Imagem de Cheryl Holt por Pixabay

Nada melhor que a natureza para deixar uma criança menos hiperativa e mais comportada. Isso mesmo! A informação faz parte de um novo estudo, publicado no jornal científico Plos One. A pesquisa revelou que crianças pré-escolares que têm mais contato com a natureza são menos hiperativas, apresentam menos dificuldades comportamentais e emocionais e, como consequência, tem um comportamento social mais adequado.

Outro dado interessante é que as crianças que assumiram uma maior responsabilidade em relação aos cuidados com a natureza tiveram menos dificuldades de relacionamento com seus colegas.

A pesquisa foi realizada com 493 famílias, com filhos entre 2 e 5 anos, que participaram por meio de questionários. Foram avaliadas quatro áreas que refletem a relação da criança com a natureza: apreciação da natureza, empatia pela natureza, responsabilidade com a natureza e consciência da natureza.

O estudo, conduzido por especialistas das Universidades de Hong Kong e Auckland (Austrália) foi tão relevante que o questionário está sendo implementado em vários países, a fim de avaliar o quanto as crianças têm ou não contato com a natureza.

Nos casos negativos, serve como um instrumento para criar programas que possam aumentar essa conexão. Agora o mesmo grupo de pesquisadores irá realizar uma extensão do estudo para avaliar qual o efeito da exposição das crianças à natureza na microbiota intestinal.

Opinião da especialista

Segundo a neuropediatra Dra. Andrea Weinmann, hoje há uma tendência por parte de alguns pais de evitar o contato dos filhos com a natureza por vários motivos. “Existe o medo de se sujar, de se machucar, de ter contato com algum inseto que possa atacar etc. Quando esse receio é passado para uma criança em formação, ela pode absorver esses medos e passar a evitar o contato com a grama, com insetos, sentir nojo da lama e da areia, por exemplo”.

Além desses aspectos, o estilo de vida de quem mora em grandes centros urbanos não colabora para tornar esse contato com a natureza algo corriqueiro.

“A violência urbana, os espaços reduzidos de moradia, como os apartamentos, e as poucas áreas verdes nas cidades são fatores que impactam nessa desconexão com o verde”, comenta Dra. Andrea.

A neuropediatra acredita que esse estudo confirma as conclusões de várias pesquisas anteriores, que apontaram que o contato com a natureza é excelente para reduzir o estresse e a ansiedade.

“Certamente, a melhora da hiperatividade e do comportamento está ligada a esses aspectos, evidenciados em estudos sobre o tema ao longo dos últimos anos”, reflete a especialista.

Dicas

Veja a seguir algumas ideias para aumentar a conexão das crianças com a natureza.

  • Ar livre é sempre melhor: Mesmo morando em cidades grandes como São Paulo, por exemplo, é possível trocar a ida a um shopping por um parque. Pesqueiros, locais com animais como fazendas, haras, praia. Qualquer programa ao ar livre é melhor do que o lazer em locais fechados.
  • Água: Quando se fala em natureza, precisamos pensar em todos os seus elementos. O contato com o mar, rios e cachoeiras também é uma excelente maneira de se conectar à natureza. Sempre que possível, leve a criança para esses locais, nem que seja para passar o dia.
  • Plantas em casa: Para quem mora em casas é mais fácil ter um jardim, flores, vasos de temperos, como hortelã, manjericão, salsinha etc. Envolva a criança nos cuidados com as plantas. Em apartamentos, se possível, tenha algumas plantas ou flores. Animais e pedras também são importantes para o envolvimento da criança com a natureza e seus diversos elementos.
Assine nossa Newsletter e receba as principais notícias do Portal N10 em seu Whatsapp totalmente grátis. Clique no ícone do WhatsApp para ser incluído (não se esqueça de salvar nosso número na sua lista de contato!).

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.