Devido a licitação, obras em estradas do RN terão economia de cerca de 40%
Foto: Everystockphoto

Devido a licitação, obras em estradas do RN terão economia de cerca de 40%

fevereiro 14, 2018 0 Por Rafael Nicácio

O governador Robinson Faria recebeu do secretário de Gestão de Projetos e Metas, Vagner Araújo, a boa notícia de que os recursos destinados a obras nas estradas do RN terão uma economia que chega a R$ 40 milhões, fato inédito no estado.

O motivo foi a concorrência entre as empresas durante a licitação, o que trouxe menores preços e uma economia muito bem-vinda, especialmente nessa época de crise nacional. Atualmente, há obras em andamento por todo o RN que somam R$ 200 milhões. Entre elas estão a estrada do melão, em Baraúna, importante para escoar a produção da fruticultura, e a estrada da produção, que liga Cerro Corá a Lagoa Nova.

Nove rodovias já receberam investimentos

O despacho abordou, ainda, um balanço do andamento das obras do projeto Governo Cidadão. Nove rodovias já receberam investimentos: RN 160 (Carnaubais), RN 118 (Jucurutu), RN 160 (São Gonçalo do Amarante), RN 011 (estrada do caju), estrada do mel III, RN 087 (Lagoa Nova), RN 307 (Genipabu), acesso a Barra de Tabatinga e RN 305 (Pitangui). Ao todo, 250 km de estradas produtivas foram pavimentadas e recuperadas, com o objetivo de melhorar a logística e escoamento de produtos agrícolas das regiões de Assú-Mossoró, em especial na produção apícola e na fruticultura irrigada.

A Estrada da Produção, como é conhecida, é uma das obras mais aguardadas e importantes para o desenvolvimento da economia do Rio Grande do Norte. Interliga a região Potengi ao Seridó, através da Serra de Santana, beneficiando uma população de aproximadamente 150 mil habitantes. Suas três pontes foram concluídas, uma em Cerro Corá e duas em São Tomé. E mesmo ainda não estando concluída, essa obra facilita a vida de quem usa a RN 203, porque encurta o caminho em pelo menos 50 quilômetros até a capital potiguar.

Além das estradas produtivas, estão em execução as obras de acesso ao Distrito Industrial do Aeroporto Internacional de São Gonçalo do Amarante, que já somam investimentos superior a 14 milhões de reais. Elas visam melhorar o acesso, otimizando a estrutura local, bem como reduzir o tempo de deslocamento até o aeroporto, o que contribui para atração de novos investimentos e empresas.

Esta notícia foi interessante para você? Compartilhe com seus amigos!