Ciência, Destaques

Nasa anuncia primeira missão para ‘conquistar’ Sol em 2018

(ANSA) – A Nasa anunciou nesta quarta-feira (31) que fará a primeira missão da história para estudar a atmosfera do Sol, enviando uma sonda para analisar o astro em 2018.

O experimento sem precedentes deverá ocorrer entre 31 de julho e 19 de agosto do ano que vem e foi batizado de “Parker Solar Probe”, em homenagem ao astrofísico Eugene Parker que, em 1968, descreveu os chamados “ventos solares” e o magnetismo do sol.

Segundo os especialistas, nas oito primeiras semanas, a sonda viajará até Vênus e, oito semanas depois, fará a primeira análise do Sol da história. Ao todo, o projeto deve durar sete anos e, a cada um desses anos, estão previstos “mergulhos” mais próximos ao astro.

“A Parker Solar Probe passará a cerca de sete milhões de quilômetros do Sol – o que é quase oito vezes mais próximo do Sol do que a órbita de Mercúrio – e fornecerá detalhes incríveis da dinâmica da atmosfera solar”, afirmou Jonathan Lunine, diretor do Centro de Astrofísica e Ciências Planetárias da Universidade de Cornell e conselheiro da agência espacial. A missão será lançada a partir do Kennedy Space Center, na Flórida, e tem um custo total de US$ 1,5 bilhões.

Read More...

SP

São Paulo irá construir residencial com geração de energia solar

A Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU) de São Paulo lançou nesta quarta-feira (31/5) a licitação para a construção do seu primeiro residencial vertical que irá produzir energia a partir da luz solar, por meio de placas fotovoltaicas. A medida vai proporcionar desconto na conta do apartamento e do condomínio dos moradores. O conjunto será construído em Aparecida, na região administrativa de São José dos Campos, com 62 moradias para famílias de baixa renda.

“O Governo de São Paulo sempre esteve na dianteira de inovações para moradias de interesse social. A CDHU, em seus mais de 50 anos, já fez isso com os aquecedores solares para água de chuveiro, individualização da medição de água e agora vamos fazer isso com a energia fotovoltaica”, diz o secretário estadual da Habitação, Rodrigo Garcia.

A iniciativa, que tem baixo custo de manutenção, é resultado da experiência com projetos-piloto que a Companhia implantou desde o começo do ano em 26 moradias pelo interior do Estado, que permitem geração de energia e criam um sistema de compensação de energia elétrica com a rede.

A energia é utilizada no consumo geral do residencial e o excedente é transferido para a rede de fornecimento da distribuidora. Por isso, o relógio de energia gira para dois lados, que podem registrar consumo ou geração de energia. Quando não houver produção de energia, seja à noite ou em dias com forte nebulosidade, os apartamentos serão abastecidos pela eletricidade da rede.

“A população do Estado de São Paulo está introduzindo fortemente a energia solar fotovoltaica em suas residências e o projeto da CDHU traz esse benefício para a população de baixa renda, que terá o abatimento na conta de luz e colaborando com o meio ambiente”, afirma o secretário estadual de Energia e Mineração, João Carlos Meirelles.

Para a produção de energia, há variáveis de fornecimento pelos módulos fotovoltaicos e também pelo consumo das famílias. Isso depende da angulação da casa em relação ao sol, do clima e do número de moradores.

Obras

A previsão é que a construtora responsável seja selecionada e o contrato seja assinado até setembro, com início da construção do Conjunto Habitacional Aparecida B a partir de novembro. O investimento previsto é de R$ 9,3 milhões.

A energia limpa poderá ser consumida no próprio residencial ou ser enviada para a rede de distribuição de energia. Está prevista uma geração de 50 kWh (quilowatt-hora)/mês por habitação –, o que representa cerca de R$ 30 de economia na conta mensal de cada família.

No total, serão instalados 152 módulos de placas fotovoltaicas no telhado dos quatro blocos e que irão gerar em torno de 4.760 KWh/mês. A energia será destinada principalmente para as áreas comuns – estacionamento, espaços de circulação entre o condomínio e hall das escadas – e também para as moradias.

Sendo assim, os moradores economizam no pagamento de duas contas – tanto no condomínio, que inclui o consumo nas áreas comuns, quanto no seu próprio apartamento.

Os 64 apartamentos do residencial serão distribuídos em quatro pavimentos e mais um Centro de Apoio ao Condomínio (CAC). O residencial terá playgrounds, paisagismo completo – árvores, gramado e forrações -, mesas de concreto e bancos. Também será viabilizada toda a infraestrutura necessária: redes públicas e condominiais de energia, gás, esgoto e água, medição individualizada de água, sistemas de drenagem e telefonia.

Parceria

A novidade é resultado da parceria entre as secretarias da Habitação e de Energia e Mineração. Depois de firmado o convênio em dezembro de 2016, foram iniciados os contatos com as concessionárias de energia elétrica do estado de São Paulo para implantação de projetos-piloto com as placas fotovoltaicas. O objetivo é oferecer projetos habitacionais com alternativas de economia para os mutuários.

