Dois Estranhos: Conheça o curta da Netflix que debate racismo, preconceito e violência policial

Dois Estranhos: Conheça o curta da Netflix que debate racismo, preconceito e violência policial
Dois Estranhos - Divulgação Netflix

Com apenas 30 minutos de duração, o curta Dois Estranhos, título da Netflix indicado ao Oscar de Melhor Curta de Ficção, traz à tona o debate racial de uma perspectiva intimista e ao mesmo tempo tão cruel, quanto atual. Na trama Carter James (Joey Badass), um homem negro, e um policial branco, Merk (Andrew Howard), têm seus destinos ligados por um looping temporal diário.

O policial sempre acaba matando o protagonista, assim que ele deixa o prédio onde passou a noite com a nova namorada, Perri (Zaria Simone). O drama traz à tona questões sociais e raciais que exploram muito bem os recentes acontecimentos envolvendo a polícia americana e suas atuações truculentas e racistas de alguns de seus membros.

Confira o trailer:

Com foco no olhar do protagonista, vemos todos os fatos acontecerem do ponto de vista de Carter, que se recorda da forma a qual foi morto em cada uma delas e dos fatos, assim como o modo como eles aconteceram. Assim, ele deseja sempre continuar buscando uma forma de escapar e voltar para casa com vida.

Logo no início, ainda antes de se dar conta do looping, sua morte é causada por asfixia, em uma cena que usa como referência clara o caso George Floyd, afro-americano assassinado em Minneapolis em maio de 2020, estrangulado por um policial branco que ajoelhou em seu pescoço durante uma abordagem.

Dois Estranhos – Divulgação Netflix

Mas a obra faz mais que isso, ela coloca o espectador na pele de Carter, levando você a pensar como escapar daquela situação, como resolver da melhor forma. Não sair do apartamento? Sair e tentar conversar? Mudar a direção para onde vai? Ou evitar atitudes suspeitas? A verdade é que não importa, você é um homem negro e naquele looping está fadado a ser morto por aquele policial branco.

Fato é que assistir a obra causa reflexão sobre a determinação do protagonista, em achar uma solução na ficção. O que faz lembrar da necessidade de se encontrar uma solução na vida real para o preconceito e o racismo, um mal que há muito aflige diversas cidades, regiões e países.

A justa indicação ao Oscar, mais que prova a relevância de seu ponto de vista coerente e atualizado. O Dinastia N, quer saber: Como você agiria na pele de Carter? Qual a sua solução para resolver esse looping? Conta para a gente nos comentários e compartilha com seus amigos, para mais análises e indicações de filmes, série, animes, HQs, games, entre outros.

Quer receber as principais notícias do Dinastia Nerd no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo oficial. Para receber no Telegram, clique aqui

Hiago Luis

Hiago Luis

Co-fundador e redator do Dinastia Nerd, é um dos responsáveis pela administração do site. Leitor de HQs, gamer, amante de cinema, séries e documentários. Que posso dizer? Mais do que apenas ler sobre histórias, sempre quis escrever as minhas próprias. Jornalista de formação e coração, busco acima de tudo contar histórias e fazer isso aumenta meu Ki, alinha meu chakra, desperta meu sétimo sentido. CDF? Nerd? Geek? Viciado em games? Sim e com muito orgulho! E enquanto existir um leitor que precise ser informado, irei em busca da notícia, pois o Batman é o que Gotham precisar!

Um comentário em “Dois Estranhos: Conheça o curta da Netflix que debate racismo, preconceito e violência policial

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.