Descubra quais são as doenças comuns no verão e como se prevenir

No dia 22 de dezembro, a estação mais quente do ano chegou ao país. O verão é conhecido por ser um período de festas, férias, sol e mar. Porém, muitas doenças costumam surgir durante essa época, e alguns cuidados são necessários para evitá-las.

Para quem quer aproveitar ao máximo essa estação da melhor forma possível, o biomédico do Laboratório Rocha Lima, Rafael Padovani, explica quais são as doenças mais comuns no verão e o que fazer em cada caso:

Dengue – Nesse período, as chuvas são frequentes, e consequentemente, locais com água parada acabam sendo vistos com mais facilidade. São nesses locais que o Aedes aegypti se multiplica. Entre os sintomas que são causados pela dengue estão dores, manchas pelo corpo e febre alta. É importante sempre verificar telhas, garrafas, vasos e caixa d’água, além de colocar telas na janela e repelente. Existem vacinas contra ela, porém, ela não deve ser tomada por quem nunca teve o vírus.

Otite – Seja na praia ou na piscina, um mergulho no verão é obrigatório para quem quer se refrescar. Porém, ficar muito tempo submerso pode resultar em acúmulo de água no canal auditivo. O resultado são dores fortes e incômodas, então o ideal é não exagerar ou se já estiver sentido alguma dor, não mergulhar.

Conjuntivite – A qualidade da água do mar depende muito da região e dos hábitos de seus frequentadores, e como nesse período costuma ser de alta temporada, o cuidado precisa ser redobrado para evitar que ela entre em contato com os olhos, pois eles podem ser contaminados e resultar em uma conjuntivite bacteriana. O resultado são olhos vermelhos, inchados e secreção logo ao acordar, então é importante ficar atento e não compartilhar toalha, coçar os olhos ou ficar em contato direto com pessoas que já estão com a doença.

Insolação – É durante o verão que o sol fica mais intenso e muitos aproveitam para renovar o bronzeado, mas a exposição excessiva pode resultar na insolação, que causa febre, tontura, fraqueza e queimaduras. O horário ideal para tomar sol é antes das 10 da manhã, e sempre com um protetor solar com um fator maior de 30 fps.

Desidratação – Um hábito que deve ser levado em consideração o ano todo é o de tomar bastante água. No verão, com o aumento da transpiração, o consumo de frutas e líquidos é obrigatório para evitar ficar desidratado. Mal-estar, ressecamento das mucosas e até mesmo ficar bastante tempo sem urinar são alguns dos sintomas da desidratação. O ideal é buscar uma alimentação leve e ficar na sombra sempre que o sol estiver muito forte.

Hepatite A – As águas de praias poluídas podem propagar a Hepatite A, que afeta o fígado, causando sintomas semelhantes aos da gripe e icterícia, além de náuseas, vômitos e pele e olhos avermelhados. A doença pode ser prevenida através de vacina.

Assine nossa Newsletter e receba as principais notícias do Portal N10 em seu Whatsapp totalmente grátis. Clique no ícone do WhatsApp para ser incluído (não se esqueça de salvar nosso número na sua lista de contato!).

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.