ColunasWagner Santos

Como Oswald de Souza popularizou a probabilidade na TV brasileira

O brasileiro Oswald José Levy de Souza é um engenheiro que levou a matemática para milhares de lares do país ao longo dos 40 anos de sua parceria com a TV Globo. Usando o cálculo de probabilidades, ele era o responsável por estimar o número de vencedores no concurso da Loteria Esportiva, aos domingos, no programa Fantástico. Suas estimativas tinham 90% de acerto.

Posteriormente, Oswald passou a avaliar a tabela do Campeonato Brasileiro de Futebol, analisando as chances de rebaixamento, conquista do título e vaga para a Libertadores de cada time. Ele se aposentou da TV em 2013.

O trabalho realizado por Oswald exemplifica como os conceitos matemáticos têm aplicações no dia a dia. De forma curiosa e divertida, seus cálculos atraíram o interesse do grande público e contribuíram para momentos que fazem parte da história da televisão no Brasil e estão guardados na memória dos brasileiros.

A matemática da probabilidade

Calcular a probabilidade é buscar saber as chances que algo tem de acontecer diante de um universo de possibilidades. Na matemática, este universo é chamado de “espaço amostral”, enquanto o que queremos calcular é denominado “evento”.

O cálculo da probabilidade é feito dividindo o número de possibilidades de um evento acontecer pelo número de resultados possíveis. Um exemplo simples é a brincadeira do chá de panela em que os noivos precisam acertar qual presente foi dado por qual convidado.

Considerando que a festa tem 30 convidados, ao pegar um presente para tentar adivinhar quem o trouxe, os noivos têm 30 resultados possíveis. Já o número de resultados favoráveis ao acerto é um, afinal, é apenas um nome certo que os presenteou.

Assim, a probabilidade de os noivos acertarem quem trouxe um determinado presente é de uma em 30, o que corresponde a 0,03. A probabilidade de um evento está sempre entre zero e um. 

A Zebrinha do Fantástico

Quando as chances de algo acontecer são pequenas, mas esta situação acontece, o resultado inesperado é popularmente conhecido como “zebra”. Foi esta a inspiração para a Zebrinha, criada por Mauro Borja Lopes, para apresentar os resultados da Loteria Esportiva. O concurso era o mais popular do Brasil no início da década de 1970, sendo campeão de apostas.

Naquela época, as famílias se reuniam em frente à TV para acompanhar os resultados da Loteria Esportiva, no domingo à noite. Quando o Fantástico estreou na Rede Globo, em 1973, o anúncio era feito pelo apresentador Léo Batista e a Zebrinha informava qual era a coluna do jogo. Quando o resultado era inesperado, o carismático personagem dizia: “Olha eu aí… Zeeebra!”. 

Neste mesmo quadro eram apresentadas as estimativas de Oswald de Souza sobre o provável número de ganhadores da loteria. A Zebrinha ficou no ar até 1986.

As probabilidades em campo

Outro trabalho realizado por Oswald, também para o Fantástico, foi a avaliação da tabela da série A do Brasileirão. A famosa frase “segundo o matemático Oswald de Souza” era precedida das informações sobre o provável desempenho dos times de futebol. 

Assim como na década de 1970, quando os brasileiros se reuniam para acompanhar os resultados do jogo da loteria, os amantes de futebol passaram a ficar de olho na telinha para saber quem tinha mais chances de vencer o campeonato, de conseguir uma vaga na Libertadores ou de ser rebaixado para a série B.

Quer receber as principais notícias do Portal N10 no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo oficial. Para receber no Telegram, clique aqui

Wagner Santos

Meu nome e Wagner Santos CEO da Revista de Marketing e profissional de SEO | Linkbuilder e escrevo sobre dicas para melhorar e alavancar sites na internet.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo