ColunasWagner Santos

Como negociar e quitar dívidas on-line para aproveitar a Black Friday e o Natal

O avanço da vacinação contra a Covid-19 e a retomada gradual das atividades no país  trazem um cenário mais otimista para as festas de fim de ano. O comércio espera impulsionar as vendas com as datas especiais do último bimestre: a Black Friday, que ocorre no dia 26 de novembro, e o Natal, celebrado em 25 de dezembro. Já os consumidores pretendem aproveitar o momento para presentear as pessoas queridas ou comprar itens desejados, para si mesmos, com desconto.

Pesquisa realizada pela consultoria Conversion apontou que nove em cada dez brasileiros pretendem aproveitar os descontos da Black Friday para adquirir os presentes de Natal deste ano. Antes da pandemia da Covid-19, a data já havia se consolidado como uma das principais do calendário comercial brasileiro.

Importada dos Estados Unidos, a ação chegou ao Brasil em 2010. Inicialmente, teve a adesão apenas dos grandes magazines, mas, depois, caiu no gosto popular e é realizada por diferentes lojas e segmentos, on-line e off-line, que oferecem descontos atrativos na data. 

Outro estudo aponta que o Natal também irá alavancar as vendas do comércio. A estimativa da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) é que o varejo movimente em torno de R$ 34,3 bilhões, registrando alta de 4,3% em comparação com 2020.

Black Friday pode ajudar a pagar dívidas

A Black Friday pode ser não só uma oportunidade para as compras, mas também, para sair da situação de inadimplência. “As instituições financeiras aproveitam a data para fazer campanhas especiais de negociação de dívidas. Por isso, pode ser uma ótima ideia aproveitar a Black Friday não para adquirir um celular ou uma TV nova e, sim, para comprar a própria tranquilidade financeira, negociando a dívida e retirando o nome da lista de negativados”, orienta o advogado e co-fundador da Meu Acerto, fintech de negociação de dívidas, Rodrigo Costa.

Ele explica que o nome do consumidor deve ser retirado da lista de negativados dos órgãos de proteção ao crédito em até cinco dias úteis após o pagamento da primeira parcela ou do valor total – caso tenha optado pelo pagamento à vista – da dívida.

No entanto, isso não significa necessariamente que o consumidor poderá utilizar o crediário para as compras na Black Friday. “Se ele ainda não possui um cartão de crédito, por exemplo, vai precisar passar por um processo de análise de crédito e pode ser que isso não aconteça a tempo de aproveitar essa data tão importante para o varejo”, esclarece.

Rodrigo Costa ressalta que o consumidor deve ter em mente que, mais importante do que recuperar o poder de compra de forma imediata, é a retirada do nome da lista de negativados. “Isso garante tranquilidade e bem-estar financeiro, que são fundamentais para que ele possa voltar a ter uma vida financeira equilibrada e saudável, inclusive com acesso ao crédito, conforme sua necessidade.”

Consumidor negativado deve buscar negociação

O consumidor que está com o nome negativado e quer realizar as compras de fim de ano com tranquilidade precisa solucionar esta situação o mais rápido possível. “O primeiro passo é encontrar uma negociação que caiba no bolso. Fazer um acordo que, em pouco tempo, vai se transformar em inadimplência novamente pode deixar a situação ainda mais crítica”, alerta Rodrigo Costa.

O especialista informa que é necessário avaliar as opções disponíveis e buscar descontos e condições favoráveis de parcelamento, caso não haja a possibilidade de realizar um acordo para o pagamento à vista. “O consumidor que já está endividado pode, ainda, optar pela portabilidade de crédito, pegando um crédito a juros menores para quitar uma dívida sobre a qual esteja incidindo juros maiores.”

É possível negociar dívida online com diversas empresas. Além da facilidade e da praticidade de não ter que sair de casa, esse tipo de transação traz menor exposição do consumidor e, geralmente, oferece condições atrativas para negociação, como descontos e parcelamento flexível.

Muitas empresas de diferentes segmentos oferecem a opção. Pela internet, é possível negociar dívida no Carrefour e outros supermercados, em bancos, operadoras de telefonia, grandes redes do varejo, dentre outros.

Quer receber as principais notícias do Portal N10 no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo oficial. Para receber no Telegram, clique aqui

Siga o Portal N10 no Google News para acompanhar nossas notícias. Clique na imagem abaixo!

Wagner Santos

Meu nome e Wagner Santos CEO da Revista de Marketing e profissional de SEO | Linkbuilder e escrevo sobre dicas para melhorar e alavancar sites na internet.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Olá pessoal! O acesso ao nosso site é gratuito, porém precisamos da publicidade aqui presente para mantermos o projeto online. Por gentileza, considere desativar o adblock ou adicionar nosso site em sua white-list e recarregue a página.