Advogados do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva declararam na última quarta-feira (11) que iria mentregar à justiça os recibos originais referentes ao aluguel de um imóvel localizado em São Bernardo do Campo, cidade de São Paulo – uma cobertura vizinha ao do ex-presidente. Devido a essa promessa, o juiz federal Sérgio Moro deu um prazo de até 48 horas para que a defesa de Lula apresente os documentos.

A ordem foi dada nesta sexta-feira (13) por Moro, que é responsável pelos processos da operação Lava Jato na primeira instância. 26 recibos já haviam sido entregues à Justiça, porém os documentos foram dados como falsos “sem margem à dúvida”, pelo Ministério Público Federal no Paraná, visto que as datas apresentadas nos comprovantes eram inexistentes.

Na época, uma parte do documento da petição dizia o seguinte: Os supostos 26 recibos referentes à locação do apartamento 121 apresentados pela defesa de Luiz Inácio Lula da Silva têm origem desconhecida, não trazem nenhuma comprovação a respeito da data em que foram produzidos e encontram-se em manifesta contrariedade com todo o acervo probatório, e, destacadamente, com o quanto declarou em interrogatório judicial o próprio Glaucos da Costa Marques, apontado como autor daquelas declarações unilaterais de quitação”.

O empresário Glauco da Costa Marques, que é sobrinho do empresário José Carlos Bumlai, amigo de Lula e preso na Lava Jato, foi apresentado como dono do apartamento, mas, segundo a força-tarefa, ele apenas foi usado como “laranja” e o apartamento foi comprado pela empreiteira Odebrecht, como pagamento de propina, para benefício do ex-presidente.

Cristiano Zanin Martins, advogado de defesa de Lula, havia informado que os documentos comprovam que o aluguel do imóvel foi uma relação contratual entre a família de Lula e Glaucos da Costa Marques. E assim como eles foram encontrados, foram entregues em juízo.

Assine nossa Newsletter e receba as principais notícias do Portal N10 em seu Whatsapp totalmente grátis. Clique no ícone do WhatsApp para ser incluído (não se esqueça de salvar nosso número na sua lista de contato!).

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.