Em Pontes Gestal, há 14 moradias com as placas desde fevereiro deste ano. Foram instaladas quatro placas na cobertura das casas do Conjunto Habitacional Pontes Gestal F, que juntas disponibilizam uma geração de energia de aproximadamente 130 KW. O investimento das placas foi feito pela concessionária Elektro. Há também outros dois projetos-piloto. Está sendo usada a geração da energia fotovoltaica em oito casas no residencial C2 em Elisiário, cuja instalação foi feita pela concessionária Absolar, em três unidades do conjunto C2 e uma no residencial F em Itatinga, por meio da Solar.

A CDHU, por meio do Comitê de Sustentabilidade, desenvolve estudos e possui diretrizes para o aprimoramento da política de sustentabilidade dos empreendimentos habitacionais com o uso racional e aquecimento da água nas residências. É o caso do uso de aquecedores solares para água de chuveiro em empreendimentos da CDHU, que geram uma economia de 12,7 mil MWH/mês, o equivalente ao consumo mensal de uma cidade de 311 mil habitantes.

Sobre o potencial de geração solar no Estado

A Subsecretaria de Energias Renováveis, da Secretaria de Energia e Mineração, coordenou os estudos que apontam o potencial de energia solar do estado de São Paulo para geração fotovoltaica de 12 TWh/ano. O mapeamento dos níveis e faixas de irradiação mostram a viabilidade técnica e econômica para a geração de energia fotovoltaica entre as faixas de radiação anual de 5,61 e 5,70 kWh/m²/dia, considerando a melhor faixa de aproveitamento, correspondente a 0,3% do território paulista. O estudo reúne 25 mapas que mostram o potencial de geração solar em cada uma das regiões do Estado de São Paulo.

Read More...

Política

Comissão do Senado aprova PEC da Eleição Direta

A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado aprovou nesta quarta-feira (31), por unanimidade, a admissibilidade da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 67/16, que prevê a realização de eleição direta para presidente e vice-presidente da República se os cargos ficarem vagos nos três primeiros anos anos de mandato.

Atualmente, a Constituição admite eleição direta apenas se a vacância ocorrer nos dois primeiros anos. Após esse período, deve ser realizada eleição indireta pelo Congresso Nacional, em até 30 dias.

Com a mudança proposta na PEC, a realização de eleição indireta para presidente e vice-presidente ficará restrita ao último ano do mandato. A PEC será encaminhada para votação no plenário do Senado e, se aprovada, seguirá para a Câmara dos Deputados.

O relator da PEC, Lindbergh Faria (PT-RJ), havia apresentado substitutivo à proposta e o senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES) apresentou hoje voto em separado pela rejeição do texto do relator e pela aprovação do texto original do senador Reguffe (sem partido-DF). Ferraço argumentou que o substitutivo de Lindbergh tem inconstitucionalidades.

Lindbergh Farias disse que quis deixar claro em seu texto que, se aprovada a PEC nas duas casas legislativas, a nova regra passaria a valer de imediato, com eleições diretas em 90 dias no caso de vacância do cargo de presidente da República dentro do prazo previsto.

Já Ferraço argumentou que a Constituição prevê que qualquer mudança eleitoral deve entrar em vigor um ano após a aprovação, por isso o relatório de Lindbergh é inconstitucional e, segundo ele, há deliberação do Supremo Tribunal Federal (STF) nesse sentido. “O Artigo 16 da Constituição determina que qualquer mudança eleitoral só possa acontecer com 12 meses de antecedência e há farta jurisprudência por parte do STF que o Artigo 16 é um direito fundamental de quem vota e é votado”, disse.

Após entendimento entre Lindbergh e Ferraço, foi colocada em votação a proposta original apresentada por Reguffe. Mesmo com a aprovação do texto original, Lindbergh disse acreditar que há jurisprudência para que a nova regra passe a valer imediatamente após aprovada. “Estamos convencidos da vigência imediata da PEC. Tem uma vasta jurisprudência no STF. E o fato político é grande, aprovar por unanimidade na CCJ.”

Lindbergh disse que o trabalho agora será de articulação para que o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), paute a PEC para votação no plenário do Senado. A votação de uma PEC é feita em dois turnos de discussão (1º turno tem cinco sessões e 2ª turno tem três sessões) e a aprovação depende de votos favoráveis de três quintos dos parlamentares, ou seja, 49 senadores.

Da Agência Brasil

Read More...

Destaques, Tecnologia

Golpe no WhatsApp que simula consulta ao FGTS já atingiu mais de 360 mil pessoas

A possibilidade de sacar dinheiro do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) levou mais de 15 milhões de pessoas às agências bancárias, animadas pela oportunidade de resgatar os valores de suas contas inativas. No entanto, a estimativa é que mais de quatro milhões de trabalhadores ainda têm valores a sacar no fundo. De olho neste público, hackers estão se aproveitando para enganar usuários de smartphones que desejam consultar o saldo de suas contas do FGTS.

