Destaques, Plantão Policial

Com fortuna avaliada em R$ 5 milhões, “Rei do Ecstasy” é preso em Natal

Casal com patrimônio de R$ 5 milhões é preso em Natal suspeito de tráfico de drogas
Foto: Cedida/Polícia Civil

A Polícia Civil do Rio Grande do Norte, por meio da Delegacia Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (Deicor), prendeu nesta quinta-feira (19), em um apartamento de luxo na Zona Leste de Natal, Rafael Rúbio de Oliveira, 35 anos, e Laíse Souza Dantas de Aragão Oliveira, 24 anos, em cumprimento a mandados de prisão pelo crime de tráfico de drogas.

Em investigação inicial, a Polícia Civil do Distrito Federal realizou a Operação Caça as Bruxas, no dia 15 de março, resultando em buscas por criminosos em nove estados, entre eles, a busca por Rafael aqui no Rio Grande do Norte. Ele é conhecido pela Polícia como “Rei do Ectasy”, por conta da sua atuação na comercialização de drogas, principalmente sintéticas, como Ecstasy e LSD.

No dia 24 de março, Rafael foi preso por tráfico de drogas na cidade de Dourados, no Mato Grosso do Sul, junto a um comparsa, sendo solto no dia seguinte mediante alvará de soltura. De volta a Natal, Rafael Rúbio, que é Agente Penitenciário Federal aposentado por invalidez, se torna proprietário de uma empresa de promoção de festas rave, junto com a sua esposa Laíse Souza, onde o casal comercializava as drogas sintéticas.

O patrimônio de Rafael é avaliado em cerca de 5 milhões, entre eles, um apartamento de um milhão de reais, uma Volkswagem Amarok, uma Ford EcoSport, além de joias – objetos que foram apreendidos pela Polícia.

No Rio Grande do Norte, Rafael e Laíse foram autuados por tráfico de drogas. Agora, as investigações seguem por parte da Polícia Civil do Distrito Federal.

Confira o vídeo com fala dos envolvidos e do Delegado titular da Deicor, Odilon Teodósio:

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.