trailer:

Para dar essa profundidade ao personagem, a equipe da série da Disney+ decidiu adaptar a origem do personagem, que originalmente é nascido e criado no Harlem, e aqui na série é adaptado para Luisiana, lugar de origem do seu interprete no MCU. Remontar foi, segundo a equipe, o que deu ainda mais autenticidade a trama, junto a atuação de Adepero Oduye, que interpretou Sarah Wilson, a irmã do herói.

Já com o outro protagonista da série, Bucky Barnes, vivido por Sebastian Stan, a narrativa não era sobre o futuro dele ou quem ele será, como no caso do Falcão, mas principalmente permitir que o personagem iniciasse confrontando quem foi. Algo que seria fundamental para entender quem ele queria ser, mostra Bucky perdido no início da trama.

A sinergia dos personagens na trama também era fiel ao ambiente espontâneo dos bastidores

O grande ponto é traçar quem ele é além do Soldado Invernal, e a relação da dupla vai ajudando a construir isso. Com a sinergia entre os dois funcionando tão bem com as câmeras rodando, quanto nos bastidos.

Outro personagem que entrou na trama para mostrar mais sobre quem é e para onde vai, é o Barão Zemo de Daniel Brühl. O vilão que apareceu antes em Capitão América: Guerra Civil, aqui revela um lado cômico, debochado e carismático, que até então não tinha sido visto no MCU. Daniel conta que ao final de sua primeira passagem pelo personagem, sentia que algo ainda estava faltando, que sua interpretação como Barão Zemo precisava da clássica máscara roxa do vilão.

Do lado dos novos heróis apresentados aqui, o John Walker de Wyatt Russell; e o Lemar Hoskins de Clé Bennett, o desafio era inseri-los de forma autêntica. Bennett revelou a empolgação de representar um personagem importante para a editora.

Quanto a Russell, o ator se entregou a personalidade singular de Walker, sua arrogância e também insegurança em ser o “Capitão América“. Isso acabou levando o personagem para além do esperado, uma atuação ímpar de Russell, deu a Walker um carisma que o personagem das HQs até então não tinha.

A perseguição aérea do Falcão e luta no topo do caminhão, representadas no primeiro e segundo episódios foram especialmente difíceis de criar

A trama também enfrentou as dificuldades de criar um lugar que refletisse a mesma Madripoor dos quadrinhos. O que os bastidores revelaram o quão complexo se tornou.

Outro feito como inserir as Dora Milajes em Falcão e o Soldado Invernal, e mesmo a adaptação da Karli Morgenthau de Erin Kellyman, que nos quadrinhos é inicialmente um personagem masculino, ganhou destaque no episódio. A atenção especial dada a líder Apátrida, permitiu dar a personagem uma causa real, algo que seria quase palpável.

Um dos maiores desafios, e uma história que precisava ser contada aqui, foi a da HQ “Vermelho, Branco e Negro“, que contava a história de Isaiah Bradley, interpretado por Carl Lumbly. As interações dele com Sam acentuam ainda mais os motivos que levam o herói a decidir assumir o manto do Capitão América, ao mesmo tempo que realçam os motivos pelos quais ele não poderia assumir.

As dificuldades em ajustar o uniforme do Capitão América – Sam Wilson de forma fiel as HQs também foi exposta

Por todos esses fatores vimos a decisão complexa de Sam e como isso levou o Falcão a se tornar o Capitão América. Os segredos de bastidores que são revelados em pouco mais de 1h do episódio 02 de Avante, só enaltecem ainda mais a grandiosidade de Falcão e o Soldado Invernal.

O que mais você quer saber dos bastidores de Falcão e o Soldado Invernal e a série não revelou? Conta para a gente, a sua opinião é sempre importante aqui no Dinastia N.

Quer receber as principais notícias do Dinastia Nerd no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo oficial. Para receber no Telegram, clique aqui

Hiago Luis

Hiago Luis

Co-fundador e redator do Dinastia Nerd, é um dos responsáveis pela administração do site. Leitor de HQs, gamer, amante de cinema, séries e documentários. Que posso dizer? Mais do que apenas ler sobre histórias, sempre quis escrever as minhas próprias. Jornalista de formação e coração, busco acima de tudo contar histórias e fazer isso aumenta meu Ki, alinha meu chakra, desperta meu sétimo sentido. CDF? Nerd? Geek? Viciado em games? Sim e com muito orgulho! E enquanto existir um leitor que precise ser informado, irei em busca da notícia, pois o Batman é o que Gotham precisar!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.