Brasil

Diminuição do IPI para veículos não deve continuar em 2015

Conforme o presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), Luiz Moan, afirmou nesta terça-feira, no Ministério da Fazenda, que não existe a expectativa de redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) em 2015.

Moan fez uma reunião com o secretario de Politica Econômica do Ministério da Fazenda, Marcio Holland, para discutir as vendas do setor. “Não há perspectiva de redução do IPI. Isso já foi analisado antes”, disse.

Foi divulgado um Balanço no ultimo dia 6, onde informa que houve queda de 2,5% na produção de veículos automotores em outubro, se fizermos uma comparação com o mês de setembro. No mes anterior foram produzidas 293.328 unidades frente a 300.806 de setembro. Na comparação com outubro do ano passado (322.514 unidades produzidas), houve queda de 9%.

Moan, ainda assim, mostrou-se confiante em relação ao semestre em comparação com o primeiro. Ele explica que os meses de novembro e dezembro tratarão mais benefícios do que a média dos meses de junho a outubro.

Quer receber as principais notícias do Portal N10 no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo oficial. Para receber no Telegram, clique aqui

Siga o Portal N10 no Google News para acompanhar nossas notícias. Clique na imagem abaixo!

Romário Nicácio

Administrador de Redes. Co-fundador do Portal N10 e do N10 Entretenimento. Redator de sites desde 2009, passando pelo Notícias da TV Brasileira (NTB), Blog Psafe e vários outros de temas variados. E-mail: romario@oportaln10.com.br

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Olá pessoal! O acesso ao nosso site é gratuito, porém precisamos da publicidade aqui presente para mantermos o projeto online. Por gentileza, considere desativar o adblock ou adicionar nosso site em sua white-list e recarregue a página.