Jogar videogame pode diminuir a ansiedade? Saiba tudo sobre o assunto!

Jogar videogame pode diminuir a ansiedade
Imagem: freepik.com

Nos últimos anos, os videogames deixaram de ser apenas uma forma de entretenimento e se tornaram uma parte significativa da cultura contemporânea. Com o avanço da tecnologia, os jogos eletrônicos evoluíram consideravelmente em termos de gráficos, enredos e interatividade, proporcionando experiências imersivas e cativantes para os jogadores. No entanto, além do entretenimento, muitos se perguntam se jogar videogame pode ter algum impacto na saúde mental, especialmente no que diz respeito à ansiedade.

A ansiedade é um problema de saúde mental cada vez mais comum, afetando milhões de pessoas em todo o mundo. Os sintomas da ansiedade são intensos, como preocupação, nervosismo e tensão, que podem interferir significativamente na qualidade de vida e no bem-estar geral. Portanto, qualquer atividade que ajude a reduzir esses sintomas é valiosa e digna de investigação.

Um estudo recente publicado no periódico científico Frontiers in Psychology sugere que jogar videogame pode, de fato, ter um efeito positivo na redução da ansiedade. Os pesquisadores analisaram os hábitos de jogo de um grupo de participantes e os sintomas de ansiedade que eles experimentaram antes e depois de jogar. Os resultados revelaram que a maioria dos participantes relatou uma diminuição significativa na ansiedade após jogar videogame, especialmente em jogos que envolviam elementos de cooperação e competição social.

Mas como exatamente os videogames podem ajudar a reduzir a ansiedade? 

Uma das razões pode ser o efeito de imersão que muitos jogos oferecem. Ao mergulhar em um mundo virtual, os jogadores podem temporariamente escapar das pressões e preocupações do mundo real, permitindo-lhes relaxar e descontrair. Além disso, muitos jogos oferecem desafios que exigem foco e concentração, o que pode ajudar a distrair a mente dos pensamentos ansiosos.

Outro aspecto importante é o componente social dos videogames. Muitos jogos modernos são projetados para serem jogados em equipe, seja cooperando com outros jogadores para alcançar um objetivo comum ou competindo uns contra os outros em partidas online. Essa interação social pode proporcionar uma sensação de pertencimento e camaradagem, que são fatores importantes para o bem-estar emocional.

No entanto, é importante notar que nem todos os jogos têm o mesmo efeito na redução da ansiedade. Jogos que envolvem violência excessiva ou competição intensa podem, na verdade, aumentar o estresse e a ansiedade em alguns jogadores. Portanto, é essencial escolher jogos que sejam adequados e apropriados para o seu próprio conforto e sensibilidade.

Além disso, é importante manter um equilíbrio saudável entre jogar videogame e outras atividades. Passar longas horas em frente à tela pode levar ao isolamento social, falta de exercício físico e problemas de sono, que por sua vez podem contribuir para o aumento da ansiedade e outros problemas de saúde mental. Portanto, é fundamental estabelecer limites razoáveis e variar suas atividades diárias.

Ser um gamer profissional pode prejudicar a saúde?

O mundo dos videogames profissionais, conhecido como eSports, tem crescido exponencialmente em popularidade e reconhecimento. Jogadores profissionais de eSports, ou gamers profissionais, competem em torneios de alto nível, ganhando prestígio, fãs e, em alguns casos, grandes quantias em dinheiro. No entanto, por trás do glamour e do sucesso, há preocupações legítimas sobre os impactos que uma carreira no mundo dos eSports pode ter na saúde dos jogadores.

Uma das principais preocupações relacionadas à saúde dos gamers profissionais é o estilo de vida sedentário que muitas vezes acompanha a profissão. Passar longas horas praticando e competindo em frente a telas de computador pode levar a um estilo de vida extremamente sedentário, com pouca ou nenhuma atividade física. A falta de exercício regular pode aumentar o risco de uma série de problemas de saúde, incluindo obesidade, doenças cardíacas, diabetes e problemas musculoesqueléticos.

Além disso, a natureza altamente competitiva e exigente do mundo dos eSports pode levar a altos níveis de estresse e ansiedade entre os jogadores profissionais. A pressão para ter um desempenho excepcional em torneios importantes, juntamente com as longas horas de prática e treinamento, pode levar a esgotamento físico e emocional. Muitos gamers profissionais relatam altos níveis de estresse, insônia e problemas de saúde mental relacionados ao seu trabalho.

Outro aspecto preocupante é o impacto dos videogames na saúde ocular. Passar longas horas olhando para telas de computador pode causar fadiga ocular, visão embaçada, dores de cabeça e outros problemas oculares. Além disso, a exposição prolongada à luz azul emitida pelas telas pode interferir no ritmo circadiano e afetar a qualidade do sono dos jogadores.

Alguns estudos também sugerem uma ligação entre jogar videogames em excesso e problemas de saúde mental, como depressão e ansiedade. Embora nem todos os gamers profissionais desenvolvam problemas de saúde, a pressão constante e as demandas da profissão podem torná-los mais vulneráveis a esses problemas.

No entanto, é importante reconhecer que nem tudo são aspectos negativos. Muitos gamers profissionais adotam práticas saudáveis para equilibrar sua vida pessoal e profissional. Isso inclui fazer pausas regulares para se levantar, se alongar e se exercitar, além de seguir uma dieta equilibrada e garantir um sono adequado. Além disso, muitas equipes e organizações de eSports estão implementando programas de bem-estar para apoiar a saúde física e mental de seus jogadores.

De todas as formas, percebemos que tudo deve ser feito com cautela, tanto para quem deseja jogar apenas para relaxar, quanto para quem joga profissionalmente. É preciso ter um equilíbrio para que seja saudável e prazeroso ao mesmo tempo.

Sair da versão mobile
adbanner