cuba

(ANSA) – Cuba, país com uma das menores taxas de conectividade de internet do mundo, abrirá, nos primeiros dias de julho deste ano, 35 zonas de wifi gratuito em espaços públicos. Além disso, a nação latino-americana também diminuirá os preços para entrar na web.

A notícia é do jornal cubano “Juventud Rebelde”, que afirmou que as novas áreas serão abertas pela Empresa de Telecomunicações de Cuba (Etecsa). “Com o nome de WIFI_ETECSA, será encontrada a conexão para navegar [na internet], em uma primeira etapa, em 35 locais em nível nacional”, afirmou o diretor de comunicações da entidade, Luis Manuel Díaz Naranjo, em entrevista à publicação. O novo serviço estará disponível em espaços públicos, como parques e avenidas de várias cidades do país, para as pessoas que já tem ou que fizerem uma conta de email na plataforma Nauta.

Já a velocidade de conexão será de 1 MB por usuário. Além disso, a empresa baixará os preços de conectividade para quase metade em relação ao valor atual. Atualmente, a internet é um recurso a que poucas pessoas têm acesso. Jornalistas, acadêmicos, turistas, artistas e alguns profissionais da saúde e da educação são a maioria dos cubanos que contam com o serviço na própria casa. Na maioria dos casos, para se entrar na internet e realizar tarefas simples, como entrar no Facebook ou checar as notícias do dia, é preciso ir a lan-houses e pagar cerca de US$ 4,5 por hora.

Assine nossa Newsletter e receba as principais notícias do Portal N10 em seu Whatsapp totalmente grátis. Clique no ícone do WhatsApp para ser incluído (não se esqueça de salvar nosso número na sua lista de contato!).

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.