Ghostwire: Tokyo é como Dishonored, mas com horror japonês

Ghostwire: Tokyo é como Dishonored, mas com horror japonês

A Bethesda anunciou Ghostwire: Tokyo na E3 2019, e desde então se tornou um dos jogos mais promissores da empresa, parecendo uma mistura de jogo de terror, ação com poderes sobrenaturais e muito folclore japonês. Agora, podemos dar uma olhada detalhada no jogo, que finalmente chegará em março deste ano.

Ghostwire: Tokyo é o novo jogo desenvolvido pelos estúdios Tango Gameworks, criadores da saga The Evil Within e fundado por Shinji Mikami, um dos pais de Resident Evil. Desta vez, a Tango abandonou o cenário americano de Evil Within para levar o jogador direto ao seu país de origem, direto para uma versão de Tóquio onde todos os seus milhões de habitantes desapareceram e que agora são atormentados por entidades sobrenaturais, espíritos e demônios inspirados nos Yokai e fantasmas da cultura japonesa.

O protagonista do jogo foi possuído por um espírito que lhe permite usar poderes psíquicos e sobrenaturais, de uma perspectiva em primeira pessoa em que apenas suas mãos são vistas enquanto ele faz gestos e movimentos para invocar e usar seus poderes. De acordo com seus criadores, o combate é inspirado em uma mistura de “karatê e magia“, e embora seja um pouco reminiscente do que vemos na saga Dishonored dos estúdios Arkane, Ghostwire sem dúvida parece ter um estilo, personalidade e seção visual únicos, cheio de seres aterrorizantes, portões Torii e muito mais para descobrir em seu mundo aberto.

Ghostwire: Tokyo estará disponível em 25 de março para PlayStation 5 e PC. Confira os primeiros 20 minutos de jogo:

Quer receber as principais notícias do Dinastia Nerd no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo oficial. Para receber no Telegram, clique aqui

Rafael Nicácio

Rafael Nicácio

Co-fundador e redator do Dinastia, é um dos responsáveis pela administração do site. Conta com a experiência de ter atuado nas assessorias de comunicação do Governo do Estado do Rio Grande do Norte e da Universidade Federal do RN. Trabalha com administração e redação em sites desde 2013 e, atualmente, também administra a página oportaln10.com.br.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.