Narcos: México – O ato final da guerra entre os cartéis de drogas

Narcos: México – O ato final da guerra entre os cartéis de drogas

Narcos: México tem sido uma jornada linear e gratificante até agora. Desde as investigações de Kiki Camarena que terminaram em tragédia, até a ascensão e queda de Félix Gallardo contadas na temporada 2, a parte mexicana de uma das séries que contribuiu principalmente para a identidade da Netflix, nos apresentou um contexto talvez menos conhecido e bombástico do que o império de Escobar, mas igualmente obscuro e interessante.

A trama nasceu como a quarta temporada do programa principal e depois declinou no significado que todos conhecemos. Narcos: México conseguiu manter a bandeira de qualidade alta, e o lançamento do trailer de sua terceira e última temporada pela Netflix – com lançamento previsto para 3 de novembro, reanima os fãs e nos traz de volta para experimentar os conflitos e jogos de poder entre cartéis de drogas e que inevitavelmente culminarão em uma batalha total pela dominação absoluta ou a queda mais ruinosa.

A profecia de Félix

A terceira e última temporada da série marcará uma mudança histórica no showrunner. Eric Newman, supervisor veterano de todas as cinco temporadas da franquia, será substituído por Carlo Bernard , co-criador de Narcos: México. O enredo nos levará aos anos 90 e explorará as consequências da prisão de Félix, que de fato retirou de cena o peão mais importante do tabuleiro mexicano, mas também deu lugar a uma postura mais autoritária dos demais, não mais constrangidos pelo julgo do líder e cada um ansioso por receber sua parte e sua oportunidade de se expandir, aumentando assim sua influência.

E o trailer desta terceira temporada parece estar empurrando o acelerador nessa direção, sugerindo que as histórias de ação e adrenalina que caracterizaram as temporadas anteriores não só retornarão, mas também podem ser medidas em uma escala diferente. Sabemos com certeza que não veremos mais Félix Gallardo, no entanto, sabemos que outros rostos conhecidos dos fãs estarão de volta, entre eles, José María Yazpik (Amado Carrillo Fuentes), Scoot McNairy (Walt Breslin), Mayra Hermosillo (Enedina Arellano Félix) e Alejandro Edda (El Chapo).

Da mesma forma que agora está estabelecida a introdução de novos personagens que irão enriquecer o elenco dos antigos conhecidos da série, talvez alimentando ainda mais as emoções relacionadas aos enredos individuais. Luis Gerardo Méndez interpretará Victor Tapia, um policial de Juarez que enfrentará um dilema moral e será arrastado para uma misteriosa série de assassinatos brutais.

Alberto Guerra vai enfrentar Ismael “El Mayo” Zambada, um traficante independente que está sempre um passo à frente dos outros. Por fim, encontraremos Luisa Rubino no papel de Andrea Nuñez, uma jovem e ambiciosa jornalista que encontrará em suas mãos uma história maior do que ela.

Certamente causará arrepios ver a profecia de Félix sobre o futuro confronto entre aqueles que já foram seus “parceiros”, com amplo espaço para mergulhar na dinâmica e cavar no abismo da decadência.

Em qualquer caso, não devemos esquecer que Narcos representa uma trama muito preciosa para Netflix, portanto, não é totalmente impossível que no futuro possamos ter uma nova localização geográfica e, consequentemente, um novo spin-off.

Continue ligado aqui no Dinastia N!

Rafael Nicácio

Rafael Nicácio

Co-fundador e redator do Dinastia, é um dos responsáveis pela administração do site. Conta com a experiência de ter atuado nas assessorias de comunicação do Governo do Estado do Rio Grande do Norte e da Universidade Federal do RN. Trabalha com administração e redação em sites desde 2013 e, atualmente, também administra a página oportaln10.com.br.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: