Covid-19: servidores fora do grupo prioritário ‘furam fila’ de vacinação em Natal
DoD photo by Lisa Ferdinando

Covid-19: servidores fora do grupo prioritário ‘furam fila’ de vacinação em Natal

janeiro 20, 2021 0 Por Rafael Nicácio

Embora não estejam na linha de frente do combate à covid-19 ao lado de aproximadamente 35 mil profissionais da saúde na capital, há trabalhadores da prefeitura de Natal ‘furando fila’ e sendo imunizados. A denúncia foi feita pelo Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Natal (Sinsenat) nesta quarta-feira (20). A Secretaria Municipal de Saúde confirmou o “equívoco”.

A imunização das pessoas que não se enquadram na fase 1 da vacinação ocorreu depois que a própria prefeitura de Natal informou que a primeira dose deveria ser aplicada prioritariamente nos servidores da saúde que atuam diretamente na pandemia, além de idosos que vivem em abrigos de longa permanência.

As vacinações de pessoas que não fazem parte do grupo foram registradas pelos próprios servidores com fotos e vídeos nas redes sociais. Um deles atua no setor de informática, no município, e disse nas redes sociais que estava atuando como voluntário. A Secretaria Municipal de Saúde confirmou que algumas pessoas que estão trabalhando em um dos pontos de drive-thru abertos pelo município para a vacinação foram imunizadas.

“Esse equívoco já foi sanado, uma vez que de acordo que o Ministério da Saúde é para vacinar os envolvidos na ação, porém devido a pequena quantidade de doses recebidas, neste momento, Natal não vai vacinar os envolvidos”, informou a pasta.

A coordenadora do Sinsenat, Soraya Godeiro, criticou os casos denunciados pela entidade nas redes sociais e informou que vai procurar o Ministério Público.

“Uma situação gravíssima. Dentro de um cenário de escassez de vacinas que contemple toda a equipe multidisciplinar que atua nos locais de combate à pandemia em Natal, pessoas que estão enfrentando o risco diário de contaminação pela atuação direta com o coronavírus, você imunizar jovens que não tem o perfil para receber a vacina nessa fase”, desabafou Soraya Godeiro.

Soraya atribui a falta de transparência à realização pela prefeitura, nesse momento, da vacinação por drive thru e não nos locais de trabalho, já que as doses recebidas só atenderão os profissionais da saúde. “As denúncias recebidas comprovam o questionamento feito pelas entidades sindicais sobre esse formato escolhido pela prefeitura. Por que não vacinar as pessoas nos locais de trabalho? A quem interessa isso?”, questiona.

A prefeitura de Natal recebeu 12.235 doses de vacina nesta terça-feira, referentes ao 1º lote, e vai destinar 11.778 doses a uma parcela dos profissionais de saúde que atuam na linha de frente do combate a covid-19 e 457 para os idosos que vivem em abrigos.

Esta notícia foi interessante para você? Compartilhe com seus amigos!