De acordo com a PSafe, empresa brasileira líder em segurança e performance mobile, há dois dias, cibercriminosos estão disseminando via WhatsApp mensagens falsas com um link que supostamente possibilitaria ao usuário conferir se está apto a receber R$ 1.760,00 do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço. Até o momento, mais de 360 mil pessoas já foram afetadas pelo ataque.

Segundo especialistas da companhia, o golpe é amplificado por meio de mensagens de contatos conhecidos ou de grupos do WhatsApp, dizendo que as pessoas que trabalharam com carteira assinada entre 1998 e 2016 podem receber, por meio da Caixa Econômica Federal, até dois salários mínimos. Para fazer a consulta, basta o usuário acessar um link e responder três perguntas (“Você trabalhou no período entre 1998 a 2016?”, “Você está registrado atualmente?” e “É maior de 18 anos”).

golpe fgts inativoIndependentemente das respostas fornecidas, o usuário é encaminhado para uma nova página, incentivado a compartilhar o link com dez amigos via WhatsApp para, só então, poder consultar a lista. Desta forma, o cibercriminoso consegue disseminar com maior velocidade o seu golpe, atingindo um maior número de vítimas.

Em seguida, o usuário é encaminhado para se cadastrar em serviços de SMS pago de conteúdo adulto – que efetuam cobranças indevidas – ou baixar apps falsos, que podem infectar o smartphone e deixá-lo vulnerável a outros tipos de crimes ou prejuízo financeiro. O ataque ainda conta com comentários de falsos usuários elogiando a promoção, com o intuito de validar o golpe, como, por exemplo, “Eu nem sabia, vi aqui que tenho direito”, “ Acabei de receber” e, até mesmo, “Nossa que triste, minhas amigas têm direito e eu não”.

Para não se tornar uma vítima de hackers, o gerente de Segurança da PSafe, Emilio Simoni, reforça a necessidade dos usuários de smartphone consultarem sempre páginas oficiais de empresas para se certificarem que se trata de uma oportunidade verídica.

“O usuário deve estar atento a qualquer tipo de promoções exageradas que chegam por mensagens, checando sempre se a promoção é real ao entrar em contato diretamente com a empresa ou órgão do governo. Além disso, é imprescindível que tenha instalado um software de segurança com a função ‘antiphishing’, como o PSafe DFNDR, pois esse sistema é capaz de analisar todas as ameaças existentes no mundo virtual”, finaliza.

A PSafe também recomenda a adoção de um comportamento preventivo ao navegar na internet como, por exemplo, manter o sistema operacional dos smartphones sempre atualizado e só fazer download de apps em lojas oficiais, como a Google Play. Caso o usuário tenha caído no golpe, a companhia orienta entrar em contato com operadora e cancelar serviço de SMS pago.

Read More...

Destaques, Educação

Mais de 1100 vagas estão sendo ofertadas no RN para cursos técnicos na modalidade e-Tec Brasil

A Secretaria de Estado da Educação e Cultura, em parceria com a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e o Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN), abriu inscrições nessa terça-feira, 30 de maio, para seleção de alunos para cursos técnicos, na modalidade da rede e-Tec Brasil/Mediotec. Os cursos terão início no segundo semestre de 2017.

Com isso, o Instituto Metrópole Digital (IMD) da UFRN está ofertando 1160 vagas, distribuídas nos cursos Técnico em: Informática para Internet; Eletrônica; Automação Industrial; Redes de Computadores; Programação de Jogos Digitais; e Informática para Internet, que funcionam nos cinco polos do IMD: Natal, Angicos, Caicó, Mossoró, e o novo polo de Pau dos Ferros.

As inscrições serão efetuadas até o dia 18 de junho e deverão ser feitas, exclusivamente, pelo Sigeduc, através do site sigeduc.rn.gov.br, Portal do Estudante → Programas (menu) → Pronatec/Mediotec (submenu) → Inscrever Estudante em Oferta de Curso do PRONATEC//MEDIOTEC.

Neste processo de seleção serão reservadas 10% das vagas para jovens com deficiências ou em situação de vulnerabilidade e risco social, 65% das vagas para alunos pertencentes a famílias beneficiárias do programa Bolsa Família matriculados no Ensino Médio. Os outros 25% das vagas serão preenchidas baseadas na média aritmética dos componentes curriculares de Língua Portuguesa e Matemática da série anterior. Todos os candidatos devem ter idade entre 15 e 19 anos.

O resultado da seleção será divulgado no dia 22 de junho. A matrícula será confirmada pelo aluno no período de 10 a 17 de julho mediante apresentação da documentação do aluno selecionado no polo presencial no qual concorreu à vaga. No Instituto Metrópole Digital, o início das aulas será no dia 24 de julho

Veja tabela com a distribuição de cursos por polo: Cópia de 05 Locais dos Polos IMD

Read More...