Destaques, Meio Ambiente

Derretimento nas geleiras da Antártida pode “atrasar” o aquecimento global

Várias investigações mostraram que as geleiras da Antártida tem derretido a uma velocidade cada vez mais rápida ao longo dos anos. Isto tem duas possíveis consequências: uma ligeiramente positiva e outra que pode ser devastadora.

Especificamente, um estudo recente sugere que o derretimento do gelo na Antártida poderia atrasar o processo de aquecimento da atmosfera da Terra. No entanto, estima-se que isso pode significar que nos próximos 80 anos, o nível do mar irá aumentar mais de um metro.

Antártida está derretendo, o que poderia atrasar o aquecimento global

O gelo na Antártica está derretendo a uma taxa crescente. Isso, de acordo com um estudo recente, poderia atrasar o aquecimento global; no entanto, esta notícia não é tão boa quanto parece. A esse respeito, especialistas dizem que, embora o derretimento do gelo possa reduzir a temperatura da atmosfera por 10 anos, isso pode acelerar o aumento do nível do mar, afetando o clima.

Para concluir isso, uma equipe de pesquisadores realizou uma série de modificações em um dos mais modernos modelos computacionais do clima, incluindo o fenômeno do derretimento do gelo na Antártida.

Dessa forma, observou-se que o aumento das temperaturas globais chegaria a 2 graus Celsius no ano de 2065, ao invés do ano de 2053. Isso significa que o derretimento do gelo na Antártica nos daria um período de carência de aproximadamente 10 anos com relação ao aumento das temperaturas atmosféricas.

No entanto, a situação pode ser pior do que parece, pois isso aceleraria o aumento do nível do mar e potencialmente mudaria o clima. Além disso, embora o aquecimento atmosférico seja mais lento, todo o planeta Terra continuará a aquecer como vem fazendo. Neste caso, o calor ficará preso nos oceanos. Sobre isso, Ben Bronselaer, o investigador principal do estudo, revela:

“O aquecimento global não será tão ruim quanto se pensava anteriormente; no entanto, o aumento do nível do mar será pior”.

Isso não é tão bom quanto parece

derretimento das geleiras da antártida

Em resumo, o derretimento das camadas de gelo na Antártida poderia retardar o processo de aquecimento global. Mesmo assim, isso não significa que o aquecimento global será completamente interrompido, porque calor adicional ficará preso nos oceanos. Em vez disso, esse processo tem o potencial de acelerar o aumento do nível do mal e mudar o clima da Terra.

Especificamente, os pesquisadores propõem que o derretimento na Antártica tem o potencial de alterar os padrões de chuvas terrestres. Nesse sentido, tudo parece indicar que o cinturão de chuva tropical se deslocará para o norte, aumentando a umidade no referido hemisfério. Por sua vez, isso tornará o clima um pouco mais seco no hemisfério sul.

Por fim, os pesquisadores destacam que, embora o aquecimento esteja atrasado, o planeta ainda está se aquecendo, só que agora temos um período de carência de mais de 10 anos. Para continuar a linha de pesquisa, os cientistas continuarão atualizando modelos climáticos e usando informações coletadas de flutuadores robóticos colocados no Oceano Antártico.

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.