Como o game FIFA e o futebol real se retroalimentam

Como o game FIFA e o futebol real se retroalimentam

Não é de hoje que o futebol virtual e o real se confundem, mas o mundo dos games tem sido cada vez mais importante para os amantes do futebol. Com o FIFA 22 cada vez mais perto do seu lançamento e a nova tecnologia HyperMotion prometendo movimentos cada vez mais reais, a influência dos games nos amantes do futebol no mundo real tende a aumentar ainda mais.

Desde o surgimento dos games de futebol, jogos como “Ronaldinho Soccer” personificavam o que se tinha de melhor nos gramados reais em uma experiência virtual. Com a evolução dos jogos de videogame, metas como ser o novo rosto do FIFA, ou estar na seleção da semana do Utimate Team se tornam importantes formas de reconhecimentos e projeção de atletas e clubes.

Parcerias cada vez mais frequentes, campanhas de marketing e uma aparente reciprocidade tem deixado cada vez mais gramados virtuais e reais parecidos. Enquanto o FIFA estampa as principais ligas oficiais e seus participantes, clubes e jogos destas mesmas ligas estampam as marcas dos jogos e consoles em campo.

Cada vez mais entrelaçados, o futebol real e o virtual se retroalimentam constantemente. E a influência do principal game do gênero, o FIFA se torna cada vez mais visível nos torcedores, com o game servindo de vitrine para alguns atletas cujo o rendimento em campo nem sempre correspondem aos seus “overs” dentro do game.

Mesmo assim, a fã base de atletas projetados pelo game tem potencial de alavancar jogadores ao status de astro, seja esse desempenho efetivamente merecido ou discutível. A frente de uma era também no mundo dos games as estrelas indiscutíveis de Cristiano Ronaldo e Lionel Messi brilharam nos gramados virtuais por anos. Agora com os ídolos cada vez mais próximos de deixarem os gramados, quais serão os surperastros do futuro e como o FIFA influenciará esse novo movimento?

Kylian Mbappé, que tem dominado o mercado dos games é um dos mais fortes concorrentes a vaga de “astro supremo”, mas será que no mundo real ele é tão absoluto assim?

Roberto Firmino, que na temporada anterior do Ultimate Team detinha uma carta com “Over 99“, realmente jogou durante a temporada o que esperavam os torcedores do Liverpool?


Enquanto as bases de fãs influenciados pelo mundo dos games cresce e aumenta o culto aos jogadores virtuais, no mundo real muitas dúvidas e questionamentos podem surgir. Um deles é sobre o quão positiva é essa influência? O que você acha sobre isso? Conta para a gente, aqui no Dinastia N sua opinião é sempre bem-vinda.

Quer receber as principais notícias do Dinastia Nerd no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo oficial. Para receber no Telegram, clique aqui

Hiago Luis

Hiago Luis

Co-fundador e redator do Dinastia Nerd, é um dos responsáveis pela administração do site. Leitor de HQs, gamer, amante de cinema, séries e documentários. Que posso dizer? Mais do que apenas ler sobre histórias, sempre quis escrever as minhas próprias. Jornalista de formação e coração, busco acima de tudo contar histórias e fazer isso aumenta meu Ki, alinha meu chakra, desperta meu sétimo sentido. CDF? Nerd? Geek? Viciado em games? Sim e com muito orgulho! E enquanto existir um leitor que precise ser informado, irei em busca da notícia, pois o Batman é o que Gotham precisar!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.